Rally Transbahia revela detalhes do percurso das motocicletas

Rally Transbahia revela características do percurso das motos

O Rally Transbahia revelou distâncias e características do percurso das motocicletas, que terão planilha exclusiva na terceira edição do evento válido pelo Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade. Entre os dias 11 e 13 de abril, os pilotos percorrerão 622 quilômetros, de Porto Seguro a Itacaré, passando por Canavieiras e Ilhéus, no sul do Estado.

Rally Transbahia revela detalhes do percurso das motocicletas

Rally Transbahia revela detalhes do percurso das motocicletas

“Os três dias de prova terão nível técnico parecido, com picos de dificuldades e médias justas. Os competidores serão bastante exigidos na parte de navegação”, antecipou Edimilson José Campos, da organização da prova. Assim como nas duas edições anteriores, ele será o diretor de prova das motocicletas.

Por terem caminho exclusivo, as motocicletas enfrentarão dificuldades específicas. “Há trechos por onde só as motos passam. A prova da categoria será totalmente diferente, em alguns locais os veículos de quatro rodas passarão longe, a 50, 80 quilômetros de distância. O trajeto das motos também será bem diferente das últimas duas edições do Transbahia, com trilhas inéditas”, continuou Campos.

Em alguns pontos, os pilotos terão tempo para apreciar a bela paisagem da região. “Acredito que os competidores vão elogiar a prova, que exige que eles fiquem na adrenalina o tempo todo. Planejamos alguns trechos neutros em locais muito bonitos, o que irá ajudar quem estiver atrasado e ainda permitirá que os pilotos curtam um pouco e consigam olhar o visual”, concluiu o diretor de prova.

Confira os detalhes de cada etapa das motocicletas no Rally Transbahia 2013:

11/4 – Etapa 1
Porto Seguro / Canavieiras – 277 km
Os pilotos terão pela frente plantações de eucalipto, estradas de areia, trechos rurais inóspitos e trilhas inéditas. O dia conta ainda com passagem por região serrana, incluindo aclives e declives bastante acentuados, além de locais de criação de bovinos e trechos pantanosos.

12/4 – Etapa 2
Canavieiras / Ilhéus – 190 km
Dia de altas velocidades, o qual irá exigir habilidade técnica e perícia na navegação. O palco da disputa é marcado por reservas ambientais e plantações de dendê, cacau e de eucaliptos. A região é plana, com terreno escorregadio.

13/4 – Etapa 3
Ilhéus / Itacaré – 155 km
A última etapa levará os competidores até Itacaré por caminhos de serra e com paisagens ímpares. Tendo a mata atlântica nativa como plano de fundo, os pilotos passarão por estradas abandonadas, riachos e pela beira do Rio de Contas. No final do trajeto, laços de trilhas inéditas colocarão mais uma vez a navegação à prova.