arena-cross-2018-1

Paulo Alberto domina a abertura do Arena Cross 2018

Segundo a organização, mais de 7.500 pessoas lotaram as arquibancadas montadas em Caraguatatuba, litoral paulista, para a primeira etapa do Arena Cross 2018. Quem foi até a pista, ou acompanhou as corridas de casa, pode ver grandes disputas nas categorias Pró, 50cc e 65cc… e também a vitória indiscutível do português Paulo Alberto na divisão principal – deixando o bicampeão Jean Ramos com o segundo lugar.

Arquibancada lotou com mais de 7.500 espectadores, no litoral paulista - Foto: M&M Imagens/Arena Cross

Arquibancada lotou com mais de 7.500 espectadores, no litoral paulista – Foto: M&M Imagens/Arena Cross

A noite já começou bem para Paulo Alberto, piloto da IMS Racing. Ele venceu o Duelo 1×1, disputado com Jean Ramos (equipe Yamaha Geração, que compete com uma Yamaha YZ450F), de ponta a ponta e somou dois pontos. Depois, venceu a primeira bateria da MX Pró sem sofrer ameaças em sua liderança em nenhum momento, até cruzar a linha de chegada com 8 segundos de vantagem sobre o segundo colocado – novamente, Ramos. Hector Assunção #30 (Honda Racing), que ficou na terceira colocação.

Paulo Alberto estava insuperável na abertura do Arena Cross. Português venceu com folga as duas etapas da MX Pró e também faturou a vitória no Duelo 1x1 - Foto: Thiago Lopes/Arena Cross

Paulo Alberto estava insuperável na abertura do Arena Cross. Português venceu com folga as duas etapas da MX Pró e também faturou a vitória no Duelo 1×1 – Foto: Thiago Lopes/Arena Cross

Na segunda bateria, mais uma vitória com folga para Alberto. Atrás, houve uma intensa disputa e trocas de posições, até que a etapa encerrasse com Jean Ramos no segundo lugar e com o venezuelano Humberto Martin (Rota K Racing/Kawasaki), em terceiro. Assim, na soma das baterias, Paulo Alberto obteve a vitória, Jean Ramos conquistou o segundo lugar e Martin garantiu o terceiro posto. Hector Assunção (Honda Racing) e Jetro Salazar (Honda Racing) fecharam o top 5.

Jean Ramos (1) defende seu bicampeonato no Arena Cross

Jean Ramos (1) defende seu bicampeonato no Arena Cross

“Todos os pilotos da categoria Pro são muito experientes, o que significa que qualquer um pode ganhar e cada erro custa muito caro”, disse Hector Assunção, que compete com a Honda CRF 450R. “Foi apenas a primeira etapa, muita coisa ainda vai acontecer no campeonato, e eu vou trabalhar bastante para seguir na briga pelo título’, prometeu o piloto que representa a Honda, patrocinadora do evento e que teve pilotos no pódio em todas as categorias em disputa.

Hector Assunção representa a Honda e faturou o terceiro posto na MX Pró - Foto: Marcello Zambrana/Mundo Press

Hector Assunção representa a Honda e faturou o terceiro posto na MX Pró – Foto: Marcello Zambrana/Mundo Press

Arena Cross também teve disputa nas categorias 50cc e 65cc

Além da MX Pró, Duelo 1×1 e manobras de freestyle, outra atração do Arena Cross são os pequenos talentos do Motocross, presentes nas categorias 50cc e 65cc. Na 50cc, Francisco Emílio obteve a vitória, com Gustavo Torres em segundo e Breno Aguiar no terceiro posto. Já na 65cc o troféu foi para Garmichel Rodrigues, que se saiu melhor após a intensa disputa com Rafael Becker – atual campeão de 50cc. A terceira colocação ficou com o piloto Felipe Marques, que completou a lista dos melhores da categoria.

Arena Cross – categoria MX PRÓ

1º Paulo Alberto #211 (IMS Racing) – 42 pontos
2º Jean Ramos #1 (Yamaha/Geração) – 35 pontos
3º Humberto Martin #101 (Rota K Racing/Kawasaki) – 28 pontos
4º Hector Assunção #30 (Honda Racing) – 26 pontos
5º Jetro Salazar #20 (Honda Racing) – 23 pontos
6º Adam Chatfield #407 (RKS Racing) – 21 pontos
7º Thales Vilardi #27 (Subs27 Orange/KTM)– 17 pontos 29.863
8º Caio Lopes #134 (Rota K Racing/Kawasaki) – 16 pontos
9º Lucas Dunka #934 (Honda Racing) – 14 pontos
10º Venicio Voigt #51 (Honda Racing) – 13 pontos
11º Fábio Santos #4 (Yamaha/Geração) – 5 pontos

separador_motocross



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.