Pilotos iniciantes estão isentos de taxa de inscrição na última etapa do Moto 1000 GP de 2012; e ainda ganham gasolina e lubrificante

Pilotos estreantes têm inscrição gratuita na Superfinal do Moto 1000 GP

A temporada do Moto 1000 GP conhecerá seus campeões no dia 16 de dezembro. Todas as categorias da competição terão rodada dupla no Autódromo Internacional de Curitiba, na cidade de Pinhais (PR). A procura de pilotos por dados sobre o campeonato se acentuou em sua reta decisiva, o que levou os organizadores a implantarem ações de incentivo à presença de estreantes nas etapas paranaenses, que terão em disputa o GP Petrobras.

Pilotos iniciantes estão isentos de taxa de inscrição na última etapa do Moto 1000 GP de 2012; e ainda ganham gasolina e lubrificante

Pilotos estreantes estão isentos de taxa de inscrição na última etapa do Moto 1000 GP de 2012; e ainda ganham gasolina e lubrificante

“Muitos pilotos têm procurado o Moto 1000 GP para conhecer melhor as características do campeonato. A temporada está terminando e é o momento em que pilotos e equipes começam a se planejar para 2013. A procura tem sido maior nos últimos dias”, avalia o diretor do Moto 1000 GP, Gilson Scudeler. “Assim, decidimos definir algumas ações que possam dar a esses pilotos uma condição melhor de conhecer o campeonato, participando da última etapa”.

Diante disso, o Moto 1000 GP instituiu isenção total na taxa de inscrição para as provas do dia 16 em Curitiba, que serão válidas pelas sétima e oitava. “É um benefício para os pilotos que não correram no Moto 1000 GP. Além da inscrição gratuita, todos vão receber, também, o combustível e lubrificante sem custo algum, e os pneus de competição para essa Superfinal serão subsidiadosn”, informa Scudeler.

O Campeonato 1000, principal categoria do Moto 1000 GP, chega a Pinhais com liderança de Luciano Ribodino. O argentino, que pilota a BMW da Alex Barros Racing, soma 106 pontos, 15 a mais que o paulista Pierre Chofard, inscrito com a Kawasaki da Pitico Race. Alan Douglas, campeão em 2011 e também piloto da Pitico Race, ocupa o terceiro lugar, com 87 pontos, apenas quatro atrás de Chofard – o GP Petrobras colocará 50 pontos em disputa.

A GP Máster, classe da GP 1000 que teve sua classificação paralela lançada na segunda prova do ano, tem liderança do carioca Alberto Braga, da Center Moto Racing Team, com 111 pontos. Elson Tenebra Otero, da By Tripa, tem 75 e é o vice-líder, sendo o único adversário de Braga na caça ao título.

Na GP Light, a disputa pelo título envolve dois pilotos, Lucas Barros, da Alex Barros Racing, com 130 pontos, contra 92 de Nick Iatauro, da Pitico Race.

A categoria com maior número de candidatos ao título é a GP 600, que tem os cinco primeiros na tabela com chance de conquista da taça. O líder é o gaúcho Rafael Bertagnolli, da Bertagnolli Racing. Ele soma 112 pontos. Está 18 à frente do vice-líder paulista André Veríssimo, da Motrix-Sicliano Racing. Os demais postulantes ao título são o mineiro Diego Moysés, da BH Racing, e os paulistas Gustavo Ceccarelli, da Cigano Racing, e Cadu Colocci, da SBK Rio.