Recomendação – 1º Workshop Duas Rodas – Informação

Recomendação
Bom dia gostaria de saber se vocês encomendam a compra da xre 300
pois estou pensado em comprar um mas gostaria de ter opinião de
profissionais como vocês,e o pneu traseiro dela eu posso trocar por um da largura do dá falcon ele mas largo nã é,o da xre um pouco fino eu acho que fosse mais largo seria melhor se vocês poderem me ajudar ficarei muito grato, pois não entendo bem sobre o assunto, obrigado. José Maria Carvalho (29) São Paulo, SP.

José Maria, Motonline não vende motocicletas. Somos um veículo de comunicação sobre tudo o que acontece no meio motociclístico. Esta troca que você está imaginando fazer altera as características originais de rodagem da Honda XRE 300, o que não é recomendado em qualquer circunstância pois altera as condições de rodagem da motocicleta. Abraço.
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
1º Workshop Duas Rodas
Senhores, boa tarde. Após o 1º Workshop Duas Rodas realizado recentemente pela Abraciclo, sugiro colocarmos pressão nos órgãos relacionados para discutirmos a situação da segurança do motociclista.
Nas principais capitais brasileiras, é extremamente urgente tomar providências de educação, conscientização e estabelecer uma nova política de segurança.
Vemos muitos políticos tentando acabar com o perigo dos motociclistas garupados que praticam assaltos, pura e simplesmente propondo extinguir a posição do garupa.
As medidas de segurança para o motociclista, também são desprezíveis e ineficazes.
Sobre esse assunto, sugeriria ao site contatar Abraciclo, ABRAM, e demais órgãos, para debater os seguintes temas num simpósio/ workshop/ congresso sobre segurança em 2 rodas:
– Educação: Possíveis mudanças no sistema de aprovação para habilitação e reciclagem de motociclistas.
Discutir como efetivamente melhorar a capacidade de rodar com segurança.
(modelos a serem discutidos: Francês, Japonês, Americano, Brasileiro)
– modelos que chegam a levar 6 meses de curso para capacitação
– Convidados: Representantes do governo, órgãos não governamentais,
auto-escolas, motoclubes e público em geral.
– Engenharia: Os novos sistemas de segurança da motocicleta e equipamentos ABS, coletes air-bag, etc.
– Convidados: Engenheiros da montadoras, distribuidores de produtos, comerciantes, motoclubes e público em geral.
– Tributação: os problemas e entraves sobre equipamentos de segurança, nacionais e importados, que vetam o motociclista de baixa renda de rodar bem equipado.
Como melhorar ou obter incentivo na tributação sobre equipamentos de segurança para motociclistas (capacete, vestuário, etc).
(Isso ajudaria a reduzir o custo do Estado com acidentes. )
– Convidados: Representantes do governo, distribuidores de produtos, comerciantes, especialistas tributários, motoclubes e público em geral.
– Segurança Pública: O problema do crescente roubo nas grandes cidades. Debater o problema dos pontos críticos conhecidos em cada cidade
exemplo – marginais, rod bandeirantes, imigrantes, em São Paulo) e a ineficácia da polícia em deter a criminalidade.
– Convidados: Representantes do governo, polícia, seguradoras, motoclubes e público em geral.
– Seguros: índices de sinistro por cilindrada vs configurações (idade, local, etc). Debater as faixas críticas e campanhas de redução de acidentes nessas faixas.
– Convidados: Representantes do governo, polícia, seguradoras, motoclubes e público em geral.
– Guard-rail: O grande vilão das estradas para os motociclistas. Debate sobre as discussões já realizadas na Europa (Espanha, Portugal,
Alemanha) e os novos sistema de guard rail.
Segurança passiva: mudanças no padrão para guard-rail definidos pela ABNT
– Convidados: Representantes do governo, concessionárias, ABNT, médicos, especialistas no assunto, motoclubes e público em geral.
Espero ter ajudado com a sugestão. Att, Eurico Oliveira (31) São Paulo, SP.

Eurico, Agradecemos suas sugestões e devemos informá-lo que todos estes temas fazer parte da pauta de assuntos que Motonline aborda permanentemente. A Abraciclo também tem a mesma preocupação que você e é sempre cobrada para realizar estes debates como forme de divulgação e esclarecimento. Grande abraço.
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
Informação
Olá, primeiramente gostaria de dizer que visito este site diariamente e jah
aprendi bastante coisa lendo as materias de voces, portanto parabens!
Eu vou comprar minha primeira motocicleta ano que vem, e estou em duvida entre a CB300R e a Ninja 250R. A ninjinha custa 2000 reais a mais que a versao com abs da CB300, e gostaria de saber se esse extra eh justificado na moto; por exemplo, a bolha da ninjinha fornece protecao aerodinâmica em velocidades de ateh 120 km/h? E a falta de torque em baixas rotações nao compromete a moto quando nao se esta na estrada? Obrigado. Fabio Castro Santos(20) , Cotia SP.

Fabio, Motonline não indica marca ou modelo de motocicleta. No entanto, você já estabeleceu dois modelos de sua preferência. Sobre a Kawasaki Ninja 250R, trata-se de uma motocicleta esportiva com motor de dois cilindros, totalmente carenada cujo motor atinge a faixa de torque útil a giros mais altos. O fato de haver ABS na Honda pode ser decisivo para você na hora da compra. Trata-se de um equipamento de segurança importante e que faz diferença nas frenagens, sobretudo em piso molhado. Recomendamos que você, à época de efetivas sua compra, volte a analisar o mercado e as opções existentes. Você deve definir sua opção pelo uso que fará da motocicleta. É muito importante ter andado na motocicleta para fazer uma escolha segura.