Pro Tork estréia com vitória no Supercross

Santa Luzia (MG) – A Pro Tork come‡ou bem sua participa‡Æo no Supercross, campeonato nacional aberto neste s bado (22) em Santa Luzia, regiÆo metropolitana de Belo Horizonte (MG).

Na categoria SX1, equivalente … MX1, a vit¢ria ficou com Christopher “Pipo” Castro, que superou Roosevelt Assun‡Æo depois de acirrada briga.

“Ele largou na minha frente, mas fiquei sempre por perto, tentando pressionar e aproveitar algum vacilo”, comentou Pipo. “Ele teve problemas com um retardat rio, caiu, e pude aproveitar, assumindo a lideran‡a. Da¡ para a frente foi s¢ manter. Foi uma vit¢ria de gostinho especial. Ser o primeiro vencedor da hist¢ria de uma competi‡Æo ‚ bom para qualquer piloto.”

Pipo completou as 17 voltas de prova com 23s5 de v antagem para Kurt Rocha, o segundo. Seu duelo inicial com Roosevelt no Supercross foi uma reedi‡Æo das brigas que ambos vˆm mantendo no Arena Cross, competi‡Æo em que Pipo ‚ o segundo colocado, quatro a menos que Leandro Silva, o l¡der. Roosevelt est  mais atr s no campeonato, mas venceu uma das baterias da £ltima etapa, em RibeirÆo Preto. “Esta vit¢ria em Santa Luzia vai me dar mais motiva‡Æo para brigar com tudo no Arena Cross. Tem sido um campeonato muito equilibrado, qualquer detalhe far  diferen‡a.  bom deixar o gostinho da vit¢ria sempre vivo aqui com a gente”, concluiu Pipo, cuja pr¢xima etapa no Arena Cross ser  j  no pr¢ximo s bado (29), em Indaiatuba.

Os outros pilotos da Pro Tork Racing Team que competiram em Santa Luzia foram Rafael Faria, Anderson Cidade e Milton Becker, o Chumbinho, na SX2. Rafael terminou em oitavo, com Cidade em nono e Chumbinho em 14o, depois de sofrer tombo no come‡o. A not a negativa para a Pro Tork Racing Team no Supercross foi a queda de JoÆo Paulino, o Marronzinho, na largada da SX1. Ele foi levado ao hospital com dores no rosto e nas costas, e um diagn¢stico mais preciso ser  dado nas pr¢ximas horas.

A pr¢xima etapa do Supercross ser  em Barretos, em 6 de outubro.