Foto: Rosca recuperada com uma bucha - Bitenca

Quanto cobrar pelo serviço e como consertar rosca – Relação, quando trocar – Minha vida numa moto

Foto: Rosca recuperada com uma bucha - Bitenca

Foto: Rosca recuperada com uma bucha - Bitenca

Gostaria de sasber quanto devo cobrar de mão de obra para abrir um motor completo da cb 450cc, ela está com problema na placa de partida, e um dos ciclindros esta enxarcando muito a a vela…. o que devo fazer, quato devo cobrar?
Estou com uma titan 150cc e está com a rosca espanada, respingando óleo no chao, a moto é nova, tem algum serviço que posso fazer sem retirar este motor do quadro? Agradeço desde já pela atenção! obrigado! abço! valew! Rodrigo, 25, Bragança Paulista, SP.

R: Rodrigo, Se você conseguir um reparo para a rosca, tipo Heli Coil (um tipo de mola que você insere na rosca, que repara a fixação) ou uma bucha torneada, pode fazer o reparo com o motor todo montado. Vai ter que aumentar o furo então tenha o cuidado de não jogar limalha para dentro do motor e faça uma boa lavagem da caixa de câmbio com querosene, antes de colocar o óleo definitivo, para minimizar a possibilidade de contaminação por partícula de alumínio.
Você me pergunta quanto cobrar pelo serviço. Para saber, faça uma pesquisa do custo / hora de serviço nas oficinas da sua região e com a mão na consciência faça uma real avaliação do serviço que presta. Se não prestar um serviço melhor que a média, cobre de acordo com a qualidade do serviço que presta, apresentação da sua oficina e limpesa no serviço. Seja transparente, assim ganha credibilidade e confiança de seus clientes. Abraços.


Olá Bitenca! Como posso identificar se a corrente, da relação secundária, esteja na hora de ser trocada. Veja, possuo uma Lander 2009 com quase 18.000 km. Já troquei um pinhão, e aos 20.000 km terei que trocar por outro novo. A coroa continua intacta. Aquela verificação de folga que fazemos puxando com os dedos a corrente da coroa, não chega deslocar 1 milímetro (está bem justo). Porém, a corrente, que ainda é original de fábrica com anéis de borracha, perdeu a lubrificação interna e parece que o miolo dos anéis estão soltos, fazendo um barulhinho que já ouvi outras motos fazendo. É normal? Como devo proceder? Jonny, 36, Florianópolis, SC.

Foto: Troque a relação quando chegar ao limite - Bitenca

Foto: Troque a relação quando chegar ao limite - Bitenca

R: Jonny, é muito simples. Há uma marcação nas referências da regulagem da corrente que indica o limite máximo em que a corrente pode ser usada. A troca da relação deve ser feita quando a regulagem chegar a esse limite. Troque sempre os três componentes porque se trocar apenas um ou dois, os encaixes não serão perfeitos da peça antiga, forçando desgaste prematuro das outras. É muito difícil medir o perfil correto dos dentes, visualmente engana muito.
Os roletes que você se refere são soltos e ficam sobrepostos às buchas que têm por dentro os pinos com lubrificação permenente no caso das correntes com anéis de borracha. Eles servem para minimizar o impacto da coroa e pinhão e não rodam sobre o pino. Por isso passam a fazer barulho quando começam a se desgastar, mas o limite do desgaste você verifica como foi explicado acima. Abraços,
———— – – – – – – – – – – – – – –
Minha vida numa moto
Olá, gostaria de saber o que aconteceu com a coluna minha vida numa moto. Tem mais de um mês que ela está parada, e justamente quando a próxima ia ser sobre itens de segurança. Obrigado Ps.: o site está de parabéns. João Pedro (22) parabéns para você! Belo Horizonte, MG

Olá, João Pedro! Saudações Motociclistas e parabéns pelo aniversário!
A coluna teve um atraso sim, mas está pronta. O problema foi que eu recebi grande solicitação de e-mails para fazer uma matéria sobre como montar motoclubes. Esta coluna sobre equipamentos para o piloto será publicada na semana seguinte a publicação desta sobre como funcionam e como montar motoclubes, Ok?
Minhas desculpas pelo atraso e mais ainda , por não tê-los informado a respeito.
Não deixe de ler a próxima coluna. Teremos boas surpresas. Abraços, Luis Sucupira