Divulgação

Radar móvel multa 3 vezes mais em Fortaleza, CE.

Divulgação

Divulgação

De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE), no ano passado os móveis registraram 134.073 infrações na Capital, que corresponde a 295,4% mais do que o captado pelos fixos (45.385), quase o triplo. Os dados consideram as infrações cometidas na CE-025 (avenida Maestro Lisboa), na CE-040 (avenida Washington Soares) e CE-501 (avenida Senador Carlos Jereissati). Vale lembrar que o número de radares móveis (3) é muito menor que o de fixos (21) espalhados pelas vias.

Considerando todas as infrações flagradas em 2009 por radares nas três rodovias estaduais de Fortaleza (179.458), a Washington Soares lidera as estatísticas, com 158.620, o que corresponde a 88% do total. Foram 117.363 em radares móveis, quase o triplo dos registrados por radares fixos (4.157). “O radar móvel flagra mais infrações porque o condutor está habituado a passar naquela via e já sabe onde os fixos estão. Daí, após o radar fixo, acelera o carro e e é surpreendido pelo radar móvel“, afirma o chefe de gabinete responsável pela sinalização e pelos fotossensores no Detran, Júlio Cavalcanti.

Para ele, o motorista de Fortaleza é “mal educado“, pois conhece o limite de velocidade da via, mas só o respeita com a presença do fotossensor. Daí, na opinião dele, a justificativa para uso do radar móvel.