1930, bonde e o pedestre

Pequena história do trânsito no Brasil

1930, bonde e o pedestre

1930, bonde e o pedestre

1930 – As placas de trânsito começaram a ser implantadas no Brasil no ano de 1930, isto é, depois dos carros…

1938 – O Brasil criou a DST – Departamento de Serviço de Trânsito

1941 – Foi criado o Código Nacional de Trânsito e, em Dezembro do mesmo ano, foram criados o CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) e o DNER (Departamento Nacional de Estradas de Rodagem)

1967 – Foi feita uma modificação no Código Nacional de Trânsito e em seguida foi criado o DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito)

1954 – O Bafômetro foi inventado; no Brasil isso só chegou recentemente

2011 a 2020

O tema da mobilidade urbana tomou conta da sociedade. De repente, os veículos motorizados passaram a ser vilões. Só então a sociedade se dá conta de que o trânsito é feito por pessoas. Todos os veículos –  bicicleta, motocicleta, automóvel, ônibus, caminhão, trem, avião, carroça, transporte em animais, skate, patins e, claro, sua majestade, o PEDESTRE – devem mover-se na cidade em harmonia. Até a ONU decidiu entrar na brincadeira, chamando o momento de “Década Mundial das Ações de Segurança no Trânsito”.