Pneu tira vitória de Scudeler na última volta em Interlagos

Chegou ao fim neste domingo a invencibilidade de Gilson Scudeler no Campeonato Brasileiro de Motovelocidade; depois de vit¢rias nas provas em SÆo Paulo, Bras¡lia e Cascavel, o piloto paulista do Team Petrobras ECO terminou a quarta etapa da categoria Supersport na segunda coloca‡Æo.

A vit¢ria na corrida no Aut¢dromo Internacional Jos‚ Carlos Pace em Interlagos, foi de Pablo Martins, vice-l¡der na classifica‡Æo. Largando da pole-position, Gilson abriu vantagem desde o in¡cio com a moto #1, decorada nas cores de Pirelli, Arlen Ness, Shark, Samacar e Pro Head. Na segunda metade da corrida, o pneu dianteiro da moto come‡ou a perder pressÆo. “Levei alguns sustos, por duas vezes eu quase ca¡, mas consegui manter a moto na pista”, descreveu o piloto, que manteve-se em primeiro at‚ a metade da £ltima volta, quando foi ultrapassado.

O p¢dio em Interlagos teve ainda os paulistas Adilson “Cajuru” MagalhÆes e Pierre Chofard, em terceiro e quarto, e o paranaense Wesley Bertoni Gutierrez, em quinto. Scudeler, campeÆo brasileiro nas temporadas de 2002 e 2003, mant‚m a lideran‡a do campeonato com 95 pontos. Martins, com 72, ‚ o segundo. Cajuru, o terceiro, soma 56.

A participa‡Æo do Team Petrobras ECO em Interlagos foi complicada tamb‚m na prova da categoria 125. O mineiro Philippe Thiriet, segundo no grid, queimou a largada e foi punido com um stop and go. Numa prova de recupera‡Æo, ele foi segundo colocado. O brasiliense Caio C‚sar Tavares, seu companheiro de equipe, caiu e abandonou. Gilson Romani, tamb‚m de Bras¡lia, venceu pela quarta vez no ano e disparou na lideran‡a do campeonato.

A pr¢xima etapa ser  disputada em Jacarepagu , no Rio de Janeiro, no dia 11 de julho.