Papa, óleo da Twister e MotoGP

Ol  Tite, valeu, cara! Gostei do que vocˆ escreveu; sem d£vidas, o Papa era um entusiasta, assim como n¢s motociclistas. Eis assim a nossa religiÆo. Abra‡o!
Jos‚ Luiz Terwak
SÆo Paulo, SP
Graaaande Z‚zim, ‚ muita honra tˆ-lo como leitor! Obrigado pela contribui‡Æo.

àleo da Twister
Tite, novamente, c/ rela‡Æo … troca de ¢leo do motor: Tenho uma Twister e no manual dela o fabricante diz que a troca dever  ser efetuada a cada 3.000 Km.(pelo menos nas primeiras trocas). Vc diz que o momento + cr¡tico acontece na primeira partida do motor (pela manhÆ por exemplo), qdo o ¢leo precisa chegar …s partes altas do motor. Minha d£vida ‚ a seguinte: Qdo o tempo est  quente, eu consigo dar partida na minha moto sem o uso do afogador, por‚m, o giro fica bem baixo, em torno de 900 rpm enquanto ela ainda est  fria. J  qdo preciso usar o afogador, deixo o motor girar a + ou – 2.000 rpm. Ou seja, quais das duas situa‡äes seria mais ou menos prejudicial, visto que de qualquer jeito na primeira partida sempre haver  aquele momento cr¡tico?
Ricardo H. Quaglia
Campinas – SP
Ricard¢n, ‚ o seguinte, nÆo precisa nada disso, porque atualmente os ¢leos levam aditivos na composi‡Æo que “grudam” nas partes altas do motor. Assim, quando vocˆ aciona o motor frio, j  tem uma pel¡cula protegendo. Em todo caso, se nÆo precisar do afogador, esque‡a dele, porque s¢ serve mesmo para fazer o motor pegar. Um dos ¢leos que utiliza um tipo de aditivo magn‚tico ‚ o Castrol Magnatec, mas nÆo sei a especifica‡Æo t‚nica para dizer se ‚ indicado, ou nÆo, para motos. A Bardhal acabou de lan‡ar bem discretamente um aditivo B12 especial para motos. Quanto ao per¡odo de troca, respeite o que diz o manual.

MotoGP
Em primeiro lugar, parab‚ns pelo site, ‚ muito bom, por‚m, poderia conter uma coluna de opiniÆo sobre a MOTOGP, que tal? Em segundo, gostaria de saber sua opiniÆo sobre o Alex Barros, vc acha que ele ‚ capaz de se sagrar campeÆo este ano? O que vc acha que atrapalha seu desempenho pra que ele possa andar na frente? Pq mais bra‡o que o Gibernau eu acho que ele tem. Em terceiro e £ltimo lugar, a moto que aparece no final do filme F£ria em 2 Rodas existe: ‚ a Y2K uma moto que utiliza turbina de helic¢ptero Rolls Royce de 300 cv, cheguei a pesquis -la na net, por‚m, os sites em que encontrei algo sobre ela nÆo estÆo em portuguˆs.
Demontiez
Francisco Demontiez
Taguatinga Norte – DF
Oi Chico, eu comentarei MotoGP oportunamente, mas nÆo pretendo fazer uma coluna fixa porque odeio compromissos (apesar de ter me casado 4 vezes). Cara, falando bem sinceramente, eu acho o Alexandre Barros burro! Isso mesmo, falta inteligˆncia para ele, tipo QI emocional. Veja no primeiro GP, em Jerez, ele alega que “esqueceu” de ligar o controle de tra‡Æo na largada. Como algu‚m pode ser tÆo ingˆnuo? Portanto, acho que falta inteligˆncia emocional, algo que Sete Gibernau provou que tem de sobra. Eu confundi os filmes, eu nunca assisti F£ria em Duas Rodas, foi um outro que nÆo lembro o nome.