producao-de-motos-honda

Produção de motos em 2018: setor projeta 5% de crescimento

A queda na produção de motos no Brasil tem sido uma amarga constante ao longo dos último anos, mas podemos estar muito perto de uma luz no fim do túnel. Analisando os dados do setor em 2017, a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) nota uma retomada nestes últimos meses e projeta um crescimento na produção de 5,1% para o próximo ano, algo que não ocorre desde 2010.

Depois de sete anos em queda, setor prevê alta de 5,1% na produção motos para 2018

Depois de sete anos em queda, setor prevê alta de 5,1% na produção motos para 2018

Em novembro de 2017, foram fabricadas 83.106 motos, representando uma alta de 5,6% com outubro (78.670) e de 18,2% em comparação ao mesmo mês do ano passado (70.320). Já o acumulado do ano apresenta uma pequena variação negativa de 4,8% em relação a 2016, pois saíram das linhas de produção 813.868 unidades em 2017, contra 854.839 de 2016. Porém, “os números dos últimos dois meses contribuem para que estas empresas fechem o ano com leve aumento nos volumes de produção, devendo alcançar o patamar de 890 mil – similar ao de 2016. E este cenário faz com a que as projeções para 2018 sejam de crescimento”, segundo a Abraciclo.

Para o presidente da Associação, Marcos Fermanian, “este cenário confirma que teremos pela frente um ano com resultados mais positivos e o início da retomada da indústria de motocicletas”. Neste horizonte, a entidade projeta um crescimento de 5,1% na produção de motos para o próximo ano, apontando para 2018 como um período de retomada econômica.

Produção de motos no Brasil está em queda há cinco anos

Tabela mostra a evolução na produção de motos desde 1975. Índice de 2016 foi inferior ao de 2003, há 14 anos. Fonte: Abraciclo

Tabela mostra a evolução na produção de motos desde 1975. Índice de 2016 foi inferior ao de 2003, há 14 anos. Fonte: Abraciclo

No início da década, a produção de motocicletas no País mostrava um interessante ritmo de crescimento, geralmente com pequenas variações positivas de um ano para o outro. Até que, em 2011, tivemos o boom da indústria: foram produzidas mais de 2 milhões de motos em 12 meses, 2.136.891 para ser mais exato. Portanto, em média, eram fabricadas 5,93 mil motos a cada dia no Brasil. Mas aí a crise mostrou sua face. Todos os anos seguintes foram de queda, até o calendário passado. Entre 2011 e 2016, a produção de motos no Brasil caiu para menos da metade, registrando variação negativa de 58,46%. No ano passado, 887.653 motos deixaram as linhas de produção em território nacional – quase 67 mil motos a menos do que há 14 anos, em 2003.

Separador_motos



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.