Pipo Castro corre com cautela e mantém a liderança

Catarinense patrocinado pela Pro Tork conquistou o terceiro lugar da SX1 no Brasileiro de Supercross e segue na frente da competi‡Æo

Na disputa da terceira etapa do Brasileiro de Supercross, neste s bado em Campo Grande (MS), o catarinense Cristopher “Pipo” Castro, patrocinado pela Pro Tork, foi cauteloso e pensou no campeonato. Sem arriscar, garantiu o terceiro lugar na disputa da SX1 e segue na lideran‡a da competi‡Æo ao lado de Roosevelt Assun‡Æo. Os dois pilotos possuem 51 pontos acumulados.

Na SX2, a Pro Tork contou com quatro representantes. Rafael Zenni (sexto colocado na bateria), Anderson Cidade (nono), Milton Becker, o Chumbinho (14o), e Rafael Faria (15o).

“Mais uma vez me atrapalhei na largada. Bati, perdi tempo e sai l  atr s. Consegui me recuperar r pido e o terceiro lugar foi um bom resultado. Preferi nÆo arriscar mais e pensar no campeonato”, disse Pipo Castro. A disputa promete ser acirrada na pr¢xima etapa, marcada para o dia 24 de novembro em Curitiba (PR).

Milton Becker, o Chumbinho, largou bem na categoria SX2. “Fiz uma boa corrida mas, infelizmente, outro piloto bateu em mim quando eu estava em primeiro lugar. Ate me machuquei”, lamentou. Ap¢s o acidente, terminou com a 13a coloca‡Æo.

Uma queda tamb‚m prejudicou Rafael Faria, q ue perdeu bastante tempo tentando recolocar sua moto na pista. Os dois pilotos sÆo da Pro Tork Racing Team. Rafael Zenni, que tamb‚m integra a equipe, teve melhor rendimento do que na segunda etapa e finalizou a prova em sexto lugar. Anderson Cidade foi o nono. JoÆo Paulino, o Marronzinho, segue se recuperando do acidente sofrido na primeira etapa e nÆo participou da disputa.