Foto: Rafael Fonseca tem chances de t¡tulo na SM1

Pilotos brigam pelo título brasileiro de Supermoto

Foto: Rafael Fonseca tem chances de t¡tulo na SM1

Foto: Rafael Fonseca tem chances de t¡tulo na SM1

Corridas em Betim (MG) irÆo definir os campeäes da temporada; Marcel Sona e Rafael Fonseca, na SM1, e Paulo Stedile e R“mulo Bottrel, na SM2, vÆo em busca da ta‡a

Betim (MG) – O clima promete esquentar neste domingo em Betim, na regiÆo metropolitana de Belo Horizonte (MG), onde serÆo realizadas as etapas finais do Campeonato Brasileiro de Supermoto. As corridas decisivas terÆo in¡cio …s 14h30, com entrada gratuita ao p£blico no kart¢dromo de V rzea das Flores. Na SM1, Marcel Sona est  em busca do bicampeonato, mas antes ter  de superar Rafael Fonseca, que ainda possui chances de t¡tulo. J  na SM2, Paulo Stedile e R“mulo Bottrel tˆm o mesmo retrospecto e prometem duelo acirrado. O £nico que j  garantiu o t¡tulo de forma antecipada foi Paulo Nicoletti, na SM3.

“NÆo pode haver erro”, disse Sona, preparado para a decisÆo. Ele est  invicto na lideran‡a com 150 pontos, 40 a mais que Fonseca. “Como haver  duas corridas, estÆo em jogo 50 pontos. Po r isso, tenho de evitar quedas e torcer para que a moto nÆo tenha problemas mecƒnicos”, completou o paulista de Bauru.

Na SM2, h  um contraste entre os candidatos ao t¡tulo: enquanto o paranaense Stedile iniciou no Supermoto nesta temporada, o jovem mineiro Bottrel foi campeÆo brasileiro da categoria SMJr no ano passado. Mas isto nÆo quer dizer que Stedile nÆo tenha experiˆncia sobre duas rodas, muito pelo contr rio. O piloto, que ‚ bicampeÆo brasileiro nas categorias 125cc (de Motocross, em 1997) e 250cc (de Supercross, em 2001), retornou ao esporte ap¢s um ano e meio fora das pistas em fun‡Æo de um grave acidente.

“Iniciei na modalidade pouco tempo antes da disputa das primeiras etapas. Agora, no final do campeonato, estou mais bem preparado para competir”, comparou Stedile, que conquistou uma ¢tima recupera‡Æo f¡sic a. Bottrel espera muito equil¡brio na pista. “O duelo vai ser acirrado e eu vou tentar ganhar as duas corridas de qualquer jeito”, comentou o piloto, que ‚ de Belo Horizonte. Na opiniÆo dele, h  os dois lados em competir em casa. “Conhe‡o a pista do kart¢dromo. O p£blico ir  me apoiar, mas ao mesmo tempo a pressÆo ‚ maior”, concluiu.

O Supermoto ‚ um evento totalmente diferente, pois re£ne modalidades do motociclismo como Motocross e Motovelocidade em uma pista que mescla terra e asfalto. O circuito deste final de semana ter  1.120 metros.

Categorias – A categoria SM1, considerada a principal delas, re£ne motos de Enduro e Motocross acima de 125cc (dois tempos) ou 300cc (quatro tempos). J  a SM2 tem motos de at‚ 125cc (dois tempos) ou 300cc (quatro tempos). E, na SM3, as motos sÆo nacionais de Trail dois tempos ou as de quatro tempos homologadas pela Confedera‡Æo Brasileira de Motociclismo (CBM).

Programa‡Æo – S bado – 25/11
Das 16h …s 19h – Controle t‚cnico / verifica‡äes

Domingo – 26/11 – 8h30 – Treinos livres
11h – Treinos cronometrados
14h30 – Baterias (duas para cada categoria)
SM3 – 15 minutos + 1 volta
SM2 – 20 minutos + 1 volta
SM1 – 20 minutos + 1 volta