800_86ba2e32c478a921bcfe38d7da1cb724

Redescobrindo o Ceará – Icapuí: do festival de lagosta aos OVNIs

Praia Redonda (foto de Luiz Almeida)

Praia Redonda (foto de Luiz Almeida)

Se você adora Canoa Quebrada em Aracati precisa conhecer as praias que ficam no município ao lado chamado Icapuí (Canoa Ligeira em Tupi), rico em petróleo e belezas naturais. Prepare-se para conhecer mais um paraíso do Ceará formado por três praias de encher os olhos e uma culinária regada a lagosta.

Luiz Almeida: motociclista, fotógrafo e escritor

Luiz Almeida: motociclista, fotógrafo e escritor

Antes é importante apresentar meu irmão motociclista, Luiz Almeida. O Luiz é um motociclista com 40 anos de estrada, tanto de terra como asfalto. Além disso, é escritor e um excelente fotógrafo, e para fechar, um grande colecionador de causos que ele colhe em suas infinitas andanças por este ‘Brasilzão!’ Foi o Luiz Almeida a pessoa que eu escolhi para me falar desse paraíso onde ele praticamente mora de tanto andar por lá.

Comecemos pela Praia Redonda que é uma praia do município de Icapuí, no estado do Ceará, que fica a 15 quilômetros do centro da sede do município. Redonda é uma charmosa vila de pescadores, e destaca-se pela exuberância de suas falésias multicoloridas e tem como vizinhos a praia de Peroba a leste, e praia de Ponta Grossa a oeste. Todas não menos paradisíacas.

OVNIS e Falésias

Para onde você olha é só beleza (foto de Luiz Almeida)

Para onde você olha é só beleza (foto de Luiz Almeida)

Segundo me informa o Luiz Almeida os pescadores (principalmente os de Ponta Grossa) falam em ‘avistamentos de luzes misteriosas’. Isso, diz Luiz, eles falam “bebendo ou não bebendo”, além do mais, “todos os relatos são semelhantes”, destaca Luiz. De acordo com o relato dos pescadores “uma luz que se aproxima rapidamente, paira no ar e depois some tão rápido como chegou”. Eles a chamam em cearensês de “Aparêi” (o que seria OVNI), ou então de “Chupa” (o que seria de possível abdução), quando ameaça abduzir alguém. Não nos foi informado nenhum relato de abdução, mas quem mora lá garante que os ETs sempre passam para dar uma olhadinha em Ponta Grossa. Sabe-se lá por quê.

Há caminhos com emoção e com muita emoção; cuidado com a maré alta (foto de Luiz Almeida)

Há caminhos com emoção e com muita emoção; cuidado com a maré alta (foto de Luiz Almeida)

Como chegar

Há dois caminhos para chegar a este paraíso. Com emoção ou com muita emoção. O caminho ‘com emoção’ o acesso é feito a partir de Fortaleza e se dá pela CE-040 até Aracati e a partir daí pela BR-304 até a entrada à esquerda, 32 km depois, na entrada para Icapuí e novamente, à esquerda, 8 km depois, para a praia de Redonda, Ponta Grossa e Peroba. A distância total é de 195 km. Portanto, um belo passeio que não chega a cansar o estradeiro. No caminho aproveite para fotografar os cavalos mecânicos extraindo petróleo logo á beira da estrada nos campos da Petrobrás situados na Fazenda Belém.

Banhos incríveis (foto de Luiz Almeida)

Banhos incríveis (foto de Luiz Almeida)

O caminho ‘com muita emoção’ é pela praia. Para fazer um trecho de cerca de 40 km pela beira da praia, com fantástico visual de falésias multicoloridas, o Luiz Almeida recomenda entrar na praia por Majorlândia, pois o acesso é mais fácil do que por Canoa Quebrada. É fundamental observar o horário da maré, senão corre o risco de ficar preso entre o mar e as falésias ou mesmo ter a motocicleta tragada pelas ondas. A recomendação é que se entre na faixa de areia faltando um ou duas horas para a maré chegar ao seu ponto mais baixo. Luiz Almeida alerta que “jamais se deve pilotar na praia com a maré enchendo”. Ele mesmo relata um desses sufoco em um passeio realizado em 2008.

Confira os poços de petróleo da Petrobrás que ficam na Fazenda Belém à beira da estrada (foto de Luis Sucupira)

Confira os poços de petróleo da Petrobrás que ficam na Fazenda Belém à beira da estrada (foto de Luis Sucupira)

Em um final de semana rodando pelas beiras de mar como eventualmente gosta de fazer na companhia de alguns amigos, entrou na praia na hora correta, na maré baixa. Pararam para a hidratação em um boteco na praia do Murici, conforme determina a lei da praia. Mais adiante, distraíram-se analisando a textura das ‘isquinhas’ de peixe em outro boteco mais á frente, já na Ponta Grossa. Essa distração custou caro. Esqueceram o monitoramento da maré, que enchia. Nada de mais, bastava enfrentar um longo trecho de areia muito frouxa, pois o mar já havia encoberto a faixa de areia mais compactada.

Acontece que em um determinado momento, ao cruzar um sulco mais profundo feito por pneu de rural, o Luiz perdeu por alguns segundos o controle da moto e entrou no mar. Mesmo não deixando a moto apagar para poder sair, inesperadamente uma onda chocou-se com a frente da moto e foi água prá tudo que é lado. Neste momento a moto simplesmente apagou e o painel ficou parecendo uma ‘árvore de natal’ de tanto piscar. As ondas continuaram batendo na moto que, sem motor, afundava cada vez mais. Um amigo o socorreu ao mesmo tempo em que conseguiu ligar o motor. Mais tarde este amigo disse-lhe que era cardíaco… Com certeza, não é mais. Se você desejar saber mais sobre como andar na areia da praia o site do Luiz dá preciosas dicas. Anote aí – http://www.historiasdemotocicleta.com.br.

VII FESTIVAL DA LAGOSTA

Se você gosta de lagosta, o lugar é aqui (foto de Luiz Almeida)

Se você gosta de lagosta, o lugar é aqui (foto de Luiz Almeida)

E o Luiz não fica parado. Junto com alguns amigos ele promove em agosto, há sete anos, o Festival da Lagosta na Praia da Peroba. O evento, concorridíssimo, lota para degustar, durante dois dias, lagostas feitas com todo tipo de receita. Você come até não aguentar mais e o preço é campeão. Este ano acontecerá a sétima edição e a maioria dos presentes é motociclista.

Onde Comer:

Vista da Barraca do Sidrak na Praia de Ponta Grossa (foto de Luis Sucupira)

Vista da Barraca do Sidrak na Praia de Ponta Grossa (foto de Luis Sucupira)

Na Redonda não deixe de ir à Barraca do Carlinhos. Em Ponta Grossa vá degustar deliciosas lagostas na Barraca do Sidrak. Em ambas pode se degustar deliciosas receitas de frutos do mar além dos mais diversos tipos de peixes que sempre estão fresquinhos.

Onde ficar:

Todas as pousadas indicadas pelo Luiz são aconchegantes e oferecem ótimo conforto.

Na Peroba:
Estrela de Peroba – (88) 99016610
Pousada Falésias.

Luís Sucupira e Jamile Souza em Praia de Ponta Grossa (foto de Andrea Muhlert)

Luís Sucupira e Jamile Souza em Praia de Ponta Grossa (foto de Andrea Muhlert)

Em Redonda:
Pousada Navegantes – (85)94019426
Pousada Beija-Flor – (85)34323074
Pousada Oh Linda! – (85)34323025
Chalés Sol, Lua e Estrela – (85)88529354
Pousada Encanto Há.

Na Ponta Grossa
Pousada Canaã.

AGRADECIMENTOS: Luiz Almeida pelas informações e pelas belas fotos. Conheça mais sobre as aventuras desse meu irmão motociclista
http://www.historiasdemotocicleta.com.br

APOIO: MAKE SAFE – ALARMES PRESENCIAIS NEW SHOCK e NEWROAD HARLEY-DAVIDSON FORTALEZA (CE).

 



Motociclista desde os 18 anos. Jornalista e apaixonado por motos desde que nasceu.