Etapa brasileira do Mundial de MX é neste final de semana em Penha (SC)

Pilotos encaram etapa do Mundial de MX no Brasil

Neste fim de semana, dias 29 e 30 de março, a cidade de Penha (SC) vai receber uma das etapas do Campeonato Mundial de Motocross, que contará com os melhores pilotos mundiais da modalidade. Pilotos que disputam campeonatos no Brasil e filiados à CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo foram convidados para participar do evento, competindo de igual para igual com as feras internacionais.

Largada da primeira bateria da MX2

Largada da primeira bateria da MX2 em 2013

De acordo com o diretor de motocross da CBM, Roberto Boettcher, a participação dos pilotos que representam o Brasil é fundamental para o crescimento da modalidade no País. “É muito importante para o piloto pegar experiência e mostrar seu potencial para o mundo todo. Eles vão andar em pista de mundial e com os melhores pilotos da atualidade. Isso com certeza reflete no Campeonato Brasileiro, não só para os pilotos que participarão mas para os outros, já que o nível técnico aumenta”, explica.

Pilotos estrangeiros – Para melhor entendimento dos apaixonados pelo esporte, os pilotos estrangeiros, que vivem no Brasil e participam de competições nacionais, só podem se inscrever em competições internacionais via CBM. Quando esses competidores vêm correr no Brasil é exigida uma carta de desfiliação do seu país de origem. Por estarem filiados à Confederação Brasileira de Motociclismo, somente a CBM pode efetuar junto a FIM a inscrição do piloto em qualquer GP do Mundo. Diferente do Motocross das Nações, em que só podem participar pilotos nascidos no Brasil, já que irão representar o País, no Mundial de MX os estrangeiros podem competir desde que estejam aptos conforme os critérios exigidos pela organização.

Os pilotos inscritos pela CBM são:

MXGP (antiga MX1)
#903 – Antonio Jorge Balbi
#421 – Wellington Garcia
#992 – Jean Ramos
#203 – Anderson Cidade
#927 – Thales Vilardi
#716 – Rafael Faria
#115 – Carlos Campano

MX2
#230 – Hector Assunção
#712 – Endrews Armstrong
#483 – Anderson Amaral
#332 – Rodrigo Lama
#987 – Fabio Aparecido dos Santos
#134 – Caio Lopes
#900 – Tauan Brenner

PROGRAMAÇÃO:

Sábado (29/3)
10h15 às 10h35: Treino Livre MX2
10h45 às 11h05: Treino Livre MXGP
13h00 às 13h30: Treino Pré-Classificatório MX2
13h35 às 14h05: Treino Pré-Classificatório MXGP
15h00: Prova Classificatória MX2 (20min + 2 voltas)
15h50: Prova Classificatória MXGP (20min + 2 voltas)

Domingo (30/03)
09h15 às 09h30: Warm up MX2
09h40 às 09h55: Warm up MXGP
12h00: 1ª Bateria MX2 (30min + 2 voltas)
13h00: 1ª Bateria MXGP (30min + 2 voltas)
15h00: 2ª Bateria MX2 (30min + 2 voltas)
16h00: 2ª Bateria MXGP (30min + 2 voltas)
Pódio (premiação do 1º, 2º e 3º lugar da MXGP e MX2, imediatamente após o fim da corrida)

Serviço – GP Brasil de Motocross
Data: 29 e 30 de março
Local: Beto Carrero World
Cidade: Penha (SC)

Fonte: Comunic.Ativa – foto de Luiz Pires

ATUAIS CAMPEÕES MUNDIAIS CHEGAM AO BRASIL COM BOAS RECORDAÇÕES
Líderes Antonio Cairoli (MXGP) e Jeffrey Herlings (MX2) tentam repetir o feito do ano passado

Após duas etapas eletrizantes no Catar e na Tailândia, o Campeonato Mundial de Motocross se prepara para desembarcar no Brasil, em sua terceira etapa, que será realizada neste fim de semana (29 e 30), na cidade de Penha (SC), no Beto Carrero World. Atuais campeões e também líderes do campeonato em 2014, o heptacampeão Antonio Cairoli (MXGP) e o bicampeão Jeffrey Herlings (MX2) tentam repetir o feito do ano passado, quando conquistaram o GP Brasil de Motocross, em Santa Catarina, e caminharam para o título da temporada.

Etapa brasileira do Mundial de MX é neste final de semana em Penha (SC)

Etapa brasileira do Mundial de MX é neste final de semana em Penha (SC)

O italiano Cairoli, que na etapa nacional de 2013 não deu chances aos adversários e venceu as duas baterias da antiga MX1 (agora com o nome de MXGP), comanda a edição deste ano da categoria. O piloto da Red Bull KTM Factory Racing possui 92 pontos e a ponta na tabela, sendo 16 de vantagem para o alemão Max Nagl, da Team HRC. Gautier Paulin, da Monster Energy Kawasaki Racing Team, está na terceira colocação, com 75 pontos, seguido de Jeremy Van Horebeek, da Yamaha Factory Racing, com 72 pontos. Atual quinto colocado com 71 pontos, o belga Clement Desalle, da Rockstar Energy Suzuki World MXGP, busca igualar o ritmo do ano passado, quando ficou com o segundo lugar no GP Brasil.

Na MX2, Herlings vencedor no geral da etapa brasileira de 2013, ocupa a primeira posição da atual temporada com 97 pontos. O holandês da Red Bull KTM Factory Racing está na liderança com 23 pontos a frente de Dylan Ferrandis, da CLS Kawasaki Monster Energy. Glenn Coldenhoff, da Rockstar Energy Suzuki Europe, ainda não venceu nenhuma corrida neste ano, mas conseguiu bons resultados, principalmente na Tailândia. Em Si Racha, Coldenhoff ficou na segunda colocação na Corrida 2 e na quarta posição na Corrida 1, resultando no terceiro lugar da classificação geral do campeonato. Na quarta colocação está Romain Febvre, da Wilvo Nestaan Husqvarna Factory Racing, com 66 pontos. O quinto lugar é de Arnaud Tonus, da Team CLS Kawasaki Monster Energy MX2, com 65 pontos.

Fonte: VipComm – foto de Luiz Pires

Confira como foi o Mundial de Motocross no Brasil em 2013:  clique aqui