Pilotos podem ser campeões brasileiros neste domingo

Paranaense Leandro Silva (MX2) e catarinenses JoÆo Paulino “Marronzinho” (MX1) e Milton Becker “Chumbinho” (MX3) estÆo a uma vit¢ria do principal t¡tulo do motocross nacional na pen£ltima etapa, marcada para Coxim (MS)

SÆo Paulo (SP) – O Campeonato Brasileiro de Motocross vive momentos decisivos. Tanto que trˆs pilotos estÆo a uma vit¢ria do t¡tulo nas corridas marcadas para este domingo, no Parque de Exposi‡äes da cidade de Coxim (MS), v lidas pela pen£ltima etapa da competi‡Æo. JoÆo Paulino na Silva J£nior, o Marronzinho, natural de Laguna (SC), est  pr¢ximo do bi na MX1. Nascido em Curitiba (PR), Leandro Nunes pode faturar o t¡tulo in‚dito na MX2. J  Milton Becker, o Chumbinho, representante de Joinville (SC) na MX3, ‚ o maior vencedor da hist¢ria da competi‡Æo e quer aumentar a sua cole‡Æo de t¡tulos nacionais: est  em busca da 12¦ conquista.

Nas categorias de base, a briga est  mais do que acirrada. Quem est  na lideran‡a da 85cc ‚ Eduardo Ferreira de Lima (114 pontos), seguido de perto por Rodrigo Rodrigues (102) e Gabriel Gentil (89). Na 65cc, os destaques sÆo Cezar Zamboni (90), Everaldo Rodrigues (80) e Daniel Guelman (68). Os ingressos para a s‚tima etapa custam quatro reais, sendo que estudantes pagam metade do valor.

Quase l  – “Estou em busca da vit¢ria, mas o mais importante ‚ ser campeÆo, nem que seja na £ltima etapa. Vou competir dentro dos meus limites”, avisou Marronzinho. Como nunca correu em Coxim, ele procurou obter informa‡äes sobre a pista. “Sei que o terreno de l  ‚ arenoso, e treinei bastante nessas condi‡äes. Estou em uma situa‡Æo tranqila no campeonato e preciso saber administrar esta vantagem”, comentou.

Leandro nunca foi campeÆo na MX2, mas acumula t¡tulos nacionais na 85cc (2001) e no Supercross 2005, nas categorias MX1 e MX2. “Estou um pouco ansioso e torcendo para que tudo dˆ certo. A campanha est  bastante consistente e ainda tenho a £ltima etapa para conseguir o t¡tulo”, explicou.

Destaque do motocross nacional desde a ‚poca de 90, Chumbinho quer fazer a sua parte. “Quero conquistar esta vit¢ria, mas a inten‡Æo maior ‚ fazer o meu trabalho. A MX3 possui advers rios de qualidade e tenho trabalhado forte para andar cada vez melhor”, explicou. Seu curr¡culo ‚ formado pelos seguintes t¡tulos nacionais: tricampeÆo de motocross 250cc (nos anos de 1992, 2000 e 2001); bicampeÆo de motocross 125cc (1995 e 2003); tricampeÆo de Supercross 250cc (1996, 1997 e 1998); campeÆo de Ultracross 250cc (1998); e bicampeÆo de motocross da MX3 (2004 e 2005).

Transporte – Coxim fica a 250 quil“metros de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. Por isso, a Yes Rent a Car colocou tarifas especiais de alugu‚is de ve¡culos … disposi‡Æo dos participantes do campeonato, al‚m de uma van que far  o transporte entre as duas cidades. Mais informa‡äes sobre os servi‡os podem ser obtidas por meio do telefone (67) 3324-0055.

Programa‡Æo – Dia 7/10 Treinos Livres
MX3 – das 9h30 …s 9h55
85cc – das 10h05 …s 10h25
65cc – das 10h35 …s 10h55
MX2 – das 11h05 …s 11h30
MX1 – das 11h40 …s 12h05

Treinos Cronometrados – MX3 – das13h20 …s 13h50
85cc – das 14h …s 14h20
65cc – das 14h30 …s 14h50
MX2 – das 15h …s 15h30
MX1 – das 15h40 …s 16h10

Dia 8/10 – Treinos de largada / Warm Up
MX3 – das 9h …s 9h13
85cc – das 9h20 …s 9h33
65cc – das 9h40 …s 9h53
MX2 – das 10h …s 10h13
MX1 – das 10h20 …s 10h33

Baterias – MX3 – 11h30 (30 minutos mais duas voltas)
65cc – 12h20 (15 minutos mais duas voltas)
85cc – 13h (20 minutos mais duas voltas)
MX2 – 13h50 (30 minutos mais duas voltas)
MX1 – 14h40 (30 minutos mais duas voltas)