Foto: divulgação

Relamação Pós-Vendas Harley Davidson e Resposta Grupo Izzo

Foto: divulgação

Foto: divulgação

O leitor nos enviou uma reclamação em 28/06/2009, que foi enviado ao Grupo Izzo em 30/06/2009:

“Faço aqui uma reclamação, pois entendo que à Direção do Grupo Izzo interessa em muito melhor atender seus clientes. Desde que comprei minha harley, dez08, pouco ou quase nenhum contato recebi do tal HOG para convites para eventos.

Mas o pior mesmo ocorre agora: desde o dia 22/06/09, já liguei mais de cinco vezes para a concessionária da BANDEIRANTES e sempre minha ligação caiu numa secretária eletrônica ao pedir à atendente que me transferisse ao setor de serviços.

Deixei meus fones e comuniquei que queria agendar a 1ª revisão (dos 1.600km) da minha Dyna. Não me retornaram qualquer ligação e deixei fones de minha casa e meu celular.

No dia 25/6, após várias tentativas feitas nos dia 22 e 23, tentei novamente contato e a atendente de imediato informou-me que os atendentes estavam ocupados e anotou meus fones dizendo que me ligariam. Até hoje, 10 horas do dia 28/6 nenhum retorno, mesmo tendo avisado à atendente sobre o que estava acontecendo desde o dia 22 ( minhas ligações seguidas e nenhum retorno).

Comunico que o atendimento que recebo da Harley (ligo na Bandeirantes) está entre os piores que até hoje recebi em termos de relação de consumo e me surpreende tal descaso e péssimo serviço de atendimento.

Ao ligar em uma Central de Atendimento da Harley o atendente justificou que na Concessionária Bandeirantes havia apenas um funcionário atendendo e por isso a demora. Resposta nada útil e que justifique o péssimo atendimento, pois é claro que a Harley Davidson do Brasil, representada pelo grupo IZZO, não pode se resumir na relação com o consumidor a apenas a viabilidade e vontade de único empregado no atendimento e assim ficarem os consumidores e clientes da Harley prejudicados no pós-venda. Repito, sequer uma ligação de retorno para se explicar a dificuldade sugerida pelo atendente da Central de Relacionamento.

Li outro dia que nova Diretora do Grupo Izzo assume, se não me engano, Sra Iza Corrêa e que a mesma havia declarado que dará atenção especial ao pós-venda. Seria conveniente que a Sra Iza recebesse presente reclamação, para subsidiar como tão precário é o atendimento no pós-venda Tentei encontrá-la e fazer chegar ao conhecimento da mesma tal fato, mas senti também intencionada criação de barreira por parte da Central de Atendimento da Harley em assim proceder quando solicitado por este consumidor um endereço de e-mail ou outro para corresponder com a Diretoria do Grupo IZZO.

A Sra Diretora está bem intencionada e deduzo que há algum diagnóstico dentro da Direção do Grupo IZZO de que o pós-venda não anda bem. Com certeza não sou voz isolada em tal tipo de reclamação. Minha experiência foi toda com a Loja da Bandeirantes e aí foco a reclamação.

Foi ruim a relação com vendedores já na venda de minha motocicleta e agora péssima experiência no pós-venda. Falácia o tal HOG e tudo mais, pois sequer se atende o cliente para necessidades básicas, manutenção e primeira revisão, como no meu caso.

Espero que seja esta mensagem recebida e tratada internamente por responsável, pois acredito mesmo que uma empresa de gestão que busca a qualidade e de renome como é o caso se preocupa em que tal tipo de tratamento com o consumidor não ocorra.” José Braga (46) Arujá – SP

Hoje o Grupo Izzo nos respondeu: “Oi André,
Segue abaixo a resposta do cliente que obtivemos por parte do cliente:

Prezada Sra Iza
Como já dito anteriormente estou convencido de que o Grupo Izzo está em mãos de competente Administradora na Direção do Pós-vendas.
Fui recebido a contento na Concessionária da Cerro Corá (o problema relatado inicialmente ocorreu na Bandeirantes) e realizada a revisão com a entrega da motocicleta em prazo anterior ao que estava estimado. Grato pela atenção e disponha deste cliente.
José Francisco Braga

Carlãozinho Coachman
Brand Manager | Grupo Izzo”

O leitor nos respondeu: “A Sra Iza Corrêa, Diretora Pós-venda ligou-me e deu a devida importância ao fato. Grato pela colaboração.
Braga”