Foto: Moto aventura - Divulgação Yamaha Europe

Para uma boa viagem – Teste da Kawa ER6 – N

Foto: Moto aventura - Divulgação Yamaha Europe

Foto: Moto aventura - Divulgação Yamaha Europe

Tenho uma CB 450 com motor muito bom, cuuido muito dela fazendo revisoes a cada 2000 km e mantendo tudo dentro dos conformes para nunca ficar na mão. Já fiz inumeras viagens de 150 a 300km com ela e nunca tive problemas. Agora em meados de junho pretendo fazer uma viagem de 1500 km de ida e 1500 km de volta com minha moto. Gostaria de saber que itens devo verificar alem do normal ( óleo, filtros, carburação, relação e pneus). Pretendo ir sem escalas. Agradeço. Rafael, 23, Rio de Janeiro, RJ

R: Rafael, como não sei a idade ou a quilometragem total da sua moto prefiro
indicar que faça a medição da compressão e da pressão do óleo do seu motor numa concessionária ou oficina de sua confiança. Isso vai garantir uma viagem tranqüila nesse aspecto.
Outras verificações convenientes seriam na parte elétrica de sinalização, farol, nas pastilhas do freio e lonas (se houver), condições do tubos flexíveis da gasolina, freios, cabos de controle e das velas.
Mais ainda, se você não trocou os fluidos da suspensão e freios recentemente, (menos de 2 anos) faça-o agora, antes de viajar.
Troque ou coloque se já não tiver, um filtro de gasolina universal, de automóvel, na mangueira do tanque para o carburador.
Boa sorte


Estou planejando uma viagem ao deserto do Atacama/Chile, mais ou menos 7000 Km, com uma Twister 2006 com 35mil Km, manutenção em dia, peças originais. Antes de partir trocarei relação,pneus, oleo, aí vem a dúvída: sempre usei oleo comum, posso usar Motul? No carro especialistas mandam nunca trocar o tipo de óleo (MINERAL / SINTÉTICO), e na moto tem problema? Qual a Km que devo trocar durante a viagem? Será um MOTORCÍDIO fazer esta viagem a uma Km média 120 Km/h, acompanhando duas Harley
Davidson Dyna 1600? Já que as temperaturas do deserto chegam a 50 graus, e
acho que isso fritará o meu motor. Se colocar um radiador de óleo maior (tipo tornado, cb300) ajudará ou será besteira? Muito obrigado por este canal. Parabés e Um abraço. Will, Gravataí, RS.

Foto: Kawasaki ER-6 N - Bitenca

Foto: Kawasaki ER-6 N - Bitenca

R: Will, vai ser muito puxado para a motinha. Nessa velocidade ela está no seu limite de giro e a vida do motor fica comprometida, se andar tanto tempo assim. O óleo Motul 5100 realmente pode fazer diferença por sua qualidade excepcional e estabilidade em altas temperaturas. Ele pode ser trocado, se
bem esgotado o anterior e trocado o filtro também, mas acho que mesmo assim
você corre um risco grande de ficar na estrada, afinal seu motor já rodou 35
mil Km.
Em vez de tentar proteger o pequeno motor sugiro que você procure trocar a moto toda por uma com motor maior que suporte essa velocidade média sem problemas ou tente ajustar uma média mais condizente com essa moto mesmo, digamos de 80 até 100 Km/h e ainda assim procurando não manter os 100 Km/h por muito tempo.

Em tempo, recomende a seus amigos também uma velocidade menor no deserto, em 50 graus todo óleo fica no limite de sua lubricidade. Troque o óleo no meio da viagem, antes de voltar.
Boa sorte


Bitenca Gostaria de saber se há alguma previsão para a avaliação da Kawasaki ER6-n. Acredito que essa moto irá vender muito no Brasil dependendo do valor a ser comercializada. Qualidades ela tem pelo sucesso de vendas na Europa. Abraço, Rafael, 34, Florianópolis, SC

R: Pois é Rafael, estávamos na expectativa de receber uma unidade para testes no fim do ano passado mas tivemos alguns problemas burocráticos que nos impediram de retirar a moto. Esperamos que seja resolvido em breve e então faremos o teste nessa moto que tudo indica que será um grande sucesso.
Abraços.