Reconstituições de acidentes do Instituto Iapa garantem precisão e o fim do “achismo”

O acidente aconteceu. O nervosismo entre as partes surge. E as preocupações com as conseqüências começam a aflorar. Uma delas é garantir a veracidade dos fatos, sustentada, na maioria das vezes, por relatos das testemunhas. Quem falhou? Foi falha mecânica ou humana? Quem é o culpado?

Para evitar conflitos de interpretação e focado na imparcialidade, o Instituto Iapa (Instituto de Avaliações e Perícias Automotivas) vem desenvolvendo técnicas, programas e mecanismos para a execução de reconstituições de acidentes.

Com equipe altamente capacitada, o Instituto Iapa busca determinar a regularidade ou não de um determinado evento. Utilizando-se de hardwares e softwares específicos (incluindo o utilizado na reconstituição do acidente com a princesa Diana), estuda minuciosamente a dinâmica realizada por um automóvel, assim como sua velocidade de impacto, de tráfego, tempos de percepção e reação, espaços de frenagem, ponto de não escapada, além determinar possíveis inversões de culpabilidade, detectando também elementos circunstâncias que possam ter colaborado com a ocorrência do evento.

Após os procedimentos de averiguação, o Instituto Iapa elabora um parecer técnico, comparando os danos e situações referentes aos automotores envolvidos, à dinâmica descrita, levando em conta as provas que sustentam a ocorrência de irregularidades ou não do suposto evento.

De acordo com o diretor-técnico do Iapa, engenheiro Renato Orsi, todos os procedimentos para a reconstituição de acidentes são confiáveis, precisos, delineados com critérios e normas técnicas. –Atuamos no estudo das causas e origem dos eventos (acidentes). Avaliamos possíveis trajetórias e deslocamentos dos veículos envolvidos, suas condições estruturais, mecânicas e elétricas, além de reconstituir a provável dinâmica do acidente, com o objetivo de apurar falhas e responsabilidades–.

Para chegar ao parecer técnico, o Instituto Iapa analisa a versão das partes envolvidas, a versão das testemunhas, o Boletim de Ocorrência, as declarações das partes e o laudo técnico (se existir). A etapa seguinte é o confronto: entre as versões apresentadas, entre os danos materiais (avarias e deformações), entre os danos pessoais e os vestígios coletados no local, além de outros materiais que contribuam com o processo de averiguação.

A precisão nos laudos do Iapa conta com o suporte de modernos equipamentos, como microscópios ópticos e eletrônicos, detector de inflamável, trusters, analisador de combustíveis, osciloscópios analógicos e digitais, ultra-ssom, binóculos a lazer para medições de distâncias, radares, coleta de impressão digital, scanner para eletrônica embarcada automotiva, espectrofotômetro (para a comparação de tintas entre os veículos) entre outros.

Na opinião do diretor técnico do Iapa, a reconstituição de acidentes é uma iniciativa importante para as partes envolvidas por oferecer comprovações científicas, eliminando a subjetividade. –O laudo técnico permite às partes chegarem ao consenso mais rápido, com menos desgastes psicológicos. Usamos como slogan a frase -Probatio vincit praesumptionem-, que quer dizer -A prova vence a presunção- -, completa o engenheiro.

SOBRE O IAPA – O Instituto de Avaliações e Perícias (Iapa) é uma empresa de alta tecnologia, estruturada para oferecer análises técnicas diversas. É integrante de mais de 10 organizações internacionais especializadas em perícias, localizadas nos USA, Canadá, Argentina, Inglaterra, Bélgica, França, Austrália e Pacífico Sul.