Nielsen Bueno começou bem o Sertões conquistando a 2ª posição no Prólogo

Resumo das 1ª e 2ª etapas


1ª ETAPA – QUINTA-FEIRA 25/07

Local: Goiânia (GO) – Arena Sertões
► Prólogo
► Super prime
► Largada promocional

Nielsen Bueno começou bem o Sertões conquistando a 2ª posição no Prólogo

Nielsen Bueno começou bem o Sertões conquistando a 2ª posição no Prólogo

Resultado do Prólogo que definiu as posições de largada para a segunda etapa na sexta-feira
1º #4 Paulo Gonçalves 1min52s
2º #15 Nielsen Bueno 1min52s
3º #7 Michael Metge 1min54s
4º #5 Cyril Despres 1min55s
5º #3 Jakub Przygonski 1min57s
6º #11 Ramon Sacilotti 1min57s
7º #6 Ruben Faria 1min58s
8º #13 Ike Klaumann 1min58s
9º #1 Marc Coma 1min59s
10º #12 Guto Klaumann 2min00s
11º #31 Julio Zavatti 2min01s
12º #32 Guilherme Cascaes 2min02s
13º #200 Gregorio Caselani 2min02s
14º #34 Fausto Mota 2min03s
15º #18 Guilherme Piva 2min04s

Dário Júlio obteve a 16ª colocação, enquanto Jean Azevedo ficou com a 19ª.

Fonte:  VipComm – foto: DFotos/VipComm

2ª ETAPA – SEXTA-FEIRA 26/07

Percurso: Goiânia (GO) – Pirenópolis (GO)
Deslocamento Inicial: 133 km
Trecho de Especial: 84 km
Deslocamento Final: 32 km
Total: 249 km

O terreno: Foi uma especial bastante curta, específica para o ajuste dos equipamentos dos competidores. É um caminho que começa sinuoso com muitos mata-burros, lombas e depressões, seguindo por um trecho mais rápido e com travessias de riachos. A prova entra em uma parte mais travada com muitas descidas e subidas íngremes, chegando a uma zona de trial muito dura. Nos últimos quilômetros, a especial ficou mais tranquila com estradas de média velocidade, seguindo assim até o final.

 

NIELSEN BUENO É O MELHOR BRASILEIRO DO DIA NAS MOTOS

Os pilotos finalmente caíram na estrada nesta sexta-feira. O destaque da segunda etapa da competição foi Nielsen Bueno, da Equipe Honda Mobil de Rali, que terminou na quinta posição, e foi o melhor brasileiro na categoria motos. A vitória ficou com o português Paulo Gonçalves.

Os pilotos foram desafiados com caminhos sinuosos, marcados por pedras, lombadas e travessias de riachos até cruzar estradas de média e alta velocidade no fim da especial.

Para Nielsen, a especial serviu para acertar os ajustes finais de sua Honda CRF 450X. “Foi um trajeto pequeno, que serviu mais para ajustes de equipamento, com alguns trechos rápidos, outros mais travados. O resultado foi bom, espero me manter entre os cinco primeiros, já que ainda temos mais dias de competição. Quero manter o padrão e terminar bem”, afirma o mineiro de Bueno Brandão.

Ike Klaumann, sétimo colocado na segunda etapa

Ike Klaumann, sétimo colocado na segunda etapa

Companheiro de Nielsen na Equipe Honda Mobil de Rali, o catarinense Ike Klaumann terminou na sétima posição. “Foi uma especial bem técnica, com alguns trechos de alta no final. Fui mais seguro, para não ter nenhum imprevisto”, explica. Dário Júlio fechou o dia como 10º colocado no trecho e comentou sobre o desempenho na sexta-feira. “A especial foi bastante travada, com muita curva e trechos sinuosos. Como larguei em 16º, peguei bastante poeira. Acabei caindo uma vez e perdi um pouco de tempo, mas agora vou tentar ficar entre os cinco primeiros, para largar bem e não pegar muita poeira”, afirma o piloto de Lavras (MG). Já Guto Klaumann, 14º colocado do dia, destacou a importância de começar a competição sem sustos. “Meu dia foi tranquilo, procurei não errar e acertar a moto da melhor maneira, e não levei nenhum susto. O equipamento funcionou muito bem. Já deu para sentir que o Sertões será bem puxado, mas vamos pra cima”, diz o catarinense de Rio Negrinho.

Jean Azevedo não foi bem na segunda etapa

Jean Azevedo não foi bem na segunda etapa

Pentacampeão do Rally dos Sertões, Jean Azevedo preferiu não arriscar e fechou o dia em 18º, e disse que a especial serviu como prévia do que irá acontecer nos próximos dias de competição. “Foi um dia curto, mas já mostrou a cara desta edição do Rally dos Sertões. Alguns trechos de trial, com muita pedra  e poeira. A competição começou agora e procurei não me arriscar”, explica o paulista de São José dos Campos.

Na sábado (27), os pilotos das categorias motos, carros, quadris, caminhões e UTVs vão se deslocar de Pirenópolis (GO) até Uruaçu (GO) em um trecho total de 414 quilômetros, sendo 287 cronometrados (183 para caminhões).

Resultado motos na 2ª etapa (extraoficial)

1º – #4 PAULO GONÇALVES
2º – #1 MARC COMA
3º – #7 MICHAEL METGE
4º – #5 CYRIL DESPRES
5º – #15 NIELSEN BUENO
6º – #6 RUBEN FARIA
7º – #13 IKE KLAUMANN
8º – #11 RAMON SACILOTTI
9º – #200 GREGÓRIO CASELANI
10º – #10 DÁRIO JÚLIO
11º – #3 JAKUB PRZYGONSKI
12º – #21 DENI DO NASCIMENTO
13º – #32 GUILHERME CASCAES
14º – #12 GUTO KLAUMANN
15º – #19 LEANDRO SILVEIRA

Jean Azevedo terminou o dia na 18ª posição

Fonte: VipComm – foto 1: Idário Café/VipComm – foto 2:  DFotos/VipComm

COMO SERÁ A 3ª ETAPA – SÁBADO 27/07

Percurso: Pirenópolis (GO) – Uruaçu (GO)
Deslocamento Inicial: 37 km
Trecho Cronometrado: 287 km
Deslocamento Final: 89 km
Total: 414 km

Terreno: O rali começa para valer. Após um rápido deslocamento, a especial começa com estradas mais travadas de fazendas, seguindo por trechos de velocidade média mesclando com algumas trilhas de visual incrível por cristas e serras. A prova entra em uma região de canaviais onde a velocidade aumentará muito e com um piso extremamente favorável a isso. Depois de um deslocamento por asfalto e um abastecimento para motos, quadriciclos e UTVs, a prova volta a ficar travada e assim segue até o fim.

Fonte: VipComm

CRONOGRAMA E DISTÂNCIAS DO RALLY DOS SERTÕES 2013:

Confira o resumo das próximas etapas, diariamente aqui no Portal Motonline.

Leia mais sobre o Rally dos Sertões:  clique aqui