Foto: Benelli Cafe - Bitenca

Pane elétrica, Dois tempos proibido, CBR1000 RR Queima óleo

Foto: Benelli Cafe - Bitenca

Foto: Benelli Cafe - Bitenca

Pessoal admiro muito o trabalho de vocês um outro dia passei em uma concessionária e vcs estavam lá. Minha duvida é que comprei uma moto Honda 150 2008 e a mesma já foi umas 6 ou 7 vezes na autorizada e não resolve o defeito. Não pega na partida elétrica só no tranco! Obs.; mesmo andando o dia inteiro chega um momento que ela não quer pega e já foi substituída a bateria da mesma e continua o mesmo defeito já não sei o que fazer pois já foram 5 meses com essa bronca . OBS.; um outro dia na aut. tinha visto outra bronca com a 150 2009 na injeção eletrônica que fica piscando no painel da moto. fiquei 10 min. na loja e foram 3 pessoas com o mesmo defeito. Fico muito grato se me ajudarem. Ceyson, 33, Recife, PE

R: Geivson, há algum problema crônico na parte elétrica da sua moto. Pode ser algum acessório que está consumindo demais a carga da bateria, alguma falha no sistema de carga (estator – regulador – retificador) ou ainda um problema no próprio motor de arranque ou relé de partida. É necessário fazer uma análise mais profunda na sua moto para se ter certeza da causa, uma boa oficina deve resolver. Boa sorte,

Foto: Bimota - Bitenca

Foto: Bimota - Bitenca

Eu gostaria de saber se realmente as motos 2 tempos vão ser proibidas a partir de 2010. Gian, 18, Pelotas, RS

R: Gian, não é o motor dois tempos em si, mas sim a emissão dos antigos motores que levam óleo para a explosão e que provavelmente não vão passar pelos testes. Há vários fabricantes experimentando com esse tipo de motor com injeção eletrônica que pode ser tão limpo quanto um quatro tempos ou mais ainda dependendo da técnica de lubrificação e injeção. Falta fabricante disposto a investir nessa técnica aplicando em produção pois já se sabe que é possível. Abraços

Olá! Acabei de adquirir uma Honda CBR 1000 rr 2008. Na busca de informações pela internet desta moto descobri alguns tópicos em fóruns que esse modelo apresenta uma excessiva queima de óleo chegando a consumir 1 litro de óleo a cada 1000 km. Isso me assustou um pouco, afinal não é todo dia que se realiza um sonho. Vcs sabem de algo sobre esse assunto, existe algum posicionamento da fábrica? Marco, Içara, SC.

R: Não amigo, não temos conhecimento de nenhum posicionamento da fábrica mas temos sim acompanhado nos foruns que há vários comentários a respeito e também verifico que esses comentários nem sempre são muito confiáveis. Como você sabe as motos esportivas tem donos mais radicais, que gostam de fazer um borrachão, topar no limitador de RPM e fazer estouros nos escapamentos. Não se pode negar que essas ações prejudicam a durabilidade de uma moto. Sabemos que os proprietários delas curtem fazê-las sofrer vários tipos de abusos. Tomara que a sua seja um caso àparte e que a durabilidade do motor seja a normal. Pois consumo de óleo é sinal de desgaste nos anéis e guias de válvulas que podem ser causados pelos excessos que comentei ou por má manutenção do filtro de ar. Condenar um modelo de moto por um defeito que é normalmente decorrente de desgaste acho um pouco perigoso, sem que sejam feitos exames detalhados com uma moto zero e os testes bem minuciosos. Mas fique atento e se ocorrer o problema vá imediatamente a uma concessionária. Abraços.