Para moto também?

A Confedera‡Æo Brasileira de Automobilismo e a Prefeitura Municipal de Taubat‚ firmaram acordo de parceria para a constru‡Æo de um aut¢dromo na cidade paulista.

Por meio de instrumento legal e aprovado pela Cƒmara Municipal, a cidade de Taubat‚, por meio do prefeito municipal Jos‚ Bernardo Ortiz, passou para a CBA, representada pelo presidente Paulo En‚as Scaglione, a concessÆo de uso de um terreno de 500.000 m2 (quinhentos mil metros quadrados) localizado no entroncamento das rodovias Dutra e Carvalho Pinto. NÆo se trata de doa‡Æo, mas sim de concessÆo de uso por tempo determinado. A assinatura do contrato foi resultado de 15 meses de tratativas entre o munic¡pio e a entidade m xima do automobilismo brasileiro.

O prefeito Jos‚ Bernardo Ortiz destacou que a constru‡Æo do aut¢dromo ‚ resultado das pol¡ticas para a expansÆo do turismo na cidade e gera‡Æo de empregos. “Uma cidade como Taubat‚, que podemos dizer que ‚ a esquina rural mais importante do Brasil, tem de caminhar no sentido do turismo. E n¢s precis vamos de uma ƒncora, que passa a ser efetivamente o aut¢dromo”.

O presidente Paulo Scaglione revelou que, embora nÆo seja atribui‡Æo da CBA construir aut¢dromos, o momento atual exige a amplia‡Æo nesse setor e a vontade pol¡tica do prefeito Jos‚ Bernardo Ortiz de inscrever Taubat‚ no cen rio do automobilismo brasileiro e internacional, veio de encontro a esse anseio. Logo, a Confedera‡Æo nÆo fugiu da responsabilidade e assumiu essa tarefa.

O acordo consiste em algumas fases. A prefeitura entregar  nos pr¢ximos meses o terreno com terraplanagem e obras de benfeitorias, tais como pistas de acesso, drenagem e dutos para cabeamento. Nesse per¡odo, que deve ter a dura‡Æo de aproximadamente seis meses, um projeto estar  sendo elaborado e, inclusive, com a presen‡a de delegados da Federa‡Æo Internacional de Automobilismo para acompanhamento est  prevista. Cumprida essa primeira fase, a compromisso da CBA ‚ entregar o aut¢dromo pronto em at‚ cinco anos. Depois disso, as partes envolvidas terÆo 30 anos para explorar o local. Findo o prazo, o aut¢dromo ser  incorporado ao patrim“nio do munic¡pio.

A Confedera‡Æo Brasileira de Automobilismo nÆo ser  a respons vel pelo financiamento da obra. A entidade firmar  parcerias com a iniciativa privada – cujos entendimentos j  estÆo avan‡ados – para esse fim. Inicialmente previsto para abrigar apenas provas do automobilismo nacional, o assessoramento t‚cnico da FIA, conseguido pela CBA, dar  ao aut¢dromo condi‡äes de abrigar provas internacionais.

“Quando iniciamos as conversa‡äes com a prefeitura de Taubat‚, existiam cerca 3.000 pilotos filiados a CBA. Agora, esse n£mero j  chega nos 6.000. Assim, a necessidade da amplia‡Æo no n£mero de pra‡as esportivas ‚ muito grande e a Confedera‡Æo nÆo poderia deixar de participar desse projeto tÆo importante nÆo s¢ para a cidade, mas para o automobilismo como um todo”, disse Scaglione.