Rafael Fonseca vence também a 2ª bateria e é campeão do Desafio Internacional Supermoto

Desafio Internacional Supermoto – Rafael Fonseca vence também a 2ª bateria e é campeão

Rafael acaba de ultrapassar Danilo e Francisco (nº2): pista limpa até a bandeirada - Foto de Sidney LevyNovamente Rafael Fonseca mostrou na pista toda sua técnica e habilidade e venceu a 2ª bateria do Desafio Internacional Supermoto. A corrida teve duas largadas. Logo na primeira curva, Alexandre Barros caiu e foi removido para atendimento médico. Felizmente Alex teve apenas um deslocamento na clavícula.

Em função do acidente, o espanhol Sete Gibernau, amigo de Alex, decidiu não largar. O regulamento determinava que os dez primeiros colocados na 1ª bateria deveriam largar em posição invertida para a segunda bateria. Assim, Rafael Fonseca largou em décimo e fez uma corrida de recuperação. Os que largaram nas primeiras posições aproveitaram e largaram bem.

Francisco Velasco e Danilo Andric disputaram a segunda posição durante toda a prova - Foto de Sidney Levy

Danilo Andric (Nº 64) e Francisco Velasco (Nº 2) fizeram uma briga particular durante toda a prova e conseguiram manter a terceira e segunda posições, respectivamente. Porém, não resistiram a superioridade da campeão Rafael Fonseca, que logo na terceira volta já estava em primeiro lugar.

Com o resultado da 2ª bateria, Rafael Fonseca ocupou odegrau mais alto do pódio também na classificação geral pela soma dos pontos. Confira a seguir o resultado da segunda bateria e da calssificação geral do Desafio Supermoto:

Classificação da 2ª Bateria:

1º – Nº 1 – RAFAEL FONSECA (BRA)
2º – Nº 2 – FRANCISCO VELASCO (BRA)
3º – Nº 64 – DANILO ANDRIC (BRA)
4º – Nº 114 – BETO GUIZARDI (BRA)
5º – Nº 36 – PHILIPPE THIRIET (BRA)
6º – Nº 23 – SIMONE CECCHETI (ITA)
7º – Nº 55 – MASSIMO ROCCOLI (ITA)
8º – Nº 10 – AIRTON DARE (BRA)
9º – Nº 8 – JULIANO MEIRA (BRA)
10º – Nº 33 – ALISSON CANDIDO (BRA)
11º – Nº 117 – GERSON INCERTI (BRA)
12º – Nº 120 – RODRIGO SOBRAL (BRA)
13º – Nº 22 – CARLOS MEDEIROS (BRA)
14º – Nº 357 – ALEXANDRE CAMPOS (BRA)
15º – Nº 121 – ANTONIO CASALIN (BRA)
16º – Nº 20 – KLEBER JUSTINO (BRA)
17º – Nº 233 – RICARDO SATO (BRA)
18º – Nº 3 – SIMÃO LAWANT (BRA)
19º – Nº 88 – SABRINA PAIUTA (BRA)
20º – Nº 144 – MILTON ADIB (BRA)
21º – Nº 9 – JORGE NEGRETTI (BRA)
22º – Nº 14 – LUCAS BARROS (BRA)
23º – Nº 17 – ANTONIO CHIARI (BRA) – não largou
24º – Nº 15 – SETE GIBERNAU (ESP) – não largou
25º – Nº  4 – ALEXANDRE BARROS –  não largou

Classificação geral por pontos:

1º – Nº 1 – RAFAEL FONSECA (BRA), 50 pontos
2º – Nº 2 – FRANCISCO VELASCO (BRA), 27 pontos
3º – Nº 114 – BETO GUIZARDI (BRA), 26 pontos
4º – Nº 64 – DANILO ANDRIC (BRA), 24 pontos
5º – Nº 36 – PHILIPPE THIRIET (BRA), 21 pontos
6º – Nº 23 – SIMONE CECCHETI (ITA), 21 pontos
7º – Nº 15 – SETE GIBERNAU (ESP), 20 pontos
8º – Nº 4 – ALEXANDRE BARROS (BRA), 16 pontos
9º – Nº 8 – JULIANO MEIRA (BRA), 16 pontos
10º – Nº 10 – AIRTON DARE (BRA), 13 pontos
11º – Nº 55 – MASSIMO ROCCOLI (ITA), 9 pontos
12º – Nº 357 – ALEXANDRE CAMPOS (BRA), 8 pontos
13º – Nº 33 – ALISSON CANDIDO (BRA), 6 pontos
14º – Nº 117 – GERSON INCERTI (BRA), 5 pontos
15º – Nº 120 – RODRIGO SOBRAL (BRA), 5 pontos
16º – Nº 22 – CARLOS MEDEIROS (BRA), 5 pontos
17º – Nº 17 – ANTONIO CHIARI (BRA), 4 pontos
18º – Nº 20 – KLEBER JUSTINO (BRA), 3 pontos
19º – Nº 121 – ANTONIO CASALIN (BRA), 1 ponto



Sidney Levy

Motociclista e jornalista, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. É editor de conteúdo do Motonline desde 2009.