Quantidade enorme de novas fábricas

Quantidade enorme de novas fábricas

Quantidade enorme de novas fábricas

Múltiplas fábricas de empresas que em grande parte nunca estiveram no ramo da mobilidade.

Bicicletas, scooters e motocicletas elétricas estão sendo feitas e comercializadas principalmente por fabricantes de geladeiras e outros eletrodomésticos, conhecidos e desconhecidos do mercado comum.

Paralelamente, fabricantes de computadores e outros produtos eletrônicos estão fazendo o mesmo, aí já por gente muito mais conhecida e de grande respeito.

Tomemos só por como exemplo a Telefunken, há 107 anos em seu ramo -normal- de rádios, televisores, sistemas de guia de mísseis e por ai vai, de repente entrando na mobilidade. Seu protótipo mostrado no salão chinês tinha motor na roda dianteira, freios a disco e suspensão nas duas rodas, corrente fechada e -caixa- de três marchas.

Uma empresa como a Telefunken só garante uma coisa: qualidade de desencorajar muito concorrente.

Aparentemente estará à venda no começo do ano de 2011, a cerca de 900 euros.


José Luiz Vieira, Diretor, engenheiro automotivo e jornalista. Foi editor do caderno de veículos do jornal O Estado de S. Paulo; dirigiu durante oito anos a revista Motor3, atuou como consultor de empresas como a Translor e Scania. É editor do site: www.techtalk.com.br e www.classiccars.com.br; diretor de redação da revista Carga & Transporte.