Será esta a motocicleta que o brasileiro Felipe Zanol irá pilotar no Rally Dakar 2013

Rally Dakar: Team HRC inicia testes no deserto de Mojave

O Team HRC, equipe de fábrica da Honda, retorna à pista para uma importante sessão de teste na preparação para o Dakar 2013, depois da participação no Rally do Marrocos 2012, quando os cinco pilotos da equipe competiram juntos pela primeira vez. A competição foi predominantemente um treino para a moto, recolhimento de dados e de preparação para o Dakar. Em geral, foi um grande sucesso. Desde então, o trabalho passou sem interrupções no Japão, onde os engenheiros da HRC têm focado no desenvolvimento da CRF 450 Rally.

Paisagem típica do Deserto de Mojave na Califórnia (EUA)

Paisagem típica do Deserto de Mojave na Califórnia (EUA)

O deserto de Mojave, na Califórnia, com estradas de cascalho de alta velocidade, estradas de areia, rochas e terreno duro é o palco para o teste final da Team HRC visando ao Dakar. Helder Rodrigues, Sam Sunderland, Felipe Zanol, Javier Pizzolito e Johnny Campbell vão se concentrar em testar a durabilidade da moto e finalizar a suspensão e as configurações de EFI. De acordo com o programa de testes intensivos, os pilotos Honda andarão 4.000 km, a metade do percurso do Dakar.

Os cinco pilotos Honda também testarão um pneu dianteiro recentemente desenvolvido com o resultado do Rally do Marrocos. Durante os testes realizados na África, na verdade, a Pirelli confirmou e fortaleceu as especificações traseiras e, graças ao precioso retorno de todos os cinco pilotos, a empresa italiana voltou sua atenção para o pneu dianteiro, melhorando o desempenho em tempo recorde e dando à Honda a oportunidade de fazer o teste durante a sessão de treinos nos Estados Unidos.

Zanol (à direita) e os companheiros do Team HRC no Rally do Marrocos

Zanol (à direita) e os companheiros do Team HRC no Rally do Marrocos

Helder Rodrigues: “Estou ansioso para esse teste final. Estou muito confiante, porque já no Marrocos a provou ser competitiva e, agora, estamos testando uma nova etapa de desenvolvimento. Este teste final é crucial para finalizar todos os ajustes antes do grande desafio do Dakar. Eu treinei muito neste período, tanto na academia quanto corrida ao ar livre, ciclismo e equitação “.

Sam Sunderland: “Tenho trabalhado muito duro para estar na melhor forma possível física, com ciclismo e corrida. Estou muito feliz com a moto e fizemos um enorme progresso em tão pouco tempo por causa da grande infraestrutura da equipe. Todos da HRC estão trabalhando duro com o mesmo objetivo em mente. Com este teste final, espero obter mais informações com a moto e finalizar minha suspensão e ajustes EFI para o Dakar. A área na América onde estamos é muito boa e simula o terreno do Dakar. O calor californiano é também um bom teste “.

Felipe Zanol: “Tenho treinado muito neste período e também competi no Campeonato Brasileiro de Enduro, que foi um bom treinamento. Minha última corrida de enduro foi muito boa, ganhei e conquistei meu oitavo título do Campeonato Brasileiro de Enduro. Estou muito feliz, mas agora estou 100% focado na preparação para o Dakar. Nós melhoramos a moto e acho que podemos evoluir ainda mais. A moto é muito rápida e confortável. Cada vez que eu ando me sinto mais confiante. ”

Johnny Campbell: “Tem sido um período corrido para mim, com o Baja 1000, que é a corrida mais importante para JCR/Honda. Tivemos 19 paradas, 3 caminhões e mais de 100 funcionários de apoio no solo, incluindo um helicóptero para rádio e organização da corrida. A corrida teve 1.800 quilômetros e levou 20 horas e 9 minutos. Meus três pilotos Colton Udall, David Kamo e Timmy Weigand fizeram um trabalho absolutamente incrível. Além dos meus compromissos com o Baja 1000, eu encontrei o tempo para treinar o condicionamento físico, surfar e andar de bicicletas no deserto do Baja e na Califórnia, em trilhas locais do motocross. Minhas expectativas para este teste são para finalizar o nosso motor e suspensão para garantir que a CRF 450 Rally esteja 100% pronta para vencer o Dakar “.

Javier Pizzolito: “Eu tenho treinado muito no último período, ciclismo, musculação e três vezes por semana com a CRF 450R. Corri também em algumas provas de enduro na Argentina, mas sem correr quaisquer riscos. Foi mais um exercício que me deu uma boa movimentação na moto. Estamos chegando perto do Dakar e eu tenho que dizer que as expectativas para o retorno da equipe de fábrica da Honda no Dakar depois de tantos anos são realmente grandes. Desde que o Dakar está sendo realizado na América do Sul e na Argentina, o interesse e o apoio do povo é incrível e estou muito orgulhoso de ser parte do projeto da Honda “.