Raízen estreia campanha institucional

O início das operações da Raízen será anunciado a partir desta semana aos principais veículos formadores de opinião em campanha de marketing. Criada pela Lew´Lara/TBWA, a campanha é direta e mostra visualmente a empresa que nasce da união entre Shell e Cosan, com o título “Raízen. Do Brasil para o mundo, a energia para um futuro melhor”.

Com diversas informações institucionais sobre a companhia, como o faturamento de R$ 50 bilhões, que a posiciona como a quinta maior empresa brasileira em faturamento, a campanha terá um mês de duração.

Também estão previstos a instalação do anúncio em painéis do aeroporto de Brasília e um envelope especial de suplemento sobre etanol que circulará no Valor Econômico em 6 de junho – data em que começa o Ethanol Summit, um dos maiores eventos mundiais do setor.

“Esta ação representa um marco importante para nossos funcionários, clientes e parceiros, e precisa ser comunicada. Nossa empresa recebe uma herança de pioneirismo e liderança, o que nos faz pensar grande e buscar constantemente soluções inovadoras de energia sustentável” diz Lauro Klas, gerente de marcas da Raízen. “Estamos bastante orgulhosos e confiantes na  essência que nos inspira devido ao nosso processo integrado: plantamos, colhemos, produzimos e distribuímos energia”.

SOBRE A RAÍZEN – O dia 1º de junho marca o início das operações da Raízen, cujo nome foi anunciado ao público em 14 de fevereiro. Resultante do processo de integração dos negócios entre Shell e Cosan, a companhia tem valor de mercado estimado em R$ 20 bilhões e cerca de 40 mil funcionários, posicionando-se como uma das mais competitivas na área de energia sustentável no mundo.

A Raízen responderá por uma produção de mais de 2,2 bilhões de litros de etanol por ano para atendimento ao mercado interno e externo. Além do etanol, as atuais 24 usinas produzem 4,4 milhões de toneladas de açúcar e têm 900 MW de capacidade instalada de produção de energia elétrica a partir do bagaço da cana. Na área de combustíveis, a joint venture comercializará aproximadamente 20 bilhões de litros para os segmentos de transporte e indústria e para a sua rede formada por 4.500 postos de serviço com as marcas Shell e Esso.

Obs.: Para facilitar a discussão sobre esse assunto, criamos um tópico no fórum para os motonliners. Clique aqui para acessar o tópico.