Raio-x do catalisador

Raio-x do catalisador

Com o crescimento da frota de motocicletas, a emissão de poluentes por parte desses veículos passou a ser significativa. A Cetesb – Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental – elaborou, em parceria com as montadoras, um Programa de Controle da Poluição por Motociclos e Veículos Similares, o PROMOT. Este programa foi baseado na lei de emissões de poluentes da Europa, considerando o atual patamar tecnológico da indústria nacional.

O PROMOT (Programa de Controle da Poluição por Motociclos e Veículos Similares) sugere novos limites de emissão, como uma solução para melhora do ar. De acordo com a norma, os limites de emissão de poluentes para as motocicletas são:

Limites 2005/2006 Poluentes: Monóxido de Carbono: 5,5 g/km Hidrocarbonetos Motos < 150 ccm; 1,2 g/km Motos > 150 ccm: 1,0 g/km Óxidos de Nitrogênio: 0,3 g/km Limites 2009 Poluentes: Monóxido de Carbono: 2,0 g/km Hidrocarbonetos Motos < 150 ccm; 0,8 g/km Motos > 150 ccm: 0,3 g/km Óxidos de Nitrogênio: 0,15 g/km Surge, portanto a necessidade da aplicação do catalisador para atingir tais limites. O catalisador é uma peça que fica no interior do escapamento e tem por objetivo reduzir a emissão de gases nocivos à saúde através de reaçõ

Localização do catalisador

es químicas ocorridas em seu interior e, portanto é uma peça que não deve ser eliminada. O catalisador é composto de metais nobres que juntamente com o oxigênio reagem com os gases nocivos expelido pelo sistema de escape, esses gases após a reação química tem seu índice diminuído drasticamente. Para um correto funcionamento do catalisador, devemos ter algumas precauções: Não alterar o sistema de exaustão; Não colocar aditivos no combustível ou no óleo que não seja especificado pelo fabricante; Não permita entrada de água pela ponteira quando o escapamento tiver aquecido e Utilizar combustível de boa qualidade. Se toda a mistura (ar + combustível) que entrasse no motor fosse corretamente aproveitada nós teríamos a emissão dos seguintes gases (CO2 + H2O + N2), como a queima é sempre imperfeita os gases emitidos quando a mistura está rica (mais combustível do que ar) são C + CO + CO2 + HC + H2O + N2, e quando a mistura está pobre (mais ar do que combustível) CO2 + H2O + NO + NO2 + NO3. O que o catalisador faz com o gás tóxico: HC – HIDROCARBONETO – Transforma em vapor de água e gases inofensivos; CO – MONÓXIDO DE CARBONO – Transforma em gás carbônico (o mesmo gás exalado na respiração); NOx – ÓXIDOS DE NITROGÊNIO – Transforma em nitrogênio (que representa 75% dos gases queimados na atmosfera); O3 – OXIDANTES FOTOQUÍMICOS, OZÔNIO ALDEÍDOS – A transformação dos gases HC, CO e NOx evita a formação do O3. NOx (Óxidos de Nitrogênio) CO(monóxido de carbono) HC (Hidrocarboneto) O (oxigênio) O3 (ozônio) Sabe aquele cheirinho que aparece depois de um curto circuito? Pois é o ozônio. O gas oxigênio (O2) na presença de uma faísca elétrica se transforma em O3 H2O (água) CO2 (gás carbônico) N2 (nitrogênio) BIBLIOGRAFIA E FIGURA:UMICORE AUTOMOTIVE CATALYST – Biagio Ferrari