Promot 3 e as datas

Promot 3 e as datas

A regra era simples e conhecida há bastante tempo por todos: a norma PROMOT 3 deveria entrar em vigor a partir de 31 de dezembro 2008. Mas, como toda regra tem exceção…

Texto Sidney Levy – Ilustração Ricardo Sá

A regra era simples e conhecida há bastante tempo por todos, fabricantes, montadoras e importadoras. Motocicletas que não atendessem a norma PROMOT 3 deveriam ser descontinuadas em 31 de dezembro 2008, no Brasil. Claro, para toda regra há a exceção. Então, o Ibama concedeu uma prorrogação até 31 de março para produção e importação de motocicletas adaptadas à norma anterior (PROMOT 2), por conta da crise econômica que começou em setembro de 2008 e derrubou as vendas quase a zero no último trimestre do ano passado.

Ah, tem mais uma “exceçãozinha”. Os fabricantes, montadoras ou importadoras só têm até o dia 31 de julho próximo para faturarem unidades PROMOT 2 que ficaram no estoque para seus distribuidores (concessionária, revendedora, autorizada ou assemelhada). Apenas para esclarecer e refrescar a memória, PROMOT 3 é a sigla para Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares – Fase 3, que vigora desde 1º de janeiro deste ano.

Não tenho a pretensão de ficar aqui explicando a nova regra e suas exceções. Mas quero fazer um rápido exercício para tentar entender o que acontece a partir disso tudo. Claro, logo de início, é possível deduzir que nas próximas semanas haverá um “boom” de ofertas de motocicletas zero km 2008. Fiz uma rápida busca e encontrei 2 leilões de motocicletas de 150cc, zero km, dos anos 2008 e 2007. O detalhe disso tudo é o valor do lance inicial: R$1.500,00.

Pelas informações apuradas, acredito que o volume de motocicletas PROMOT 2 que foram desovadas nas lojas por conta das exceções à regra não é grande. Em reportagem publicada aqui no Motonline, um representante do IBAMA informou que acreditava que o volume não era nada significativo em relação ao total produzido e importado em 2008. O maior fabricante, a Honda, informou oficialmente no final de 2008 que estava descontinuando todos seus modelos PROMOT 2. A Yamaha, segunda maior fabricante do Brasil, realizou promoção conjunta com suas concessionárias durante os últimos meses com preço e condição especial para seu modelo fora da norma PROMOT3.

A Abraciclo informa que, pela regra, se a motocicleta foi fabricada até 31 de março e vendida da fábrica, montadora ou importadora para o distribuidor até 31 de julho, nada há a ser contestado. Como sempre ensinou mestre Joelmir Betting, o melhor regulador do mercado, qualquer mercado, é o consumidor. Pelo próprio movimento que se percebe de surgimento e desaparecimento de modelos e marcas de motocicletas no mercado brasileiro nos últimos meses, como sempre e infelizmente, a conta é paga pelo consumidor.



Sidney Levy

Motociclista e jornalista, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. É editor de conteúdo do Motonline desde 2009.