Foto: Os pilotos de Supermoto puderam utilizar trechos de terra no Autódromo de Goiânia

Pierre Chofard e Rafael Fonseca comandam fim de semana em Goiânia

Foto: Os pilotos de Supermoto puderam utilizar trechos de terra no Autódromo de Goiânia

Foto: Os pilotos de Supermoto puderam utilizar trechos de terra no Autódromo de Goiânia

Centenas de pilotos e cerca de 10 mil pessoas agitaram o fim de semana no Autódromo Internacional de Goiânia, neste fim de semana (23 e 24/10), na capital de Goiás. O motivo foi a rodada dupla com as etapas dos Campeonatos Brasileiros de Supermoto e Motovelocidade. Com provas bastante disputadas e que empolgaram o público presente, os grandes nomes da festa foram mais uma vez o paulista Pierre Chofard, que venceu duas baterias e segue cada vez mais líder na Motovelocidade, e o brasiliense Rafael Fonseca, que também faturou duas provas e está cada vez mais perto do tetra na Supermoto.

– Foi um fim de semana incrível, com provas de excelente nível técnico. Os pilotos elogiaram muito a pista e vários vieram me procurar no fim do dia dizendo que querem voltar a correr aqui o quanto antes. Instalamos um grande telão de LED com os dados de cronometragem, e isso deixava o público sempre bem informado sobre o desempenho de cada piloto, volta a volta. Foi um grande evento, elogiado por todos – declarou Roberto Boettcher, presidente da FMG (Federação de Motociclismo do Estado de Goiás).

As primeiras categorias a entrarem na pista, no domingo, foram a Superbike e a Superbike Light. Líder do Brasileiro, o paulista Pierre Chofard vem fazendo uma excelente temporada mas não teve facilidade para vencer a primeira prova, pois teve o segundo colocado, Edson Morales, colado em sua traseira, a apenas 0s292 de diferença. Leymar Sanches, que venceu a categoria Superbike Light, foi o terceiro na principal. Giovani Mocelin e Vinicius Maia completaram o pódio da SBK Light, em segundo e terceiro, respectivamente.

– Havia grande público no autódromo, e essa recepção calorosa sempre incentiva quem está correndo. É excelente para os pilotos – afirmou Chofard.

Já na segunda bateria, o piloto paulista conseguiu abrir uma vantagem maior durante a prova e cruzou a linha de chegada com cinco segundos de vantagem sobre Morales. A terceira colocação ficou com João Ricardo Reis. Na Light a vitória foi de Vinícius Maia, seguido por Leymar Sanches e José Humberto Alves.

– Trabalhei bastante para conseguir mais essa vitória. Agora faltam mais duas etapas e quero muito conquistar o título brasileiro. Ao contrário dos últimos dois anos, quando me machuquei, acabei quebrando o ombro e ficando fora da disputa pelo título. Vem dando tudo certo esse ano. Estou feliz e vou brigar até o fim para garantir o campeonato – ressaltou.

Na categoria 600cc Sport, Thales Monteiro conquistou sua quarta vitória consecutiva na temporada. Rogério Fernandes e Eduardo Costa Neto terminaram em segundo e terceiro, respectivamente. Nas 250cc, João Victor Batista andou muito forte e venceu a prova com mais de 30s de vantagem sobre o segundo colocado, o líder do Brasileiro, Marciano Santin. Kenneth de Sá foi o terceiro.

SUPERMOTO

Após as provas de Motovelocidade, a equipe da FMG entrou em ação e preparou a pista para as feras do Brasileiro de Supermoto. A mistura asfalto e terra é um dos principais atrativos da categoria, e em Goiânia ela estava presente.

– O trecho de terra estava bem bacana. Não teve nenhum salto, mas foi bem gostoso de andar – afirmou Rafael Fonseca, tricampeão brasileiro.

Recém-chegado de Cahors, na França, onde representou o Brasil com a Lawant Team, Fonseca não teve trabalho para vencer as duas baterias da categoria SM1. Na primeira prova cruzou a linha de chegada com 28s de vantagem sobre Kleber Justino, e na segunda foram mais de 26s, também sobre o mesmo segundo colocado. Anderson Vasconcelos e Alexandre Campos terminaram em terceiro, respectivamente na primeira e na segunda bateria. Na SM2, Juliano Meira e Lindomar Moraes se revezaram com uma vitória e um segundo lugar para cada um.

– Consegui andar bem tranquilo e rápido. Isso foi muito bom para mim. Pude impor o meu ritmo e conquistar mais duas vitórias no Brasileiro – completou o piloto de Brasília.

Na SM3 Força Livre, vitória dupla para Gerson Incert Júnior, assim como Murilo Baião venceu as duas na SM3 Incentivo. Simão Lawant, chefe da equipe que representou o Brasil no Supermoto das Nações, venceu a primeira bateria da SM4, enquanto Carlos Medeiros foi o vencedor da segunda.