Foto: José Hélio encara a décima etapa do Rally Dakar no entorno de Copiapó (CHL)

Rally Dakar cancela 11ª etapa em virtude da neblina

Foto: José Hélio encara a décima etapa do Rally Dakar no entorno de Copiapó (CHL)

Foto: José Hélio encara a décima etapa do Rally Dakar no entorno de Copiapó (CHL)

A névoa presente no entorno da Cordilheira dos Andes não apresentava segurança para os pilotos e para os helicópteros da organização. Pausa pode ser positiva para o brasileiro José Hélio se preparar para o retorno às trilhas

A neblina presente na Cordilheira dos Andes obrigou a organização do Rally Dakar a cancelar a 11ª etapa da competição que seria realizada nesta quarta-feira (14), entre as cidades de Copiapó, no Chile, e Fiambalá, na Argentina. A névoa iria atrapalhar a segurança dos pilotos e, principalmente, dos helicópteros da assistência médica que acompanham a prova. O campeonato será retomado amanhã na 12ª etapa, entre Fiambalá e La Rioja. A pausa pode ser positiva para o brasileiro José Hélio, o melhor piloto do país entre as motos, que terá um período a mais para se recuperar fisicamente e se preparar melhor para a reta final da competição. No sábado (17), os vencedores serão conhecidos, assim que terminarem a 14ª etapa em Buenos Aires.

Até esta fase, o tetracampeão do Rally dos Sertões tem feito uma participação expressiva. José Hélio ocupa o 12º lugar na classificação geral e o terceiro na categoria 450 Extreme, a qual está escrito. A ponta segue com o espanhol Marc Coma, campeão da edição de 2006. Na disputa de ontem, liderada pelo também espanhol Jordi Viladoms, José Hélio terminou com o 17º lugar. O brasileiro que conta com o patrocínio da Honda do Brasil, ASW e Flash Power, soma até agora 47h57min28s de tempo percorrido, com uma diferença de 4h4min58s para o primeiro colocado.

Quando os competidores retornarem às trilhas nesta quinta-feira, eles irão desbravar um percurso de 518 quilômetros, sendo 253 de especiais, entre Fiambalá e La Rioja. A 12 ª etapa é repleta de dunas e trechos sinuosos, que irão exigir bastante técnica dos pilotos.

A competição que contou com a inscrição de 530 competidores, teve um grande número de abandonos. No total, 204 veículos deixaram a prova, entre eles, 93 motos, 79 carros, 21 caminhões e 11 quadriciclos.

Classificação Geral – categoria motos
1 – Marc Coma – Espanha – 45h52min30s
2 – David Fretigne – França – 45h17min20s
3 – Cyrill Despres – França – 45h23min41s
4 – Jordi Villadoms – Espanha – 45h49min10s
5 – Helder Rodrigues – Portugal – 45h58min8s
6 – David Casteau – França – 46h00min15s
7 – Pall anders Ullevalseters – Noruega – 46h4min12s
8 – Francisco Lopez – Chile – 46h14min53s
9 – Frans Verhoeven – Holanda – 46h18min4s
10 – Henk Knuiman – Holanda – 46h56min55s
12 – José Hélio – Brasil – 47h57min28s

Resultados – 10ª etapa
1 – Jordi Viladoms
2 – Alain Duclos – Francês
3 – Pall anders Ullevalseters – Noruega
4 – Helder Rodrigues – Portugal
5 – David Casteu – França
6 – Cyril Despres – França
7 – Marc Coma – Espanha
8 – Henk Knuiman – Holanda
9 – Frans Verhoeven – Holanda
10 – Teus Visser – Holanda
17 – José Hélio – Brasil

Programação – Rally Dakar 2009
12ª etapa – quinta-feira – 15 de janeiro 2009
Fiambalá / La Rioja
Deslo camento 4 km / especial 253 km / deslocamento 261 km – total 518 km
A especial do dia é um concentrado de técnicas. Vários tipos de dunas estarão presentes, incluindo as temidas dunas brancas. A três dias da chegada, esta etapa pode mudar a hierarquia, especialmente pelos veículos de assistência não terem acesso. A regra absoluta é saber poupar o veículo.

13ª etapa – sexta-feira – 16 de janeiro 2009
La Rioja / Córdoba
Deslocamento 161 km / especial 545 km / deslocamento 47 km – total: 753 km
Depois dos milhares de quilômetros percorridos, esta penúltima etapa constitui um desafio físico de primeira ordem. Os pilotos de ponta deverão manter suas posições, enquanto os amadores deverão preservar o excesso de confiança. Os erros poderão deixar recordações amargas, já que será a jornada dos cactos.

14ª etapa – sábado – 17 de janeiro 2009
Córdoba / Buenos Aires
Deslocamento 224 km / especial 227 km / deslocamento 341 km – total: 792 km
Depois de explorarem os estados-continentes, os competidores encontrarão um tipo de paisagem familiar. Neste longo caminho a percorrer, a concentração é a ordem do dia. Aqueles que chegarem classificados a Buenos Aires terão terminado a competição mais impressionante realizada e seguirão sendo os primeiros para sempre.

Domingo – 18 de janeiro 2009
Premiação em Buenos Aires