Reclamação Honda, Repercussão sobre leis esdrúxulas para motocicletas

Reclamação Honda, Repercussão sobre leis esdrúxulas para motocicletas

Reclamação Honda, Repercussão sobre leis esdrúxulas para motocicletas

No dia 07/05/10, fiz uma compra de 1 guidão da Biz partida eletrica ano 2009, e foi me passado o guidão errado. E até hoje (18/05/10 ) a Mila Motos de minha cidade ( Itatiba ), não conseguiu fazer a troca, onde a alegação é que a Honda está com problemas de emissão de nota fiscal. Fica minha pergunta: Como a Honda está conseguindo atender os seus clientes? Necessito que minha situação seja seja resolvida o quanto antes, estou com a moto parada no conserto apenas aguardando a troca do guidão. Cód:go 53100kss900, paguei R$ 84,83 à vista, nota fiscal 3531. Como consumidor preciso saber o que será feito por mim. Fico no aguardo de um breve retorno. Rogério Alves de Freitas (28) Itatiba – SP

R: A Assessoria de Imprensa da Honda nos respondeu: “São Paulo, 31 de maio de 2010.

Ao
Site Motonline
Ref. Carta do leitor Rogério Alves de Freitas

A motocicleta em questão foi devidamente reparada e entregue ao cliente em perfeitas condições de utilização e funcionamento.

Permanecemos à disposição em nosso Serviço de Atendimento a Clientes, pelo telefone 0800 055 2221.

Reclamação Honda, Repercussão sobre leis esdrúxulas para motocicletasAtenciosamente,

Ricardo Ghigonetto
Assessor de Imprensa
Moto Honda da Amazônia”

Comentário: O leitor foi contatado para réplica, mas não respondeu.

O problema foi resolvido dentro do prazo legal determinado pelo Código de Defesa do Consumidor.


Caros amigos do MOTONLINE venho convidá-los à um instante de reflexão.Face aos últimos absurdos que os legisladores tem disparado contra a nossa desunida classe gostaria de tecer alguns comentários:1-A Lei da anteninha anticerol é um absurdo, os criminosos são os que usam o cerol,que proíbam então as pipas! Gostaria de perguntar ao André se é possível solicitarmos junto ao ministério público para que o Deputado autor dessa lei estúpida seja investigado para ver se ele não está envolvido com algum fabricante de antenas? 2- Lei sobre obrigatoriedade do curso para motoboys: Os “gênios” do CONTRAN bolaram este absurdo que tem raiz na Hipocrisia e deve ser também investigada,pois se as Auto-Escolas ao invés de prestar o serviço (muito)caro ridículo que prestam ensinarem mesmo e Educação no Trânsito for matéria obrigatória na Escola , vocês verão o trânsito no Brasil melhorar drasticamente! Meu último míssil vai a todos brasileiros: quantos de vocês foram à uma reunião da Câmara de vereadores de sua cidade? Ou menos, do seu condomínio ou bairro? Á culpa de tudo isso é nossa! Somos patrões incompetentes, embriagados pela política do pão e circo que há 15 anos nos é imposta e aceitamos tudo numa boa montados em nossa carros populares e nas nossas casinhas financiadas assistindo à Copa e vestindo verde-amarelo num patriotismo hipócrita e volátil. Ser brasileiro é zelar pelo nosso país,participar do lugar em que vivemos, respeitar as leis e principalmente respeitar o próximo. Isso sim é ser patriota! Que Deus ajude a todos nós! Fernando Lopes (33), Salto – SP

R: Fernando a resposta é sim! Qualquer cidadão poderá provocar o Ministério Público por meio de informações e fatos para que se tome as medidas cabíveis. Entenda-se medidas cabíveis: ação civil pública.

Quanto a sua crítica ao curso para motoboys eu entendo que é de grande relevância. Não deve resolver todo problema, mas já é uma iniciativa muito boa. Eu fiz o curso “Pilotagem Segura” da CET, que gerou a matéria “O Caminho é Educação e não Proibição” (link abaixo), onde pude verificar in loco a falência do ensino dos CFC´s.

Sou da opinião que independentemente da categoria da habilitação, todos deveriam ser obrigados a passar por aulas com motocicleta. Isso criaria a experiência do motorista de veículos de quatro rodas, caminhões e ônibus, verificarem a dinâmica da motocicleta e tenho certeza que o respeito seria uma conseqüência.

É necessário que os verdadeiros especialistas sejam ouvidos. Mas só são ouvidos os “especialistas” que nunca pilotaram uma motocicleta.

Volto a frisar: este ano é a grande oportunidade que temos nas mãos para mudança. Temos um sistema eleitoral que serve de modelo para todo o mundo e o brasileiro precisa assumir esta responsabilidade.

grande abraço e não esqueçam: não há razão quando se ganha uma lesão. Pilote equipado e defensivamente. Equipamento não é só capacete.