Foto: Motocicleta Honda CRF 450X de José Hélio passa por ajustes finais

Rally Dakar – Motocicleta de José Hélio passa por últimos ajustes

Foto: Motocicleta Honda CRF 450X de José Hélio passa por ajustes finais

Foto: Motocicleta Honda CRF 450X de José Hélio passa por ajustes finais

Honda CRF 450X apresenta adaptações para enfrentar os 9500 quilômetros da prova, que larga dia 3 de janeiro de Buenos Aires, Argentina

A motocicleta Honda CRF 450X, principal arma do piloto José Hélio na disputa do Rally Dakar 2009, está praticamente pronta. Uma série de adaptações foi feita na moto para enfrentar os 9500 quilômetros da prova, sendo 5650 kmde especiais, que têm início no dia 3 de janeiro em Buenos Aires, Argentina – o mes mo ponto da chegada, prevista para o dia 17 do mesmo mês.

A preparação da motocicleta foi feita pela Honda do Brasil e pela equipe da Brasil Moto Tour, que tem sede em Mogi das Cruzes(SP). O mecânico Jesus Francisco irá acompanhar a equipe de apoio de José Hélio no desafio sul-americano e tem trabalhado pesado para deixar tudo perfeito. “A moto está 99% pronta. Só falta mesmo o piloto andar com ela para fazermos os ajustes finais”, contou.

José Hélio está nos Estados Unidos, mas deve fazer os últimos testes com a máquina no início na semana que vem. “Certamente a grande vantagem da Honda é a resistência, por isso estou bem seguro de como a motocicleta irá se comportar. Com menos possibilidades de quebra, aumentam as chances de título. Além disso, considero o conjunto das 450cc melhor em vários aspectos, como motor, suspensão, chas si e ciclística”, comentou José Hélio.

Para superar os obstáculos das trilhas argentinas e chilenas, as principais alterações foram feitas na autonomia e na suspensão da motocicleta, cujo modelo é o mesmo que José Hélio utilizou na conquista do tetracampeonato do Rally Internacional dos Sertões em 2008.

O mecânico revelou as principais adaptações. “Nós instalamos tanques maiores e um sobressalente, embaixo do quadro, que servirá de reservatório de água. Como ele fica em um lugar que leva muita pancada, foi feito de fibra de carbono. Já a suspensão teve de ser totalmente reforçada para suportar o peso. Só no guidão há uma série de equipamentos, como road book e GPS – que sozinho pesa três quilos”, concluiu Jesus.

José Hélio viaja para Buenos Aires no próximo dia 27. O Rally Dakar, cuja primeira edição foi em 1977, contará em 2009 com a participação de 530 competidores, sendo 230 motos, 30 quadriciclos, 188 carros e 82 caminhões de 49 países.

O paulista José Hélio está inscrito na categoria 450cc Extreme. No percurso, os competidores passarão por dunas e montanhas, além de atravessar locais como as planícies da Patagônia, o deserto do Atacama e a Cordilheira dos Andes.