venda producao de motos em queda

Produção de motos cai 18,6% em relação a 2015

A ABRACICLO (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) divulgou os últimos números do mercado de duas rodas, referente ao mês passado. Em comparação com agosto de 2015, houve que na produção de motos de 18,6%. Foram produzidas 92.791 motocicletas no período, contra 113.982 no mesmo mês do ano passado.

Ladeira abaixo: Produção de motos cai 18,6% em relação ao mesmo período do ano passado. No acumulado, a queda é de 30,8%

Ladeira abaixo: Produção de motos cai 18,6% em relação ao mesmo período do ano passado. No acumulado, a queda é de 30,8%

Navegando no mesmo barco, as vendas internas no atacado –para as concessionárias– no período também caíram. Houve recuo de 18,3%.  No mês passado, foram comercializadas 83.236 motos, contra 101.927 unidades em 2015. Agosto também apresentou números negativos quanto ao varejo, nas vendas ao consumidor final, entre concessionárias e motociclistas. Comparando 2016 com o ano passado, o ocorreu queda de 22,1%. Foram emplacadas mais de 20 mil motos a menos, sendo 76.460 no último mês contra 98.188 em 2015.

O acumulado do ano, considerando janeiro a agosto, também reflete a tempestade econômica que o setor de motos ainda está enfrentando. No período, o segmento marcou 30,8% (913.972 contra 632.381 unidades) de queda na produção, e 29% (854.674 contra 607.185 unidades), nas vendas. O único dado positivo refere-se às exportações, com alta de 9% no período (36.182 contra 39.454 unidades).

A boa nova na produção de motos

Apesar destas enxurradas de más notícias, com números negativos na produção, venda e emplacamentos se compararmos 2016 com 2015, o setor registra pequenos progressos mês a mês. Comparando agosto passado com seu mês antecessor, a produção de motos subiu 23,3% (mas deve-se considerar o efeito das férias coletivas de meio de ano nos volumes das fábricas do Polo Industrial de Manaus (PIM) e as vendas de atacado -para as concessionárias-, 16%. Os emplacamentos cresceram 2,7% ante o volume de julho e as vendas para o mercado externo subiram 19,1%.

“Muito embora o resultado de agosto tenha sido um dos piores do ano, o setor tem expectativa de recuperação das vendas para os próximos meses em função das medidas econômicas a serem implantadas”, destacou Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

BMW S1000 XR Edição Especial foi um dos lançamentos dos últimos meses. Apesar do mau tempo, marcas não estão com os braços cruzados

BMW S1000 XR Edição Especial foi um dos lançamentos dos últimos meses. Apesar do mau tempo, marcas não estão com os braços cruzados

Se a produção de motos ainda não está nos números esperados, não é por falta de esforço das empresas. Neste aspecto, cabe salientar, também, os esforços das montadoras para aquecer o mercado. Nos últimos três meses, a BMW apresentou suas novas F 700 GS e F 800 GS (assim como a nacionalização da F 700 GS), a Triumph noticiou a chegada de novos modelos às lojas, como a Tiger Explorer XCa e a Speed Triple R, e a Honda renovou a CB 650F e CBR 650F e trouxe as novas CG 160 Fan e CG 160 Titan. De quebra, a Yamaha informou as novidades da Factor 150 e a Kawasaki anunciou as novidades de sua Ninja 300.

Separador_motos

 

Fonte: Abraciclo



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.