Projeções da Abraciclo se Confirmam em Agosto

Busca pelos veículos de duas rodas como opção de transporte individual segue conquistando preferência popular, impulsionando vendas setoriais

A estabilidade da economia e os índices que demonstram o crescimento dos níveis de emprego fazem parte do conjunto de dados que apontam para a manutenção do ritmo de crescimento como vem sendo constatado desde o início deste ano. Muito dos setores industriais vem superando recordes de produção e de vendas no mercado interno. No setor de veículos de transporte de duas rodas não é diferente.

Com um acumulado de 1.472.707 motocicletas produzidas no ano, o segmento de duas rodas cresceu 26,6%, em relação ao mesmo período de 2007, quando foram fabricadas 1.163.541 unidades, seguindo assim as previsões realistas da Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, entidade que concentra a grande maioria das empresas fabricantes.

Outros comparativos também colocam em evidência o cenário positivo para motos e bicicletas. Em julho de 2008 foram produzidos 159.900 motociclos e, em agosto, atingiu-se o número de 201.899 unidades, saídas das linhas de produção instaladas em Manaus, significando um acréscimo de 26,3%. No mesmo período do ano passado, chegaram ao mercado 176.467 novas motocicletas, perfazendo um aumento de 14,4%.

A consolidação da aceitação e escolha do produto no mercado interno pode ser representada pelos bons percentuais apresentados. Em agosto foi registrada a comercialização de 178.092 unidades, um crescimento de 23%, se comparado ao mês anterior, com 144.757. No comparativo com o mês de agosto de 2007, quando foram vendidas 172.306 motos, temos apenas um leve incremento de 3,4%.

“A Abraciclo avalia que este ritmo de crescimento para o setor está sendo gradual e sustentado. Prova disso são os números dos meses anteriores. As previsões para este ano estão cada vez mais próximas de se consolidarem, demonstrando, mais uma vez, que o brasileiro está descobrindo mais e mais opções de utilização para o transporte em duas rodas”, afirma Paulo Shuiti Takeuchi, presidente da entidade.

Exportações – Para a exportação foram destinadas 14.393 unidades, um crescimento de 7,4%, se comparado ao mês anterior, quando foram registradas 13.398 motocicletas destinadas ao mercado externo. No entanto, os resultados apontam uma queda de 17,8% se confrontado a idêntico período do ano passado que contabilizou a exportação de 17.508 unidades.

Abraciclo Pode Ser Vista Em Novo Website – Para facilitar a localização de informações oficiais do setor industrial de duas rodas no país, a ABRACICLO substituirá seu antigo portal por um conjunto de páginas com um layout mais contemporâneo, objetivo e prático.

“Os dados do setor ficaram com um posicionamento e visualização mais fáceis para que as buscas possam ser mais ágeis facilitando e otimizando o manuseio pelos consultantes e navegadores de maneira geral”, diz Moacyr Alberto Paes, diretor executivo da entidade.

Uma das novidades presentes no novo website da Abraciclo é uma maior interatividade, com possibilidade, inclusive, de conhecer mais sobre as empresas associadas por meio de links. Dados e dicas sobre segurança e outros assunto de interesse do motociclista também estarão presentes.

A nova versão do website da Abraciclo será postada hoje e os interessados em conferir as novidades podem acessar o endereço www.abraciclo.com.br.

Semana do Trânsito com o 5° Moto Check up – Em razão da semana nacional do trânsito, a Abraciclo promoverá, entre os dias 23 e 27 de setembro, a 5ª edição do Moto Check Up, desta vez na zona norte de São Paulo. O evento acontecerá no canteiro central da Avenida Santos Dumont, entre Avenidas Ataliba Leonel e Brás Leme, em Santana.

Assim como nas outras edições, os participantes poderão realizar check up gratuito na motocicleta, averiguação das condições do capacete, cadastro no Condumoto, assim como assistir ao vídeo sobre direção segura e distribuição de brindes.

“Nessa edição serão cinco dias de evento, inclusive no sábado, pois queremos atrair um maior número de motociclistas convencionais que não trabalham com as motocicletas, mas a utilizam para passear aos finais de semana ou os condutores que destinam os motociclos apenas como transporte para o local de trabalho e que não tem tempo disponível para participar da ação de segunda a sexta-feira. Para esta ação esperamos cerca de 2.500 visitantes”, afirma Paes.