O piocerá promete muitas dificuldades para os competidores

Piocerá mostrará a beleza das Serras do Nordeste

O piocerá promete muitas dificuldades para os competidores

O piocerá promete muitas dificuldades para os competidores

A prova de Moto, que este ano traz Edimilson Campos como diretor, será um espetáculo à parte, como garante próprio o Edi – como é conhecido no meio off road – que já participou do primeiro levantamento, juntamente com Ehrlich Cordão, diretor geral. Ele dá destaque para os primeiro e terceiro dias de competição, que prometem ser os mais duros, pois exigirão mais dos pilotos, até pelas grandes distâncias que serão percorridas.

No primeiro dia terá vários trechos onde a vegetação nativa da região será predominante, são regiões de carnaúbas, matas nativas, caatingas, complementando paisagens exuberantes, onde várias serras e vales serão um ponto de equilíbrio, o que exigirá um excelente nível técnico dos pilotos e de suas motocicletas, recheado ainda com alguns laços para medir a navegação e atenção dos competidores, com um total de 282 km no dia. A largada será em Teresina, neutro 1 – Altos, neutro 2 – Campo Maior, neutro 3 – Lagoa Sucuruju e  chegada em Pedro II, ainda no Piauí.

No segundo dia logo no inicio os pilotos enfrentarão um trecho com trilha travada em subida, que já fará uma grande diferença e mostrará a habilidade dos participantes. Em seguida os competidores começarão a descer a serra no Morro do Gritador, ainda na região de Pedro II. Após a descida, as trilhas seguem por regiões com trechos de areia – muita areia – sem falar também de alguns laços e médias justas, para fazer a diferença entre os pilotos e medir o desempenho, habilidade e navegação. Com um Total de 176 km no dia. Largada – Pedro II, neutro 1 – Pedro II, neutro 2 – Alto Alegre, chegada em Ubajara, já no Ceará.

O terceiro dia será o mais longo, com um total de 390 km, esse promete ser o dia que separará “homem de menino”, na expressão usada pelos pilotos. Aqui os competidores terão que contar com boa resistência física, pois, descerão a Serra dos Macacos ou Marcapasso. Depois, várias planícies e um presente: o visual do Açude das Araras. No terceiro dia a trupe Piocerá passará ainda pela cidade de Canindé (CE) e sua adoração a São Francisco de Assis. Na última etapa deste dia começará a subida da serra, para a chegada em Guaramiranga. Largada – Ubajara, neutro 1 – Guaraciaba do Norte, neutro 2 – Varjota, neutro 3 – Santa Quitéria, neutro 4 – Posto Balança, CE 267, neutro 5 – Canindé, chegada – Guaramiranga.

No quarto e último dia de competição os pilotos sairão de Guaramiranga e já enfrentarão várias sessões de trilhas travadas e com uma passagem a aproximadamente 1.010m de altitude nos primeiros 60 km até o neutro 1, em Palmácia, o que fará com que os pilotos mostrem seu desempenho, habilidade, pilotagem e consequentemente seu preparo físico. Mas ainda não terá acabado, pois, após o neutro, ainda terá uma sequência de trilhas, onde passou o ISDE – Brasil, com pedras, riachos, descidas e subidas e muita pilotagem, juntando isto com uma média horária certa, onde cada erro pode levar a muitos pontos perdidos, e enfim nada melhor que uma boa dose de dunas de areia fofa á beira mar, na praia de Aquiraz, para terminar o dia. Largada – Guaramiranga, neutro 1 – Palmácia, neutro 2 – Guaiúba, nhegada – Fortaleza – CE.

O Piocerá 2013 acontecerá de 20 a 25 de janeiro e as inscrições estão abertas no site: www.cerapio.com.br/piocera2013. Para as motos as categorias em disputa são: Master, Sênior, Executivo, Over-40, Over-50, Júnior, Novato e Moto Rally.