Repercussão: Proibição do tráfego de motos nas Marginais e Av. 23 de Maio e nas Rodovias

Repercussão: Proibição do tráfego de motos nas Marginais e Av. 23 de Maio e nas Rodovias

Repercussão: Proibição do tráfego de motos nas Marginais e Av. 23 de Maio e nas Rodovias

Gostaria de uma orientação, oq podemos fazer contra a proibição das motos na 23 de maio? Os argumentos para proibirem são nulos, mas como podemos contestar a isso, ja que a propria midia apoia esse abuso? Thiago (23) Guarulhos – SP

Menssagem ao André, e se possivél, que publiquem na sessão de cartas. Concordo com o André Garcia em todos os pontos do texto que refere-se sobre as proibições de motos na 23 de maio e marginal tiete. Rodo 50 KM para ir e mais 50 para votlar do trabalho todos os dias, e vou com minha motocicleta todos os dias, trafegando na marginal Tiete do KM 21 ao 0. Devido a mudança, vou afzer uma experiencia de cortar pelo ABC e pegar a pinhairos (estou mudando o problema de luagr como fizeram com a 23) porem, se não der certo será bem simples. Vou trocar minha moto, pelo carro durante a semana e ajudar a exaurir mais rápido as novas faixas da Tiete. Parabens ao secretáriod e transito, por esse Absurdo. Abraço a todos os amigos motonliners. Leoanrdo C Pegoraro (26) São Paulo – SP

Bom dia, escrevo apenas para colocar minha indignação quanto ao projeto de proibir motos na 23 de maio em sp. COmpleto absurdo, pior ainda é ouvir o secretario de transportes falar que a base da proibição é o fato de 70% dos acidentes da via envolverem motocicletas. Gostaria de ouvir do secretário quem são os outros envolvidos nesses mesmos 70% de acidentes, será que não são carros mudando de faixa sem sinalizar ou com pessoas no celular?? Quantas multas foram aplicadas nessa via no último ano por esses motivos??? E depois, se para acabar com acidentes proibe-se o tráfego, deveriam proibir os carros também na avenida, assim o índice de acidentes seria 0. Por que o prefeito não faz um esforço junto ao governo estadual e federal para mudar o sistema de habilitação em são paulo??? Será que ele sabe que no teste para tirar habilitação o motociclista só anda em primeira marcha?? E que saindo desse teste em circuito fechado em primeira marcha ele já pode andar na 23 de maio??? Será que ele não pensa que isso contribui para que esses acidentes ocorram?? Desculpem a repetiçaõ de tema, mas essa tá difícil de engolir Thiago Marques (31) São Paulo – SP

Repercussão: Proibição do tráfego de motos nas Marginais e Av. 23 de Maio e nas RodoviasUm comentário sobre a matéria de 12/03/2010 – “Projeto de Lei Proíbe motocicletas com menos de 250cc de trafegar em rodovias”. (modo irônico on) Seguindo a mesma linha de pensamento desses
políticos desinformados, podiam aproveitar e proibir também o tráfego de carros com motor 1.0 em rodovias. (modo irônico off) É um absurdo e um total desrespeito ao cidadão as idéias desse pessoal engravatado que passa o dia em escritórios sem ter noção da realidade do povo. Parece que foram eleitos para fazer piada! André Dias (31) Porto Alegre – RS

Olá, gostaria de falar sobre a materia, Projeto de Lei Proíbe motocicletas com menos de 250cc de trafegar em rodovias. Achei exelente a justificativa de que este projeto e uma lei sem justificativa alguma, onde o proprio autor, nao sabe a diferença entre potencia e cilindrada. Acho que seria viavel, um abaixo assinado online, contra este projeto absurdo, pode ter certeza que muitas pessoas concordarao em assinar. Alexandre (21) Botucatu – SP

Na materia 12/03/2010 – Projeto de Lei Proíbe motocicletas com menos de 250cc de trafegar em rodovias Favor atulizar o valor da passagem SP a Santos, pois não é mais R$14,85 e sim R$17,07. Os preços acima encontram-se adicionados do valor do Seguro Facultativo, que é de R$0,57. A não contratação do mesmo deve ser solicitada pelo cliente no ato da compra da passagem, o que ninguem comenta também. Fábio Maiche (31) Santos – SP

R: Senhoras e Senhores volto a afirmar: este ano temos eleições, vamos renovar. Vamos usar a internet como arma contra esses políticos e burocratas que preferem gastar para proibir ao invés de gastar para educar.

São centenas, milhares de indignados com as idéias de proibição de trafego de motocicleta nas Marginais e na Av. 23 de Maio, que nem seria possível publicar todos que escreveram, fora a repercussão no nosso fórum.

Se cada um assumir a responsabilidade no dia de votar, mudaremos isso. Uma andorinha não faz verão, já me dizia meu finado avô.

O Secretário Municipal Alexandre Moraes se não recuou da idéia inicial, que não seria demérito algum, ao menos se guardou para uma melhor reflexão, isso é nítido nos meios de comunicação.

Por outro lado, temos ainda as famigeradas propostas de lei em trâmite em Brasília, aqui, pegue os nomes dos deputados federais e senadores e guarde-os com carinho para através do voto, dar a resposta merecida.

No âmbito estadual, veja as propostas dos deputados estaduais e dos candidatos ao Governo de Estado.

No âmbito municipal só daremos a resposta de acordo com as decisões tomadas em 2012.

Só um breve comentário: o Código de Trânsito Brasileiro e Resolução do DENATRAN dá competência ao Município para organizar o trânsito ou o tráfego nas vias públicas da cidade.

Portanto, em tese está amparado pela legalidade. Há outras discussões que nada acrescentaria no momento.

Mas a questão é: não proíba, eduque. Verba existe, por exemplo, no Município de São Paulo que arrecadou em 2009 mais de 400 milhões de reais em multas, mas que o Secretário Alexandre Moraes não nos respondeu até hoje.