Reclamação Sundown V-Blade, Resposta da marca e PROCON -Parte 2

Em 06/05/2009, o leitor Marcelo nos escreve: “Recebi a resposta da Sundown ao PROCON, a qual diz que conserta a minha moto, porém a moto sempre vai a assistência autorizada e volta dizendo que esta consertada, mas não volta como dito, ela apresenta os mesmos defeitos e aparecem novos.

Como lhe informei por telefone, estou decepcionado com este produto e com a Sundown que só promete e não cumpre.

Relação de defeitos ainda existentes após a devolução da minha moto da Star Bikes:
1.Parafusos enferrujados (respondido como trocados); 2.Marcador de combustivel esta funcionando parcial demais (trocada a boia com defeito); 3.Embreagem ainda apresenta problemas (respondido que foram efetuados reparos); 4. A moto da tranco e desliga quando é ligada após umas 4 horas desligada e após esquentar (respondido que foram efetuados reparos); 5. Carburador: nas retomadas a moto engasga (respondido que foram efetuados reparos); 6. O escapamento que foi trocado em menos de uma semana já ficou amarelo e esta apresentando manchas rochas (foi trocado);
7.O paralama traseiro esta quebrado (foi trocado pela Star bikes a qual afirmou não saber a causa da rachadura próximo a placa, já é o terceiro escapamento quebrado); 8.O freio dianteiro ainda fica perdendo regulagem (informado que a correção foi efetuada); Senhores, chega de tentar concertar algo que vocês não conseguem e de ficar brincando com o cliente. Solicito a Sundown um acordo de devolução do produto. Protocolo de ouvidoria: 7470 e 18553.”

No mesmo dia 06/05 encaminhei o e-mail a Sundown, que respondeu em 07/05 aguardar posicionamento do departamento responsável.

O canal está aberto.

R: Quanto a declaração inicial do nosso leitor, recomendo aos leitores ávidos na compra de uma motocicleta acessar o site da ABRACICLO (link abaixo) e verificar a quantidade de vendas do produto almejado. Ainda assim, visite várias concessionárias da marca, converse com o assistente técnico que costuma receber as motocicletas para revisão, pergunte sobre determinadas peças, para saber se há estoque e fique atento nas repostas.

Já o problema do leitor, se, realmente, não houve solução cabe ajuizar a competente ação com fundamento no artigo 18 da Lei 8078/90 – Código de Defesa do Consumidor, onde poderá optar pela devolução do dinheiro que desembolsou na compra do produto, com juros e correção monetária, desde a efetiva compra.