Repercussão Lei que Proibe Corredor, Repercusão Lei Seca e para ser Motociclista não tem idade

Repercussão Lei que Proibe Corredor, Repercusão Lei Seca e para ser Motociclista não tem idade

Repercussão Lei que Proibe Corredor, Repercusão Lei Seca e para ser Motociclista não tem idade

Estou usando este meio de contato para opinar sobre o projeto de lei que tramita na camara, sobre motos circularem no “corredor”. – Gostaria de dizer que uso moto por sua exelente mobilidade no transito pesado do Rio. Se isso for retirado delas através desta lei esdrúxula, vendo minha moto e passo a andar – exclusivamente de carro. Espero que os fabricantes de motos se apercebam disso e exerçam seu papel, defendendo seus e nossos interesses. Marco Lima (51)Ilha do Governador – RJ

Escrevo sobre a proposta de lei que proíbe o trânsito de moto nos corredores, alegando falta de segurança devido à desobediência da distância lateral mínima, de 1,5 metro. Sendo assim, deveria também ser proibido o tráfego de carros na radial leste, visto que a largura das faixas de rolagem foi reduzida para aumento do número de faixas. Atualmente, a distância entre um carro e outro fica abaixo de 1m. Sendo assim, se deve ser obedecido a distância lateral mínima, apenas motos poderão rodar na radial leste, visto que só elas, rodando no centro da faixa, cumprirão esta obrigatoriedade. Marco Marques (25) São Paulo – SP

Repercussão Lei que Proibe Corredor, Repercusão Lei Seca e para ser Motociclista não tem idadeR: Senhores já notaram que nesse país onde professor e policial tem salários de fome, nossos representantes com seus altos salários, vários privilégios preferem proibir à educar? Menciono professor e policial porque estão em lados extremos: se a educação falhar numa ponta, a polícia estará lá do outro lado para impor a lei. Até quando?

Sobre a carta do dia 30/04, entendo o ponto de vista do policial, mas não deixo de apoiar o André, afinal, para mim é claro como as situações estão invertidas, aonde o policial tem que dizer que trabalha honestamente e classifica isso até como uma qualidade, sendo que isto deveria ser pura e simplesmente um dos princípios básicos da função, algo do qual o fez se tornar um policial federal. E digo mais, se existe a fama não é por acaso, convido-o para se “disfarçar” de civil e trafegar pela Rodovia Fernão Dias, é ridículo oque a PF faz, pelo menos no trecho dentre a D. Pedro até Pouso Alegre, chega a ser mais perigoso com eles, mesmo pq os postos estão sempre abandonados, mas os carrões deles sempre estacionados na sombrinha, enquanto passeiam com os veículos da frota. As sinalizações são precárias, pincipalmente quando estes querem fechar uma faixa, aonde com apenas alguns 3 ou 4 cones eles reduzem a rodovia para 1 faixa, o motorista que está vindo é sempre pego de surpresa com a repentina diminuição, trafegando a noite já peguei um tambor escuro, sem tinta refletiva alguma, APAGADO, em frente a um posto da policia rodoviária federal (escrevo em minúsculo mesmo, para mim o órgão não merece) fechando uma das faixas, com qual critério isso fora feito? Minha namorada sofreu um acidente na rodovia por óleo na pista chegando a capotar o carro, a sorte dela foi o caminhoneiro que parou para ajudá-la a sair do carro, mas o atendimento da pf foi simplesmente ridículo, a trataram como um presidiário, a largaram sangrando sentada em um banquinho no posto da pf. Hoje, quando passamos por qualquer posto ou viatura da pf ela ainda treme de medo. Certamente estou sitando casos que condizem ao “meu mundo”, mas tenho certeza que muitos aqui possuem relatos semelhantes. Uma vez ela parou em um posto da pf para pedir informação e os policiais ficarma fazendo piadinhas e a “secando”, ainda a indicaram para o caminho errado, sorte que ela avistou uma placa e retornou, quando passou novamente pelo posto, os policiais estavam na frente deste, e ela viu eles rindo. Este país é uma tremenda “pegadinha”, autêntico LISARB. Compartilho da mesma opnião que o André, a lei já era severa o sufiente, só precisava “fazer valer”. Thiago (28), Campinas – SP

Lei Seca: Demagogia, Hipocrisia e Repercussão Não concordo! O melhor bacalhau de Brasilia é no Clube do ASCADE, todas as quartas feiras. Juarez (48) Brasília – DF

R: Thiago estou a espera das estatísticas anteriores a Lei Seca. Juarez diante de sua afirmação, terei que fazer a prova!

Harada,esta e para voce:lembra que em meados de 2007 vc conversou com um velho motociclista,que nao era motociclista velho? Pois bem, aqui estou eu de volta, para dizer que graças a este site nota 1000, pude, apos possuir varias motos, decidir, por suas informaçoes e testes, comprar a excelente fazer 250. Agora, mes de março de 2009,por culpa e testes deste completissimo site, mais uma vez tomei outra decisao:vendi a fazer…mas comprei a otima e belissima MT-03,zero. Tenho 57 anos e plena forma.Vida longa a este site. Abraços+abraços. Paulo. (57) Teofilo Otoni – MG

Nosso Mestre Harada respondeu: “Paulo, fico feliz que o Motonline tenha informações consistentes que ajudaram a focar os seus desejos e evolução na cilindrada! Mas não seria justo se não dividir este elogio com todos que colaboram com o Motonline! Responderia ao amigo que o Motonline hoje tem vida própria!Acredite, de tantas pessoas que somam informações, opiniões e dados ao site!

E plagiando a recomendação do colunista André, pilote sempre equipado e na defensiva! abraços e muitas kilometragens! Harada”

R: Paulo só completando: não existe idade para ser tornar motociclista, aliás não há idade para iniciar qualquer atividade ou estudo.

abraço a todos e não esqueçam: equipamento não é só capacete. Postura defensiva evita lesões, mesmo havendo razões.