5635238003_271cb1e51a

Rally RN 1500 GP 2011

Em busca do rally perfeito! Claro, utopia dizer que um dia alguém ou alguma empresa conseguirá fazer uma competição sem erros, problemas, dificuldades ou vacilos, mas o importante é trabalhar, lutar e buscar a perfeição, qualidade e o melhor serviço e condições para os competidores. Digamos que é assim que pensa e trabalha toda família “RN 1500”, liderada pelo “pai” Kleber Tinoco, diretor geral da KTC Produções. A edição 2011 foi aclamada por competidores, equipes de apoio e organização como o melhor de todos, superando a edição 2010. Especiais de velocidades cronometradas técnicas, completas e repletas de desafios e diferentes pisos, características e possibilidades. “Buscamos fazer sempre o melhor para os competidores, tanto dentro, quanto fora da trilha. A equipe está forte, formada e experiente. Sempre tem ajustes a fazer, mas o importante é pensar sempre em melhorar”, disse o satisfeito Klebinho, como é conhecido e chamado por todos. A Odisséia Nordestina foi realizada entre os dias 13 e 17 de abril pelas trilhas do Rio Grande do Norte. Os campeões no geral foram: Carros – Marlon Koerich/Joseane Koerich (SC); Quadriciclos – Nei Costa (CE); Motos – Denísio Nascimento (SC). “Meu objetivo era terminar o rally, nunca havia completado. A disputa foi intensa pelo título e no final consegui não só terminar como garantir esse título tão importante e especial para mim”, disse Nei Costa (CE).

Foram percorridos cerca de 1000 quilômetros por 50 cidades do estado, numa caravana que contou com mais de 500 pessoas entre competidores, organização, mecânicos, motoristas e profissionais envolvidos com a prova; mais de 100 competidores e 90 veículos em ação. “Pilotos, mecânicos, equipes de apoio e quem eu conversei nesses quatro dias só elogiaram a prova e confirmaram: o RN 1500 é a prova mais prazerosa do calendário nacional”, disse o navegador Flávio França. Após a especial de velocidade da Costa Branca, no primeiro dia, o piloto paulista Luiz Facco disse: “Isso aqui é que é prova de rally, rapaz. Quem gosta de rally tem que vir e participar, quem não gosta nem precisa vir.” Helena Deyama foi mais além: “Andar no RN é uma alegria e satisfação só. Um playcenter. Fantástico”.

Só de especiais de velocidade cronometradas, o RN 1500 GP 2011 teve quase 500 quilômetros, divididos em quatro trechos: 1º Especial Costa Branca, 2º Especial das Minas, 3º Especial Seridó e 4º Especial das Serras. A edição 2011 marcou ainda um recorde histórico. O diretor de prova, Deco Muniz, ao lado do diretor geral, Kleber Tinoco, conseguiu levantar e fechar o maior trecho cronometrado das 14 edições do RN 1500 já realizadas. Foram 143 quilômetros percorridos no segundo dia de prova entre São Miguel do Gostoso e Currais Novos. Uma etapa difícil, dura e decisiva. “Em todos os dias tivemos de tudo e toda atenção foi pouca para não se perder, vacilar ou comprometer o veículo. Conseguimos iniciar a definição do roteiro cedo e ao lado de Klebinho definimos tudo antecipadamente. Estamos muito feliz com o feed back e retorno dos competidores. Nossa responsabilidade para 2012 só aumenta e vamos buscar mais trechos inéditos, novidades e especiais ainda melhores e completas”, ressaltou Deco Muniz.

A modalidade motos contou com 40 competidores e foi a mais prestigiada. O grid recorde foi garantido entre a turma dos quadriciclos, 25 participantes – maior grid do rally brasileiro. Entre os carros esperava-se mais de 30 veículos 4×4, mas devido a demora na preparação dos carros de vários competidores, o grid foi composto por 25. “Foi um número excelente para nós da organização. Somos a prova mais distante do eixo Sul/Sudeste no calendário brasileiro de rally cross country para carros, motos e quadriciclos e a etapa de abertura em Barretos foi quase um mês antes. Estou muito satisfeito e para 2012 temos um grande desafio para fazer a edição de 15 anos do RN 1500 ainda melhor e cheia de surpresas positivas e cercada de muito sucesso”, completou Klebinho.

A participação de pilotos nordestinos e do Rio Grande do Norte foram dois aspectos que agradaram a organização e a tendência é crescer cada vez mais. “Creio que esse número de participantes do Nordeste no Campeonato Brasileiro de Rally só aumente. O RN 1500 serve para mostrar aos competidores que eles são capazes. Se houver dedicação, trabalho profissional e bem feito, é possível vencer e estar entre os melhores do rally brasileiro”, ressaltou. A disputa pelo título nas três modalidades também foi intensa até a última especial de velocidade. Os campeões no geral foram definidos no final da especial de velocidade das Serras.

Em 2012, a 15ª Edição do Rally RN 1500 deve ser realizada em abril no início ou no final do mês. “Os competidores preferem no fim do mês aproveitando o feriado do dia do trabalho, 1/05. Estamos discutindo com a Confederação Brasileiro de Automobilismo e com a de Motociclismo. O quanto antes iremos anunciar o novo calendário”, comentou Kleber Tinoco. A prova terá muitas novidades e diferenciais em 2012 e tudo pode acontecer. “Não posso adiantar nada agora, mas tem muita coisa boa pra acontecer. Vamos surpreender ainda mais . Todos os resultados, detalhes, vídeos, fotos e informações estão nos sites: www.rn1500.com.br e o www.ce60.com.br/1500.htm .

A PROVA
Os competidores começaram a chegar em Natal para a 14ª Edição do Rally RN 1500 na segunda-feira que antecedeu a prova. Desde então, o hotel Vila do Mar se transformou na sede oficial do rally brasileiro e Natal na capital do Campeonato Brasileiro de Cross Country para carros, motos e quadriciclos. Na quarta-feira à noite, 13/04, foi realizada a abertura oficial da prova e a largada especial com a participação de todos os guerreiros e presença dos apaixonados por velocidade e automobilismo/motociclismo na Via Costeira potiguar.

No primeiro dia, a Especial de velocidade Costa Branca teve largada em João Câmara, na região do Mato Grande, de onde os guerreiros partiram para 122 quilômetros de trecho cronometrados com muitas dunas, areia, poças e dificuldades até chegar no paraíso da praia de São Miguel do Gostoso. “Andar no RN 1500 é sempre muito bom e gostoso demais. Essa especial é sensacional”, disse o navegador Stanger Eller (CE). Tiago Fantozzi, entre as motos; Marcelo Nascimento, quadriciclos; e os irmãos Marlon e Joseane Koerich foram os vencedores do dia, considerado um dos mais bonitos do rally brasileiro. “Eu e o Marlos estamos debutando no RN e estamos fascinados. Esse rally é demais e essa especial da Costa Branca muito especial”, disse a navegadora Joseane Koerich. Os resultados completos e com todas as estatísticas de cada especial estão disponíveis no site: www.ce60.com.br/rn1500.htm.

O segundo dia da Odisséia Nordestina foi histórica e muito especial. Em sua 14ª edição, a organização preparou o maior trecho de velocidade cronometrada da história com 143 quilômetros a serem percorridas pelos competidores na Especial das Minas, entre Lajes e Bodó. De São Miguel do Gostoso até Currais Novos foram mais de 300 Km percorridos. “Foi um dia duro e muito difícil, além de completo. Do começo ao fim os competidores não tiveram folga”, disse Kleber Tinoco. “O dia de hoje foi duríssimo. Ainda não verifiquei nada, mas acho que o carro está completamente destruído por baixo. Estamos ambos exaustos. Essa especial me mostrou que preciso me preparar melhor fisicamente”, disse o piloto pernambucano Bartolomeu Carvalho.

Deni Nascimento venceu o segundo dia e assumiu a liderança entre as motos. Heronaldo Segundo (PB) foi o grande vencedor entre os quadriciclos, seguido por Nei Costa (CE) e Márcio Oliveira (RN). Os três lutaram até o último dia pelo primeiro lugar. A dupla Luiz Facco/Glauber Fontoura garantiram a vitória na especial mais longa do RN 1500. “Foi um dia especial e muito bom pra gente. Estou muito feliz com esse resultado. Essa prova é demais”, disse o piloto Luiz Facco. Em Currais Novos, a caravana da Odisséia Nordestina permaneceu durante quase três dias: sexta, sábado e partindo pra Natal no domingo (17/04).

No terceiro dia de prova (16/04), a Especial Seridó, no sertão de pedras e com sol a pino, rendeu muitas emoções e dificuldades para quem achou que a etapa seria fácil e tranquila. Com largada e chegada em Currais Novos, a logística foi tranquila, mas os 120Km de especial de velocidade foram duros e difíceis. “O calor está pesado e muito forte”, disse o piloto de quadriciclo, Marcelo Nascimento. Mas, o guerreiro não pode reclamar e escolher caminhos, precisa acelerar e seguir em frente se quiser lutar pelos primeiros lugares. “Um dia técnico e cheio de armadilhas. Quem vacilou, errou feio. Foi um dia para navegador e piloto trabalhar bastante”, disse o diretor de prova, Deco Muniz.

A largada do trecho cronometrado foi por volta das 12h. Tiago Fantozzi(SP/RN) venceu sua segunda especial de velocidade, mas a liderança continuou com Deni Nascimento (SC), entre as motos, com Dario Julio (MG) em terceiro seguindo de perto os líderes. O potiguar Márcio Oliveira (RN) foi o mais rápido entre os quadriciclos, com Nei Costa (CE) em segundo e mostrando muita regularidade. “Foi um dia duro, difícil e rápido. Mas que precisou de muito cuidado e de uma navegação precisa”, comentou Márcio. Nei Costa luta para terminar o seu primeiro RN 1500. “Esse é o meu objetivo e se conseguir uma boa colocação, excelente”, ressaltou. Marlon e Joseane Koerich garantiram o primeiro lugar na especial e a liderança absoluta entre os carros. Reinaldo Varela(SP) e Wellington Rezende (RN) andaram forte e foram o segundo carro a chegar no dia. “Foi um dia excelente e uma prova rápida e alucinante”, disse o piloto Regis Braga. “Para quem pensou que hoje seria tranquilo, foi a melhor especial e a mais dura e difícil para mim”, comentou Marlon Koerich.

Para o último dia de prova, na Especial das Serras, os irmãos Koerich precisavam chegar sem quebras a Natal para garantir o título, mas precisaram acelerar forte. Os companheiros de equipe Marco Moraes/Du Sachs e Lucas Moraes/Beco Andreotti estavam na briga pelos primeiros lugares, assim como Reinaldo Varela/Wellington Rezende e os baianos Regis Braga/Zé do Rádio. Em todas as modalidades, tudo poderia acontecer até a chegada em Natal. O quarto dia de prova teve 250Km entre Currais Novos e Natal, com 109km de especial de velocidade.

“Vai ser uma montanha russa com muitas subidas e descidas pelas serras potiguares. Para mim, a melhor especial de velocidade do RN 1500 2011”, disse o diretor de prova, Deco Muniz. E a luta pelos primeiros lugares foi intensa até a chegada da especial em Caiçara do Rio dos Ventos. Tiago Fantozzi bem que tentou, mas Deni Nascimento foi mais regular e garantiu o título entre as motos. “Estou muito feliz. Fui regular todos os dias e não tive problemas. Obrigado a toda a equipe e os adversários estão de parabéns”, comentou o catarinense que garantiu o bicampeonato na prova (venceu em 2009). Nei Costa não só terminou o seu primeiro RN 1500, como também garantiu o título entre os quadriciclos com o potiguar Márcio Oliveira em segundo, Demontier Moura (CE), em terceiro; e Heronaldo Segundo (PB) em quarto.

Marlon e Joseane Koerich chegaram ao final da especial com o pneu dianteiro esquerdo furado, mas com o título da segunda etapa do Campeonato Brasileiro mais importante, logo na estreia na Odisseia Nordestina. Marcos Moraes/Du Sachs ficaram em segundo e os baianos Regis Braga e Zé do Rádio ficaram em terceiro no geral entre os 4×4. Lucas e Beco Andreotti, em quarto; e Reinaldo Varela/Wellington Rezende, em quinto, completaram o pódio entre os carros.

“A cada ano essa prova surpreende pela qualidade técnica e crescimento em termos de organização. O nível de exigência dos trechos cronometrados tem engrandecido e muito o cross country nacional”, disse a piloto Helena Deyama, que correu com o navegador potiguar Henrique Oliveira. Kleber Tinoco, organizador do rally RN 1500, disse estar orgulhoso pelo retorno positivo por parte, principalmente, dos competidores. “É sensacional finalizar um trabalho que exige tanta energia e espírito de coletividade recebendo elogios daqueles que são peças fundamentais. Só tenho a agradecer imensamente a todos, principalmente àqueles que investiram na ideia. Sem parceiros como a ALE, nada disso teria sido possível”, finalizou. O diretor de prova, Deco Muniz, mais uma vez disse ter encerrado o trabalho com sensação de missão cumprida. “Sem dúvida estamos acertando, pelo menos esse é o ‘feedback’ que temos recebido. Agora é manter a receita e adicionar surpresas”, brincou.

Em 2012 a Odisseia completa 15 anos e terá muitas novidades. Uma coisa é certa: recorde de participantes em todas as categorias. “Essa prova é especial e vamos marcar presença sempre”, disse o piloto campeão Marlon Koerich. Confira os campeões por categoria da edição 2011 do Rally RN 1500 – GP ALE. Todos os resultados por categoria e estatísticas estão disponíveis no site: www.ce60.com.br/rn1500.htm e mais informações e contatos sobre a prova: www.rn1500.com.br .

RESULTADO GERAL RALLY RN 1500 2011
Production Álcool
1 – 308 Reinaldo Varela e Wellington Rezende
2 – 345 Luis Carlos Nacif e Humberto Ribeiro
3 – 322 Luiz Aguiar e Sergio Bessa

Super Production
1 – 312 Regis Braga e Jose Carlos
2 – 348 Gunter Hinkelmann e Marcelo Haseyama
3 – 358 Celio Di Pace e Arthur Di Pace

T1 – Protótipo
1 – 311 Marlon Koerich e Joseane Koerich
2 – 302 Marcos Moraes e Du Sachs
3 – 323 Lucas Lemgruber e Alberto Andreotti

T2 – Production
1 – 334 Willem Van Hees e Doris Van Hees
2 – 359 Ricardo Maia e George Humberto
3 – 365 Leonardo Spencer e Tasso de Araujo

MOTOS
MARATHON
1 – 22 Jose De Deus
2 – 26 Jose Irineu
3 – 40 Wagner Dos Santos Jovenal

OVER
1 – 7 Dimas Mattos
2 – 16 Darcio Coelho
3 – 23 Jose Janio

PRODUCTION
1 – 2 Dario Julio
2 – 29 Marco Antonio Pereira
3 – 18 Guilherme Paes

RN
1 – 27 Leonardo Martins
2 – 15 Aurelio Marinho
3 – 30 Marcones Daniel Cunha

SPORT
1 – 5 Denisio Do Nascimento
2 – 4 Tiago Fantozzi
3 – 1 Ramón Sacilotti

QUADRICICLOS  – 450CC
1 – 54 Jose Demontier Moura
2 – 64 Ernesto Jun Watashi
3 – 56 Marcio Boaventura

EXTREME
1- 47 Francinei De Souza Costa
2 – 50 Marcio Oliveira
3 – 48 Heronaldo Segundo