Foto: Bitenca

Raios pretos, Falcon em 2009, CG150 Tuning, Scooter no buraco, reco-reco na corrente

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Caros amigos do motonline; tenho uma xr 200 para uso diário aqui em São Paulo e percebi que os raios estão ficando muito escuros. Apesar de limpá-los e obter certa melhora, não ficam bonitos como os de aço inox.Aí entra a pergunta: Existe alguma diferença técnica significativa ou é só estética mesmo? Obrigado e continuem com o ótimo trabalho! Carlos 36 São Paulo, S.P.
R: Obrigado Carlos, Os raios originais de quase todas as motos são protegidos por um acabamento (zinco) brilhante que com o tempo escurece e se forem muito esfregados com material de limpesa abrasivo podem sair, ficar oxidados e de fato enferrujarem. Os de aço inox têm a vantagem de permanecerem limpos e brilhantes por toda a vida. Pode-se também aplicar uma camada de níquel ou cromo eletrolítico para conservar o aspecto brilhante. Firmas de galvanoplastia podem lhe prestar esse serviço que não sai muito caro e fica muito bom

Olas, Gostaria de saber se voces tem alguma informação com relação ao futuro da Falcon em 2009. Sera que vai recever injeção eletronica por causa do Promot ? Abçs Cleyton 37 Belo Horizonte – MG
R:Clayton, não temos informação dessa moto para o ano que vem, com certeza se ficar em linha deverá sofrer alterações para ser homologada ao Promot3.

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Gostaria de receber algumas dicas para deixar minha mototuning… cg 150 esd. quero personalizá-la mas não sei como e onde fazer…muito obrigado. Anderson 21 Manacapuru – Amazonas
R: Anderson, Personalização como o nome diz é fazer algo de senso genérico uma coisa pessoal, exclusiva. Você deve aplicar idéias próprias na modificação de sua moto. Se eu lhe disser o que fazer seria bitencalização então deve ser o Anderson o cara a ter as idéias. Posso dizer em que áreas você pode querer mudar a sua moto: na Pintura, nos acessórios como espelhos, piscas etc. Veja em revistas ou na internet idéias de outras pessoas que você possa gostar e aplicar na sua moto, mas com a sua cara. O que devo lhe alertar é para que cuide do aspecto segurança da moto que é o mais importante. Escolha uma boa oficina responsável e que saiba o que está fazendo para não acabar se prejudicando. Cuidado com as “invenções” e dimensione bem o investimento para que fique uma moto equilibrada nos seus aspectos essenciais de instrumentação e iluminação, suspensão, freios, ciclística, motor e câmbio. Não é fácil superar o fabricante nessas áreas. Talvez o ideal seria se ater à pintura. Boa sorte,

Prezados, Estou pensando em comprar um scooter para utilizar no trajeto
casa-trabalho-casa (uns 100 km diários) e gostaria de tirar uma dúvida: Qual seria melhor em termos de segurança dinâmica para andar nas “ruas” cariocas, um scooter com aro 16 ou um com aro 10? Tenho perguntado a donos de scooters com aro 10 e eles dizem não ter problemas para trafegar, mas tenho medo de “pegar” um buraco e ir para o chão. Obrigado, Gil 52 Rio de Janeiro
R: Gil, de fato quanto menor a roda maior a chance dela ser engolida por um buraco, mas as suspensões têm a função de minimizar esse efeito, tanto para as rodas grandes quanto para as pequenas e é verdade que nas pequenas o trabalho da suspensão tem que ser bem maior, pois as rodas têm menos chance de rolar por cima do buraco e isso dá trabalho para a suspensão. Dá para concluir então que o scooter de roda pequena tem que ter a suspensão melhor que o de roda grande para um resultado igual. É tudo uma questão de
custo-benefício, se o fabricante aplica uma boa suspensão no scooter de roda grande esse é excepcional e caro; se aplica uma boa suspensão numa roda pequena pode ficar tão bom quanto um de roda grande (cara) e suspensão mais simples. O que vai valer é sua sensibilidade, faça um bom test drive com os modelos em questão e decida pelo que mais gostar, só você mesmo pode considerar o que é mais relevante para o seu caso, abraços

Não sei pra quem direcionar estas perguntas, mas ai vão elas: 1- Tenho uma Twister 2007 com 17000Km. Mantenho a manutenção da moto em dia, mas de uma semana pra cá apareceu um barulho estranho na relação dela. Sempre que vou subir uma ladeira com garupa, a relação começa a dar uns estalos, como se a corrente estivesse muito esticada. Estes estalos seguem um mesmo intervalo de tempo, o que sugere que o prob. esta em algum ponto especifico do conjunto. Já conferi a folga, mantive como o fabricante manda, já deixei mais apertada para testar, mais frouxa, mas o barulho persiste. A lubrificação e o desgaste da relação estão em ordem. 2- O que vocês acham deste pneu Levorin matrix Sport, ele não tem sucos no meio, não é meio perigoso??? Marcos (24) Sumaré, S.P.
R: Marco, 1- Esse barulho é típico de corrente estragada, uma região que se desgasta mais que outra; pode ser conseqüência de ferrugem, má qualidade do material ou ainda simples desgaste. Ocorre quando uma parte da corrente fica frouxa e outra mais esticada. Verifique isso virando a roda e medindo a folga em diversas regiões da corrente. Outra possibilidade são dentes quebrados no pinhão que “derrapam” na corrente (faz estalos). Esse problema é também bastante grave e implica na troca imediata de toda a relação: Pinhão, corrente e coroa. 2- O fato do pneu não ter o sulco central não implica nenhum problema intrínseco, na verdade aumenta um pouco a “pegada” na posição vertical mas não causa problema algum, principalmente para motos. Abraços.