Rally dos Sertões: Robert Nahas tem desempenho heróico nesta sexta-feira

Rally dos Sertões: Robert Nahas tem desempenho heróico nesta sexta-feira

Rally dos Sertões: Robert Nahas tem desempenho heróico nesta sexta-feira

Paulista teve um pneu rasgado na largada, mas conseguiu completar a etapa

O paulista Robert Nahas (Flash Power/Honda) teve um verdadeiro dia de herói nesta sexta-feira, durante a terceira etapa da 16ª edição do Rally Internacional dos Sertões PLP. O piloto que liderava a competição entre os quadriciclos teve um pneu rasgado pouco depois da largada da especial do dia, mas ainda assim conseguiu completar o trecho cronometrado. “Eu andei mais de 280 quilômetros com um pneu bastante danificado. Perdi muito tempo, mas estou contente em conseguir chegar até o final da etapa”, afirma o campeão de 2005.

Robert Nahas lamentou ainda mais os problemas porque as características da especial de 262 km eram bastante propícias para seu quadri. “Essa etapa foi mista, variando bastante entre trechos velozes e mais travados. E com bastante cascalho, que é um piso muito bom para meu equipamento”, lembra o titular da RNN Sports. Ao contrário do companheiro de equipe, o mineiro Ricardo Purri teve um dia bem mais tranqüilo, ficando entre os dois primeiros etapa.

Mesmo com os problemas enfrentados hoje, o piloto da Flash Power/Honda ainda segue na briga elo título tanto na categoria até 750 cc quanto no geral entre os quadriciclos. “Agora está tudo muito embolado. Mas ainda tem muito rali pela frente, dá pra recuperar o tempo perdido”, completa.

Os pilotos vão encarar neste sábado (21/06) o quarto dia do rali, cujo percurso de 482 km tem tudo para ser o mais difícil da história do Rally dos Sertões. Com largada em Niquelândia (GO) e chegada em Paranã (TO), a competição muda de Estado pela primeira vez na edição 2008. “Após o dia de hoje tenho que me preparar para amanhã e trabalhar em poupar bem o equipamento”, fala Nahas.

Após um deslocamento inicial de 46 km, os participantes vão enfrentar um trecho cronometrado de 431 km, com cerca de 60 km de trial. A segunda maior especial do torneio passa por trechos de serra, piso de piçarra e travessia de rio com pedras roliças. “Pelo que entendi pelas explanações, vai ser um rali mais duro e travado”, afirma Nahas. O deslocamento final de 5 km até Paranã será o mais curto do rali.

A maior preocupação de Nahas para a prova são as condições climáticas. “Só não pode chover. Quadri é igual a gato, detesta água, chuva. Até em poça d’água tem que diminuir bem. É muito ruim para 4×2, como são os nossos quadris”, garante.

O desafio para os aventureiros do Sertões vai ser ainda maior porque essa etapa será disputada no formato “Maratona”, no qual apenas os próprios competidores podem realizar manutenção em seus equipamentos, ficando impedidos de usar auxílio de sua equipe de apoio.

Programação da 16ª edição do Rally Internacional dos Sertões – PLP
21/06 – 4ª etapa – Niquelândia (GO) – Paranã (TO) – Etapa Maratona
22/06 – 5ª etapa – Paranã (TO) – Palmas (TO)
23/06 – 6ª etapa – Palmas (TO) – Balsas (MA)
24/06 – 7ª etapa – Balsas (MA) – Floriano (PI) – Etapa Maratona
25/06 – 8ª etapa – Floriano (PI) – Crateús (CE)
26/06 – 9ª etapa – Crateús (CE) – Mossoró (RN)
27/06 – 10ª etapa – Mossoró (RN) – Natal (RN)
28/06 – Festa de premiação