Repercussão DPVAT

Repercussão DPVAT

Repercussão DPVAT

Gostariamos de sugerir uma matéria sobre nossa ong Instituto Brasileiro contra fraudes de seguradoras. O site é lesados por seguradoras.com.br, por favor encaminhas ao colunista André Pinto Garcia… Fernando Domingos (48) São Paulo – SP

R: Fernando, anotado!

Mais uma vez venho utilizar essa ferramenta de informação que é este site. Parabéns mais uma vez aos que hoje levam adiante um site cheio de informações altamente primordiais aos motociclistas, motoristas e afins. É por causa de uma informação deste site que venho fazer uma pergunta. Lendo a matéria sobre o “DPVAT: O cidadão e o Estado sendo lesados “, do Sr. André Garcia, percebi que ele comentou que “nem lembrou que possuía plano de saúde”. Aí pergunto, seria certo uma pessoa que tem um plano de saúde pagar tão caro por um seguro? Pergunto isso porque também tenho meu plano, o qual já utilizei uma vez, e não sei como proceder quando numa situação dessas. Nesse caso eu estaria pagando duas vezes pelo mesmo serviço? Desdes já agradeço. Hiranzinho (41), Curitiba – PR

R: Hiran o DPVAT é um seguro de responsabilidade civil. Já o seguro saúde confere cobertura médico/hospitalar. Como se vê, são produtos com finalidades distintas. No entanto, seria mais justo uma análise de perfil para a contratação do seguro e uma divisão da arrecadação mais justa, já que o SUS fica com uma fatia menor e tem maiores gastos.

André: Realmente é vergonhosa a situação apresentada por você em relação ao DPVAT. Mas, um país onde seu presidente que nunca trabalhou, pobre, dizem que é milionário, pecuarista, onde empresários enriquecem em dois anos a custa de Prefeituras e Governos, onde Políticos viajam ao exterior e regozijam à custa do suado tributo do povo, o que você esperava? honestidade, lealdade, respeito, princípios, esqueça tudo isso. Esse é nosso país. Aquí tem o lado A e o lado B. O lado que trabalha sério, honestamente, etc e o lado B que se aproveita de seus cargos, facilidades, poder, etc. Só para ver, após vários anos de contrato para zelar pela Rodovia Rondon, a rodovia está uma lástima, sem guard rails, asfalto estragado, faixas apagadas, mas o Governo de São Paulo pegou 82 milhões dos Constantino para que a gente tome mais uma lambada legalizada, ou seja, pagar pedágio em dobro e pagar as motocicletas, sob compromisso de que a rodovia será reconstruída. Com essa dinheirama toda até eu reconstruo a tal rodovia. Esse é um país que vai prá frente, alguns prá frente e muitos para tràs. obrigado. Antonio Carlos Garcia (51), Três Lagos – MS

R: Antonio Carlos a pergunta é: até quando? Ano que vem tem eleições, que tal não votarmos nos políticos que já cumpriram mais de 3 (três) mandatos. Porque o Congresso Nacional precisa oxigenar, tem deputado com mais de 20 anos de casa, Senador com mais de 30 anos de casa. Se não fizeram nada até hoje, vamos renovar. Que tal uma campanha elucidativa, nesse sentido?

Grande abraço e não esqueçam pilote equipado e defensivamente, afinal não há razão quando se ganha uma lesão.