Motocicletas terão percurso exclusivo no Rally Transbahia

Rally Transbahia: terreno molhado e navegação marcam o primeiro dia

Depois de muita chuva na madrugada, o Rally Transbahia teve início nesta quinta-feira com terreno molhado e exigência na navegação. A largada da Passarela do Álcool, tendo como plano de fundo o mar de Porto Seguro, abriu o roteiro do dia com destino a Canavieiras – outro cartão postal do litoral sul baiano. A chegada será no sábado, em Itacaré, sendo que nesta sexta-feira a prova segue para Ilhéus.

Motocicletas tem percurso exclusivo no Rally Transbahia

Motocicletas tem percurso exclusivo no Rally Transbahia

“Houve quebras e pilotos experientes perdidos, ou seja, os resultados do primeiro dia estão em aberto e podem surpreender”, comentou Haroldo Scipião, comissário da Confederação Brasileira de Automobilismo.

A organização irá divulgar os resultados de carros, quadriciclos e motocicletas após o briefing desta noite. A expectativa é grande para conhecer a pontuação, já que o Transbahia é válido pelos campeonatos nacionais de regularidade.

Os competidores encontraram pelo caminho terreno molhado e escorregadio, “pegadinhas” na navegação e plantações de cana de açúcar e de eucaliptos. As motocicletas têm planilha exclusiva e também devem destacar o piloto que errou menos. “Estava chovendo nos dias que montamos a prova, portanto foi bem parecido com o que estávamos prevendo”, comentou Edimilson José Campos, diretor de prova das motos. “Além de médias bastante justas, colocamos os pilotos à prova com trechos na navegação que poderiam induzir ao erro. Pelo que ouvi, todos gostaram bastante”, continuou.

Nesta sexta-feira, a segunda etapa segue para Ilhéus com 190 quilômetros de percurso para motocicletas e 230 para carros e quadriciclos. No total, a prova inclui cerca de 620 km para motos e 638 para os veículos de quatro rodas.

Leia mais sobre o Rally Transbahia:  clique aqui