Palminópolis tremeu com a 2ª etapa do Goiano de Motocross

Palminópolis tremeu com a 2ª etapa do Goiano de Motocross

Palminópolis tremeu com a 2ª etapa do Goiano de Motocross

Depois de quatro anos afastada do Campeonato, Palminópolis sediou em grande estilo a 2ª etapa do Goiano de Motocross dias 02 e 03 de maio, onde 260 pilotos inscritos mostraram o atual nível do Campeonato Goiano de Motocross.

A Prefeitura Municipal sob o comando do prefeito João Adélcio Alves e do Secretario de Esportes e Juventude Claudio Soares fizeram uma grande festa pelo retorno do Campeonato à cidade, que ficou conhecida no circuito com a mais acolhedora e receptiva ao Campeonato pela administração e população local, que dobrou neste final de semana.

Na sexta feira aconteceu a tradicional festa da Garota MotoCross, no sábado após os treinos livres e classificatórios aconteceram as três baterias programadas das 50cc, Nacional A e Nacional 230.

Os melhores tempos nas classificatórias de cada categoria foram:
50cc: Pedro de Castro Boechat. 56.431
65cc: Gustavo Alves Santos Borges. 1:39.207
85cc: Gustavo Alves Santos Borges. 1:33.941
230: Oscar Crispim da Silva. 1:36.315
Nacional A: Adão Ataides Neto. 1:31.767
Nacional B: Bruno de Paula Braz. 1:33.318
Estreantes: Luiz Henrique Nunes de Oliveira. 1:29.386
Intermediaria: Richard Cardoso Rodrigues. 1:28.552
MX 3: Adilson Luiz Araujo. 1:28.688
MX 2: Thalles Vilardi. 1:23.045
MX FL: Deni Marques de Abreu Filho. 1:22.690

Nas provas os vencedores foram os seguintes:
Nas 50cc venceu Pedro de Castro Boechat, seguido de Ana Claudia Figueiredo de Freitas, Beatriz Braga Gomes, Guilherme Ferreira de Amorim e Marcos Vinicius Alves.

Na Nacional A venceu Adão Ataides Neto, com Régio Antonio da Costa em segundo, Marcelo Ferreira da Silva, Sander Alípio Guimarães e Murilo Bailão fechando os cinco primeiros.

Na Nacional 230 venceu Oscar Crispim da Silva, seguido de Raphael Henrique Silveira Adorno, Wanderson Rodrigues Vidal, Rafael Pereira dos Santos e Amilton Felipe da Silva.

E no domingo após o warm-up o dia começou bem acelerado com a bateria da Intermediaria onde o vencedor foi Richard Cardoso Rodrigues e em seguida vieram Marcelo Pires Paiva, Paulo Eurípedes Caetano, Wendel Ferreira Silva e Chayenne Alves Nascimento.

Em seguida vieram os mais idosos da MX3 e quem venceu foi Adilson Luiz Araujo com Eli Américo de Paula em segundo, Andre Gustavo Bouças Ignácio, Alexandre Vaz da Costa e João Batista Barbosa Filho que conseguiu o quinto lugar na ultima curva.

Na Estreantes venceu Elton Consoli Chagas, seguido de Wanderson Rodrigues Vidal, Wagner de Amorim, Rodrigo Siqueira de Carvalho e Eduardo Vosgerau.

A MX2 largou em seguida e quem venceu foi Thalles Vilardi, com Wellington Garcia no seu encalço, Deni Marques Filho, Kurt Rudolf Feichtenberger, Claudner Coelho da Rocha, Thiago Quintela de Melo, Samarlon Sergio Ferraz, Jose Almeidino Rocha da Silva, Maike Donald Cassini e Chayenne Alves Nascimento fechando os dez melhores da MX2.

Nas 65cc quem venceu foi Kioman de Jesus Navarro, Gustavo Alves Santos Borges, João Alves de Araujo Filho, Paulo Victor Cunha Guimarães e Wilber Junior Miranda Rodrigues.

Na Nacional B os vencedores foram Bruno de Paula Braz, Elton Consoli Chagas, Denis Stival de Paula Silveira, Oscar Crispim da Silva e Vinicius Borges da Cruz.

Nas 85cc Everaldo Rodrigues Lima Filho venceu com Lucas Fernando Bottcher Frazão e Raphael da Silva Matos logo atrás e João Alves de Araujo Filho e Jonathan Figueiredo de Freitas fechando os cinco primeiros.

E fechando a programação a MXFL (Força Livre) teve disputas desde o inicio com a liderança de Thalles Vilardi, Deni Marques e Wellington Garcia, Wellington conseguiu a vitoria apenas no final com Thalles em segundo, Deni Marques de Abreu Filho, Claudner Coelho da Rocha, Adilson Luiz Araujo, Carlos Eduardo Oliveira Martins, Kurt Rudolf Feichtenberger, Thiago Quintela de Melo, Jose Almeidino Rocha da Silva e Andre Gustavo Bouças Ignácio fechando os dez melhores da elite do Motocross em Goiás.

Entre os destaques da etapa podemos apontar o ótimo numero de participantes (260), o bom publico presente nos dois dias, a alimentação oferecida pela organização/prefeitura a todas equipes nos dois dias, a organização e empenho da prefeitura e população para com a prova dentro e fora da pista, mais uma vez a CBM com sistema de cronometragem através de transponders fundamental para uma prova desta magnitude, o nível técnico dos pilotos melhor a cada ano e que resulta em melhores espetáculos para o publico e principalmente o mais importante, nenhum acidente que mereça registro.

A prova com realização da Prefeitura Municipal, supervisão da Federação de Motociclismo de Goiás e organização do Moto Clube GP teve apoio de Mobil, Navesa/Ford, Produtos Dez, Motobel/Honda, Rapozão Racing, Imperial Beer, Vulcano Energy Drink, IMS/Polisport, JR Tendas, Vidraçaria Morais, Proesporte/Governo de Goiás/Agel e Revistas Pró Moto e Dirt Action.

A próxima etapa será em Acreúna nos dias 09 e 10 de maio.