Reclamações: Honda, Suzuki  e Harley Davidson

Reclamações: Honda, Suzuki e Harley Davidson

Reclamações: Honda, Suzuki  e Harley Davidson

Salve, Adquiri uma NX4 Falcon 2006 e minha dúvida é em relação ao combustível. No manual dela diz claramente para usar gasolina comum, mas consultando manuais mais antigos a recomendação é gasolina aditivada. O que mudou a partir do modelo 2006? É alguma -frescura- da Honda? Ou não se deve mesmo usar gasolina aditivada nessa moto? Desde já obrigado e parabéns pelo novo visual do site! Fernando (32), Barretos – SP

R: A Honda por meio de sua Assessoria de Imprensa respondeu: São Paulo, 14 de setembro de 2009.
Ao Site motonline.com.br / Ref. Carta do leitor Fernando
Conforme manual do proprietário do modelo, o combustível testado e aprovado para utilização nas motocicletas Honda é a gasolina comum.
Outros tipos de combustíveis não são recomendados por desconhecermos suas propriedades e eventuais conseqüências de sua aplicação na durabilidade do produto.
Permanecemos à disposição no nosso Serviço de Atendimento a Clientes: 0800 055 2221.
Atenciosamente,
Ricardo Ghigonetto / Assessor de Imprensa
Moto Honda da Amazônia“
– Comentário: Fernando siga as instruções do manual que veio com sua motocicleta. É possível alterações, devendo prevalecer sempre as últimas alterações.

Boa tarde minha duvida é a respeito das cores da Suzuki no caso tenho uma gs 500e ano 97 azul e no ano passado sofri uma queda que ocasionou um derramamento de gasolina no seu tanque até ai normal. Quando fui pintar novamente descobri que a J.Toledo não fornece o catálogo e nem o código das cores por que eles vendem a tinta da e cobra bem mais caro que em uma loja convencional, gostária de saber se essa pratica não seria uma venda casada e se tenho com entrar com algum recurso no procom para obter esse código de cores e assim minha tão amada gs ficar com a cor original. Desde já agradeço. Deixo uma sugestão vocês poderiam fazer uma matéria sobre venda casada principalmente sda honda com a mobil e outras empresas. Paulinson Roberto de Anselmo (30) – Presidente Prudente, SP

R: A J.Toledo do Brasil, por sua Assessoria de Imprensa respondeu: -Em atendimento às suas solicitações esclarecemos que os códigos das tintas estão disponíveis no catálogo de peças. Todas as Autorizadas têm acesso a esse catálogo-.
Assim, o cliente deverá comparecer em qualquer Concessionária Autorizada Suzuki e solicitar o código.
Sem mais para o momento, colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos julgados necessários.
Att, Larissa B. Silva – Assessoria de Imprensa”
Comentário: Siga essa orientações e nos informe.

Sou proprietário de uma HD Fat Boy 2008. Já faz 60 dias que preciso trocar o pneu traseiro da minha moto e nenhuma das lojas do Grupo Izzo possuem o pneu. Todas as ligações falam a mesma coisa, que está chegando e nunca chega. A medida desse pneu só tem o original e os vendedores tiveram a capacidade de me mandar colocar um pneu esportivo na minha moto até chegar o original. Claro não ira sair do bolso deles. Também estou com vazamento de fluido de freio a 6 meses, na loja já tiraram foto e até agora alegam que não tiveram o ok da HD para a troca. Como pode o grupo Izzo ser autorizado HD se eles não têm peça, não tem o pneu que não tem de outra marca senão o Dunlpo. Isso é uma falta de respeito com a marca e principalmente com os donos de HD. Mateus Redondo (33) Ribeirão Preto – SP

R: Enviamos a reclamação para o Grupo Izzo em 31/08/2009.
O leitor em 06/09/2009 nos enviou outro e-mail: “Andre. Primeiramente gostaria de agradecer a ajuda. Esta semana o Roberto da HD Bandeirantes me ligou para entender o que aconteceu. Na verdade o problema de atendimento que eu tive foi no caso do burro de freio com a HD Campinas, o pessoal da HD Bandeirantes sempre me atendeu bem. Mas a falta de pneu é uma questão problemática do grupo Izzo. Resumindo o burrinho de freio já está chegando e vou agendar a troca, o pneu arrumaram um e peguei essa semana na Izzo. Vale ressaltar o ótimo atendimento do Roberto e da equipe dele. O pessoal realmente é 10 e não atendem melhor por deficiência de estrutura da grupo. Para você ter uma idéia, eu fiquei 2 horas esperando para pegar o pneu pois o pessoal do estoque estava em reunião com a diretoria e toda a oficina das lojas paradas pois ninguém tinha acesso ao estoque. Isso é um absurdo para uma empresa que representa uma marca como essa. Gostaria de fazer também algumas observações. 30% dos novos proprietários de HD só fazem a primeira revisão e mais de 50% não fazem mais nenhum tipo de serviço na empresa. Isso devido aos altos valores cobrados nas revisões que fogem de qualquer padrão. Preciso fazer a revisão dos meus 16.000 km e o valor da mesma é de R$ 900,00.
Para fazer a revisão dos mesmos no pimenta ou mascaro que são tops ou até melhor que da Izzo eu pago R$ 550,00. Para a revisão da minha R1 na mesma Km de uma moto que tem mais tecnologia que a HD pago apenas R$ 450,00. Comprar peças ou acessórios sem condições, vestuário então, nem pensar. Eles estão com uma jaquela nova da HD la e estão cobrando R$ 2.790,00. A mesma jaqueta na HD de Buenos Aires estou comprando por U$ 590,00.
Esta cada vez mais aparecendo pessoas em SP e Brasil com o mercado paralelo de HD. Ou eles começam a cair na realidade e começam a fidelizar ou vão passar apenas a vender as motos e nada mais. Abraços. Mateus Redondo”

O Grupo Izzo não nos enviou resposta. O canal está sempre aberto.

Grande abraço e não esqueçam: equipamento não é só capacete.