Recall, um procedimento comum

Primeiramente gostaria de parabenizar o site, e agradecer o espa‡o, sou propriet rio de uma Honda Falcon 2001, adquirida zero. e recentemente a moto apresentou um problema no esticador autom tico da corrente de comando de v lvulas e na corrente de comando e tive que substituir as pe‡as. Constatei que problema ocorreu devido a um defeito de fabrica‡Æo da pe‡a, que saiu num lote motocicletas no per¡odo quando adquiri a minha, e atualmente este defeito j  est  corrigido pela Honda. Em alguns casos este problema foi identificado em motocicletas com a quilometragem bem baixa e dentro do per¡odo de garantia, felizes estes propriet rios. Por‚m no meu caso, como minha motocicleta ‚ apenas utilizada em regimes moderados, ou seja, para pequenos deslocamentos dentro do per¡metro urbano e lazer nos finais de semana e al‚m disso tomo todos os cuidados com a manuten‡Æo preventiva, nÆo tive a mesma sorte. Talvez o meu pecado foi ser cuidadoso, pois ela s¢ apresentou este problema aos 21.000 quil“metros, que apesar de ter sido prematuro o desgaste dos componentes, nÆo pude acionar a garantia de f brica e arquei com todos os custos do reparo. A inten‡Æo deste e-mail nÆo ‚ resolver o meu problema em particular, e sim fazer um alerta para n¢s como consumidores reivindicar nossos direitos. EntÆo eu levanto a seguinte questÆo, este nÆo seria um caso de “recall”, como acontece com os carros. Apesar de nunca ter ouvido falar que uma f brica de motocicletas convocou clientes a fazer substitui‡Æo de alguma pe‡a onde eles reconhe‡am ter sido um problema originado do processo de fabrica‡Æo, eu como consumidor gostaria que isso mudasse. Se nos como propriet rios de ve¡culos, consumidores da ind£stria automobil¡stica, temos o “benef¡cio” de ter direito a substitui‡Æo de uma pe‡a defeituosa, porque isso nÆo acontece na ind£stria de motocicletas. Talvez por sermos poucos exigentes como consumidores?
Marcos Vit¢rio B.Zacarias
Belo Horizonte – MG
O site Motonline nÆo pretende fazer a “ponte” entre consumidores e fabricantes por entender que este papel pode ser facilmente realizado por meio dos servi‡os de atendimento aos consumidores ou Procons. Al‚m disso, para realizar esta intermedia‡Æo ter¡amos de pedir as provas documentais dos fatos, o que definitivamente nÆo estamos dispostos a fazer em fun‡Æo de nossa reduzida equipe e da linha editorial adotada. Acho que o leitor est  mal informado. As f bricas de moto no Brasil j  fizeram v rias opera‡äes de “recall” que foram devidamente divulgadas pela m¡dia, conforme exige a lei. Infelizmente seu caso nÆo p“de ser atendido pela garantia, mas sugiro entrar em contato com o SAC da Honda para informar sobre o eventual recall da Falcon 2001. Convenhamos, se a moto foi comprada em 2001 ser  preciso pesquisar em arquivos para saber se este eventual “recall” fora realizado ou nÆo.