Pirelli leva tecnologia internacional ao Campeonato Brasileiro de Motocross

Pirelli leva tecnologia internacional ao Campeonato Brasileiro de Motocross

Pirelli leva tecnologia internacional ao Campeonato Brasileiro de Motocross

Para a etapa de Foz do Iguaçu, além dos descontos no valor dos pneus, os pilotos contarão com desconto progressivo na taxa de inscrição

Santo André, 9 de junho de 2009 – A Pirelli é a fornecedora exclusiva de pneus do Campeonato Brasileiro de Motocross 2009, que teve início em 28 de março, em Indaiatuba (SP). Este conceito, criado em comum acordo entre Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e a marca, traz benefícios a todos, principalmente aos pilotos, que passam a ter acesso ao mesmo equipamento utilizado nas principais competições internacionais. Além disso, as equipes contam com a vantagem do melhor custo/benefício e da equalização das condições de disputa. Com essa determinação, as oito categorias criadas este ano utilizarão pneus da linha Scorpion MX, que acumula 51 troféus em competições internacionais.

Todos os pilotos inscritos na prova receberão um desconto equivalente a 25% do valor da inscrição para cada dois pneus adquiridos na corrida, até o limite de seis pneus. Assim, caso o piloto da categoria adulta, compre duas unidades, ele receberá R$ 45,00 de desconto extra. Na compra de quatro pneus, o desconto sobe para R$ 90,00 e, ao adquirir seis, o valor alcança R$ 135,00. Para as categorias infantis, os descontos são de R$25,00, R$ 50,00 e R$ 75,00, respectivamente. Estes valores são fixos não importando se o piloto fez a inscrição antecipada ou no local.

Dentre as premiações, os cinco primeiros colocados de cada categoria receberão um cheque no valor de R$ 1 mil ao final do Campeonato de Motocross. Esta premiação será feita em Nova Friburgo, após o final da última etapa. O prêmio deverá ser trocado em pneus em um distribuidor indicado pela Pirelli.

“Ser a fornecedora única de pneus para o Campeonato Brasileiro de Motocross é muito importante estrategicamente, pois esta é a maior competição da modalidade na América Latina e tem atraído um público cada vez maior”, diz Marcelo Natalini, diretor da Unidade de Negócios Moto da Pirelli.

O executivo afirma que tem consciência também da grande responsabilidade assumida pela empresa. “Em função disso, estamos fornecendo equipamento de primeira linha aos pilotos, os mesmos pneus utilizados no Campeonato Mundial de Motocross e outros campeonatos internacionais. São soluções de alta tecnologia, com produtos fabricados no Brasil. As equipes também contarão com os nossos serviços e suporte durante todo o campeonato”, completa Natalini.

A Pirelli se tornou a maior fornecedora oficial de pneus para as mais importantes competições do motociclismo no Brasil em 2008. A grande presença no esporte de duas rodas é um reflexo da liderança da marca no segmento de motocicletas.

A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross será disputada no fim de semana de 13 e 14 de junho em Foz do Iguaçu (PR).

Linha Scorpion – Scorpion MX MidSoft 32: pneu de Motocross desenvolvido para motociclistas de competição, para utilização em terrenos meio macios de terra, grama, areia e terrenos irregulares.

Scorpion MX Soft 410: pneu de Motocross para motociclistas de competição, para utilização em terreno macio: lama e areia.

Scorpion MX Mid Hard 454: pneu de Motocross para motociclistas de competição, para utilização em terreno meio duro: rocha, pedras e cascalhos.

Scorpion MX Hard 486: pneu de Motocross para motociclistas de competição, para utilização em terrenos duros e rochosos: pedras e rochas.

Scorpion MX Extra: pneu de Motocross desenvolvido para treinos e corridas amadoras, em todos os terrenos.

A Pirelli e os esportes a motor – A marca italiana iniciou a sua história de tradição em competições há mais de 100 anos, quando disputou o Rally Paris-Pequim pela primeira vez, em 1907. Atualmente, a Pirelli participa de mais de 20 competições nacionais e internacionais, no automobilismo e motociclismo. Os dados obtidos nas pistas contribuem para a evolução do produto que chega até o consumidor final.