pneu-reformado

Pneu reformado em moto é perigoso e ilegal

Não é preciso ser um especialista no assunto para perceber que andar de motocicleta é uma atividade arriscada e que por isso mesmo requer que o veículo e o condutor estejam sempre em boas condições. No caso da moto, é essencial que todos os componentes estejam em ordem, especialmente os pneus, que são os únicos pontos de contato do veículo com o solo. É por isso que, desde 2004, a legislação brasileira proíbe o uso de pneu reformado (recauchutado, remold, etc…) em motocicletas.

“O papel do pneu em veículos de duas rodas é fundamental para a segurança do motociclista, porque, em caso de falha, pode causar perda total de controle. Por isso, o uso de pneus sempre em bom estado é fundamental para garantir segurança, conforto ao rodar, aderência nas acelerações e frenagens, equilíbrio e facilidade para inclinar a moto nas curvas”, explica Klaus Curt Müller, presidente da ANIP – Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos, que representa desde 1960 a indústria de pneus e câmaras de ar instalada no Brasil.

Hoje a ANIP tem entre seus associados Bridgestone, Continental, Dunlop, Goodyear, Levorin, Maggion, Michelin, Pirelli, Rinaldi, Titan, Tortuga e NeoTec. A entidade esclarece que a Resolução 158/2004 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) proíbe o uso de pneu reformado e a Portaria 554/2015 do Inmetro proíbe o o serviço de reforma em pneus de moto em todo o Brasil. Portanto, recapagem de pneus para motos é ilegal e a fiscalização sobre utilização ou serviço de reforma é feita pelo Inmetro, Instituto Estadual de Pesos e Medidas (IPEM), Polícia Militar, Polícia Rodoviária e Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Apesar de ser ilegal, é muito fácil encontrar pneus reformados - recauchutados, remold, é tudo a mesma coisa de acordo com a lei

Apesar de ser ilegal, é muito fácil encontrar pneus reformados – recauchutados, remold, é tudo a mesma coisa de acordo com a lei

Um estudo realizado em 2013 pela Abraciclo , em parceria com a FMUSP e HCFMUSP (Faculdade de Medicina da USP e Hospital das Clínicas da USP) e que foi tema de reportagem no Motonline, aponta que 8% dos acidentes com motociclistas são causados por problemas de manutenção, sendo que os piores itens de conservação observados foram pneus (11%) e freios (7%).

Pneu reformado: por que não?

Os fabricantes de pneus deixam claro que o pneu de motocicleta não foi projetado para ter uma segunda vida. Isso acontece porque a carcaça, que serve de estrutura do pneu, sofre um grande desgaste ao fim de sua vida útil normal, impactando o pneu como um todo. As reduzidas espessuras dos materiais dificultam a raspagem e há grande chance da formação de rugas, bolhas e má adesão quando há aplicação do material de reforma.

Deste modo, as tensões e deformações da área de contato do pneu com o solo interferem na sua geometria e assimetria, e favorecem o possível descolamento da estrutura reconstruída. A má condição das ruas e estradas também acelera a fadiga dos materiais, mediante sucessivos impactos que podem causar uma avaria acidental.

Imagine acontecer isso com o pneu de sua motocicleta na estrada? Com pneu reformado isso é possível e a consequência você pode imaginar

Imagine acontecer isso com o pneu de sua motocicleta na estrada? Com pneu reformado isso é possível e a consequência você pode imaginar

A dirigibilidade e segurança dependem da geometria da suspensão da motocicleta. Alguns ângulos são fundamentais para isto, entre eles o camber, que é o ângulo criado quando a motocicleta se inclina durante uma curva, sendo que o traseiro é diferente do dianteiro. A dinâmica da realização de uma curva sem escorregamento do motociclista depende da curvatura do pneu, que pode ser prejudicada, em caso de reforma. Como fica bem claro, não faltam motivos para entender que pneu reformado em moto pode ser muito perigoso.

Além das questões técnicas, o comportamento dos motociclistas é fundamental para aumentar a vida útil de um pneu e, assim, oferecer mais segurança. Por isso, a recomendação é que se faça a manutenção adequada de sua moto para garantir as melhores condições de segurança. E se o pneu já estiver desgastado, realize a troca por um pneu novo.

 

Separador_motos



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.