Foto: Chuva dificultou a largada da categoria Intermediária

Pipo Castro é campeão do Grand Prix Pro Tork de Motocross

Foto: Chuva dificultou a largada da categoria Intermediária

Foto: Chuva dificultou a largada da categoria Intermediária

Piloto faturou 10 mil reais ao vencer a principal categoria, a MX1, em Siqueira Campos (PR). Evento foi considerado um sucesso e está confirmado para 2010

Pipo Castro é o grande campeão da primeira edição do Grand Prix Pro Tork de Motocross, realizado neste domingo, dia 22, na cidade paranaense de Siqueira Campos. O piloto catarinense venceu a principal categoria, a MX1, e de quebra faturou o prêmio de 10 mil reais. “Esta foi a maior premiação da minha carreira”, disse Pipo. Com 10 classes no total, o GP foi válido ainda como a final do Campeonato Paranaense da modalidade.

“Foi um grande sucesso e iremos repetir o evento em 2010”, garantiu Marlon Bonilha, diretor de marketing da Pro Tork. A festa foi grande no Centro de Treinamento Pro Tork, por onde passaram 60 mil pessoas durante os dois dias de evento, de acordo com o Corpo de Bombeiros. O dia começou ensolarado, e os primeiros campeões foram sendo definidos: Nico Rocha (MX3), Ismael Rojas (Nacional), Enzo Lopes (65cc e 55cc), Milton Becker “Chumbinho” (MX4), Rafael Zenni (MX2) e Endrews Armstrong (85cc).

Quando os pilotos da 85cc ainda estavam no pódio, veio uma forte chuva para mudar completamente as configurações da pista. O terreno ficou pesado e foi necessária muita técnica para se manter em cima da motocicleta. Endrews venceu ainda a Intermediária. Mas todas as atenções estavam voltadas para a categoria MX1, que reuniu a elite do motocross nacional.

João “Marronzinho” Jr. começou na frente, mas na metade da prova foi ao chão e sujou as luvas, tendo de parar para trocar o equipamento. “Estava dando tudo certo. O título estava nas minhas mãos, mas, literalmente, acabou escorregando”, disse com bom humor. Melhor para Pipo Castro, que adotou a cautela como a melhor estratégia. “Andei redondo e me preocupei em não cair. Sabia que havia muito para acontecer durante a corrida, ainda mais por conta do barro, e deu tudo certo. Estou muito feliz e terei um Natal mais gordo”, concluiu.

Uma série de atrações marcou o evento e não foi apenas dentro da pista com a habilidade dos pilotos. O show aéreo riscou o céu com fumaça branca. O público pôde conferir ainda as apresentações da Pro Tork Road Show, com o tricampeão da Copa Brasil de Freestyle Gilmar “Joaninha” Flores e a exposição das máquinas F-Maxx e Limusine Pro Tork. Outro piloto que se deu bem foi o veterano Claudinei Ávila, vencedor da promoção “Pro Tork dos Pés à Cabeça”, destinada aos competidores do estadual. Ele foi sorteado e levou um carro zero quilômetro para casa.

Com o GP, os campeões paranaenses da temporada 2009 foram definidos: Marronzinho (MX1), João Paulo Feltz (MX2), Willian Guimarães (MX3), Nasri Sarkiss (MX4), Ismael Rojas (Nacional), Luciano Battistella Júnior (80cc), Matheus de Souza (60cc) e Gabriel Gomes dos Santos (50cc). Apenas a classe Intermediária está sob julgamento.

Balanço positivo – O Grand Prix Pro Tork de Motocross foi sucesso de público e de crítica. Tanto que já está confirmado para o ano que vem, e com uma premiação ainda maior. “Este ano os prêmios ultrapassaram os 50 mil reais. Em 2010, queremos triplicar este valor”, antecipou Marlon Bonilha. “Os objetivos foram plenamente alcançados. Público, pilotos e imprensa compareceram em peso. Ninguém se machucou e a pista apresentou alto nível técnico. Ou seja, não poderia ter sido melhor”, concluiu.

Grand Prix Pro Tork de Motocross – Resultados das provas

MX3
1 – NICO ROCHA
2 – WILLIAN GUIMARAES
3 – NASRI WEINHARDT SARKISS
4 – LEO LOPES
5 – VAGNER LACHI

Nacional
1 – ISMAEL DA COSTA ROJAS
2 – ALESSANDRO THIAGO MARFIN
3 – FABIO DE LUCENA BRITO
4 – FELIPE VALVERDE
5 – TIAGO GARCIA

65cc
1 – ENZO LAZARO PEDO LOPES
2 – KIOMAN DE JESUS N. MUNOZ
3 – MATHEUS GALVES DE SOUZA
4 – JOAO GABRIEL MICHELIN
5 – GUILHERME TORRES DA COSTA

MX4
1 – MILTON “CHUMBINHO” BECKER
2 – NASRI WEINHARDT SARKISS
3 – OLAVIO CARPINSKI
4 – JUNIOR FEITOSA
5 – LEO LOPES

55cc
1 – ENZO LAZARO PEDO LOPES
2 – GUILHERME TORRES DA COSTA
3 – RENATO COSTA MUGUINHO
4 – MATHEUS FAVERO E SILVA
5 – THIAGO HENRIQUE BRENNER

MX2
1 – RAFAEL ZENNI
2 – CRISTOPHER PIPO CASTRO
3 – DOUGLAS SCARTAZZINI PARISE
4 – CARLOS EDUARDO MENDES FRANCO
5 – GABRIEL GENTIL

85cc
1 – ENDREWS ARMSTRONG
2 – ANDERSON PEREIRA DO AMARAL
3 – TAUAN HENRIQUE BRENNER
4 – GUSTAVO RORATTO
5 – WILGNER FRANCISCO

Intermediária
1 – ENDREWS ARMSTRONG
2 – BRUNO CARDOSO TRINDADE
3 – FABIO DE LUCENA BRITO
4 – KLEYMAR JEAN PANCERA
5 – ALEXANDRE DANIEL NEIVERTH

MX1
1 – CRISTOPHER “PIPO” CASTRO
2 – RAFAEL ZENNI
3 – JOAO “MARRONZINHO” JR
4 – JOÃO PAULO FELTZ
5 – MILTON “CHUMBINHO” BECKER

TR 50F
1 – SERGIO VILLALBA
2 – LEANDRO ALVES
3 – JOÃO “MARRONZINHO” JR