Foto: Divulga‡Æo

Percurso já está definido para o Two Days De Itatinga

Foto: Divulga‡Æo

Foto: Divulga‡Æo

Ao todo, nos dois dias de prova, serÆo percorridos mais de 300 quil“metros de bel¡ssimas trilhas e caminhos da Cuesta, um desafio recheado de prazer para os competidores de v rios estados do Brasil.

O percurso dessa competi‡Æo que ser  realizada nos dias 24 e 25 de junho de 2006 na cidade de Itatinga, SP, v lida pela terceira prova do campeonato Brasileiro de Enduro, e segunda prova da Copa Estado de SÆo Paulo de Enduro FIM, ter  a extensÆo de 52 quil“metros.

No s bado e domingo os competidores completarÆo 3 voltas desse percurso para cada dia de disputa. Em cada volta, al‚m de terem seus tempos anotados em 2 postos de controle de hor rio (CH), e o deslocamento fiscalizado em um posto de controle de passagem (CP), os pilotos participantes terÆo o seu desempenho cronometrados em 4 testes especiais, sendo um de habilidade (Extreme Teste – XT) com 1 km de extensÆo, um de velocidade (Cross Teste – CT) com 3 km, e outros dois de t‚cnica (Enduro Teste), com 3,2 km e 6 km cada um deles.

No enduro, os testes especiais sÆo trechos fechados ao trƒnsito normal, onde fiscais com m quinas apropriadas cronometram os tempos dos pilotos dentro desses determinados trechos, trechos onde eles realmente aceleram suas motos dentro do limite da seguran‡a e de suas habilidades em transpor os obst culos encontrados. O Extreme Teste geralmente ‚ um teste especial constru¡do com obst culos artificiais, que simulam as piores condi‡äes que os pilotos enfrentam nas trilhas, e de acordo com regulamento a velocidade m‚dia nÆo deve ultrapassar os 25 km/h. O Cross Teste ‚ um teste especial que simula uma pista de motocross, dispensando o uso de m quinas em sua constru‡Æo, j  que nele nÆo sÆo constru¡dos saltos artificiais, aproveitando-se apenas a topografia natural do terreno, e sua trajet¢ria ‚ apenas delimitada por faixas. J  o Enduro Teste trata-se de um trecho de trilha, com subidas, descidas, pedras, areia, cruzamento de riachos, e todo tipo de terreno e obst culo natural, onde o que se busca avaliar ‚ a per¡cia do piloto em ultrapassar esses obst culos, e nÆo a velocidade final que ele possa atingir com sua motocicleta. Tamb‚m de acordo com o regulamento, nos testes de cross e de enduro, nenhum dos competidores poder  atingir velocidades m‚dias superiores a 50 km/h, e esse ‚ um dos quesitos que devem ser levados em considera‡Æo quando ‚ feito o levantamento e escolha do percurso.

Foto: Divulga‡Æo

Foto: Divulga‡Æo

Ao contr rio do que muitos imaginam, o enduro nÆo ‚ uma competi‡Æo de velocidade, mas sim de resistˆncia, de pilotos e motos, j  que essas competem por dois dias seguidos sem serem submetidas a manuten‡äes de um dia para o outro, e suas pe‡as vitais nÆo podem ser trocadas de maneira alguma, ou seja, elas devem resistir at‚ o final da disputa. Portanto, poupar o f¡sico, o equipamento, e ser cauteloso na acelera‡Æo, fazem parte da estrat‚gia das equipes e competidores.

Maiores detalhes sobre o percurso do enduro anual Two Days De Itatinga, e informa‡äes sobre o evento e a cidade de Itatinga, poderÆo ser acessadas atrav‚s do site www.tdi.esp.br. As inscri‡äes j  estÆo abertas, e podem ser feitas atrav‚s do site.

O enduro anual Two Days De Itatinga ser  realizado pela Prefeitura Municipal de Itatinga, InfoZaca e Fabinho Racing; com patroc¡nio e apoio de Web Racing, Moviecom Cinemas, Am‚rica Vidros, KTM, Rex Racing, Grupo Rodoserv, InfoMix, Z‚ do Queijo, e Said Mourad; e promo‡Æo das revistas Tribo Off-Road Moto e Dirt Action, sites Motonline e Motoraid, portal Maniademoto e r dio Criativa FM.

Assessecom – Assessoria de Comunica‡Æo
assessecom@yahoo.com.br